Como resolver problemas de conexão Wi-Fi com um ajuste no DHCP, no Android.

O sistema operacional Android, do seu celular, possui um menu “escondido”, com opções de configuração e ajuste mais específicas ou avançadas.
A dica deste post é de fácil implementação e não traz qualquer consequência danosa para o seu aparelho. Se nada funcionar do jeito que você gostaria, é simples desfazer para tentar outra solução.

Para ter acesso ao hack do DHCP legacy, é necessário ativar o menu de opções do programador do Android — certifique-se de ler o artigo do link, se não souber do que estou falando.

Outra coisa importante a se dizer é que o item a ser ajustado não está presente em todas as versões do Android — apenas na versão 6.0 Marshmallow, de alguns dispostivos.
Para contextualizar, este artigo foi baseado em um aparelho Samsung Galaxy J5, em que o ajuste pode ser feito.

Portanto, verifique se o item está presente no seu dispositivo, antes.
Se não estiver, tente outras soluções para os problemas de conexão Wi-Fi do seu Android.

Se houver suporte à configuração, o item de menu estará presente em Configurações / Opções do Desenvolvedor / “Usar cliente DHCP legado”.

android dhcp legado

Ative a opção e veja se isto resolve o problema.
Se você não conseguir perceber alguma melhora no seu problema de conexão Wi-Fi ou experimentar piora na situação, volte ao menu de opções do desenvolvedor e desative o “DHCP legado”.

O que o Cliente DHCP legado faz?

Presente em algumas versões do Android 6.0, o “cliente DHCP legado (legacy)” faz a mesma coisa que o cliente DHCP padrão do seu smartphone ou tablet já faz.

O ajuste, troca a seleção para usar o configurador DHCP antigo (da versão 5.1 Lollipop do Android)
A diferença é que a versão padrão (a atual) é totalmente escrita em JAVA.

Não existe a intenção de “resolver problemas de conexão”, com este ajuste, aqui.
Ele está aí apenas para quem tiver algum roteador mais antigo (anterior a 2015) e que possa estar enfrentando algum gargalo na comunicação entre seus dispositivos.

Na verdade, alguns roteadores muito antigos (com quase 10 anos) podem ter problemas sérios para se conectar a seu aparelho celular, usando o sistema de conexão DHCP atual.

É mais ou menos por estes motivos que o item não vai estar vidível em aparelhos Android mais atuais.
A empresa pressupõe que você atualizou o roteador, além do celular, nos últimos anos.

Como mover apps da memória interna para o cartão SD

Uma das melhores coisas em um smartphone é a possibilidade de ampliar o seu espaço de armazenamento com mídias externas e removíveis — como os cartões de memória SD.
Entre os tipos de arquivos que mais ocupam espaço estão as fotos e os vídeos em alta resolução.
Aplicativos também consomem uma grande quantidade de memória.
Aparelhos mais populares costumam vir com menos de 8 GB de espaço interno para armazenar o sistema operacional, apps e arquivos.
Se descontar o espaço ocupado pelo Android, junto com aplicativos irremovíveis (bloatware), o que sobra para o usuário instalar seus próprios apps e guardar seus arquivos é muito pouco — não passa de 4 GB, em muitos casos.
Um cartão de memória parrudo pode resolver boa parte destes problemas — mas não todos.

Embora o Android permita ter aplicativos rodando a partir de uma mídia externa, nem todos os aplicativos podem ser movidos — isto depende do desenvolvedor do app.

Como mover um app para o cartão

Aparelhos rodando com Android 5.0 Lollipop, Android 6.0 Marshmallow ou superior permitem que você mova facilmente seus aplicativos da memória interna para o cartão — sem necessidade de rootear o aparelho ou instalar aplicativos de terceiros (não tenho nada contra).
Siga o passo a passo:

  • Abra o menu de configurações e selecione Aplicativos.
  • Em seguida, corra a tela para o app que você deseja mover e selecione-o.

As instruções que seguem, baseiam-se no mapa da figura abaixo.
android passo a passo para mover app para cartão SD
Com o painel de informações do app, que você deseja mover para o cartão SD, na tela, siga o passo a passo:

  1. Toque em Armazenamento para poder ver e editar as opções deste menu.
  2. Note que no canto superior direito da tela, o painel informa qual o local em que o aplicativo se encontra armazenado: Interno.
    Toque em Alterar para mudar isto.
  3. Agora, escolha o novo local de armazenagem: Interno ou Cartão SD.
  4. Leia o aviso com atenção e, se concordar, toque em Mover.
  5. Aguarde, enquanto o sistema reorganiza os arquivos.
  6. Quando o processo termina, ele volta ao painel de Armazenamento.
    Note que, no canto superior direito, ele atualizou o local em que o app se encontra guardado: Cartão SD.

Casos específicos e exceções

O aparelho usado nos testes que ilustram este post, é um Motorola Moto G 3, com Android 6.0 e com o cartão de memória formatado no adoptable mode.
O que vou dizer agora, vale para aparelhos Motorola — mas talvez se aplique a modelos de outras marcas.
Se você usava o Android Lollipop e fez o upgrade (via OTA) para o Marshmallow, as aplicações que você já tinha movido ou instalado no cartão SD, através do recurso padrão da Motorola continuarão a rodar do cartão.
Contudo, não será mais possível, no Android 6.0, mover novos apps para o cartão — e nem a Play Store irá fazer este tipo de instalação.
Para poder fazer este procedimento, será necessário formatar o cartão como armazenamento interno antes.

Quando o aplicativo não aceita ser movido para o cartão SD

Muitos apps não aceitarão ser movidos para o cartão.
Se você está com problema de falta de espaço, a coisa pode ficar ainda mais chata.
Alguns players de música, como o Tunein, Spotify, Deezer, Google Play Music etc. armazenam as músicas em formato criptografado dentro da memória principal — como procedimento padrão.
O problema disto é óbvio: a memória se esgota mais rápido — principalmente se você optou por baixar para ouvir offline ou desconectado da Internet.
Para poder ter o controle de enviar as músicas para o cartão, pode ser necessário adquirir a versão paga do aplicativo.

O que é o modo demo no Android? Saiba como ativá-lo.

O modo demo é um daqueles recursos que pouca gente parece saber para o que serve. De fato ele não é para todo mundo.
Uma das principais utilidades que percebi neste modo é voltada para usuários técnicos ou blogueiros de tecnologia (que falam sobre Android), por exemplo.
Esta categoria de usuários, frequentemente faz capturas de tela ou screenshots de seus aparelhos — com o objetivo de ilustrar textos técnicos ou de ajuda.
O modo demo produz uma rápida e quase imperceptível maquiagem na interface gráfica do dispositivo — que ajuda no propósito de produzir uma imagem ilustrativa para o seu post.
Este item faz parte do Sintonizador System UIclique aqui, se você não sabe o que é.
Configuração do modo demonstração no Android

O que o modo demo altera na interface do meu smartphone?

Este texto se baseia na primeira versão do Android 6.0 Marshmallow e é importante que se diga que o recurso de que estamos falando aqui é experimental e pode ser retirado nas próximas versões do sistema operacional.
Isto posto, vamos às alterações que ele faz na barra de status do Android:

  1. As Notificações da barra de estado do sistema (no topo da tela) são ocultadas.
  2. Os ícones que informam o estado da bateria, da força dos sinais do Wi-Fi e do celular (2G, 3G 4G etc.), são ajustados para mostrar a capacidade máxima.
  3. A hora do relógio é fixa em 6:00.

São meros truques visuais.
Ao desativar o modo de demonstração, as notificações tornarão a ser exibidas e os ícones de status voltarão a exibir as informações corretas.
Android 6.0 Marshmallow demo mode

Como ativar o modo demo no Android

Se você já ativou o painel do Sintonizador System UI, toque na opção Modo de demonstração.
A seguir ative os 2 itens:

  1. Ativar modo de demonstração
  2. Mostrar modo de demonstração

Os efeitos serão exibidos de imediato. Experimente!

Como configurar a barra de status no Android

A barra de status, no topo da interface do seu smartphone ou tablet Android pode ser ajustada para atender melhor às suas necessidades.
Sua função é dar informações importantes sobre o estado do sistema, abrigar notificação de aplicativos e servir de entrada para o painel UI.
No Android 6.0 Marshmallow, você pode fazer as modificações através do Sintonizador System UI — se você não sabe como chegar até este item do menu, leia este artigo antes.
android marshmallow system ui

Como remover os ícones da barra de status

Para chegar lá, abra o menu Configurações e selecione o Sintonizador System UI.
A seguir, toque em Barra de status.
Marshmallow configurações da barra de status
A maioria dos itens da barra de status pode ser desligada, o que pode ser útil para quem prefere um visual mais limpo (ou clean).
À medida em que você liga ou desliga os itens que devem ser exibidos, ele respondem no topo da tela.
Itens de informação de hora e de carga da bateria são os únicos que não podem ser removidos.
Veja a barra de status na imagem abaixo.
Android-tela-principal-barra-de-status-simples

Como acessar dados do smartphone Android via USB

O acesso a dispositivos Android via USB segue alguns padrões e tem algumas opções ou parâmetros que, por vezes, confundem os usuários iniciantes.
Neste texto, vou abordar as formas mais comuns de acessar um smartphone (ou tablet) Android, a partir do PC, através de uma conexão USB.
Antes de começar, vou esclarecer o leitor sobre os equipamentos e os softwares envolvidos nos meus testes.
marshmallow girl android logo stay puft
No lado do smartphone, trata-se de um Motorola Moto G 3, com o Android 6.0 Marshmallow.
Mesmo que o seu smartphone não seja desta marca e/ou modelo, as informações deste texto são genéricas o suficiente para cobrir a grande maioria dos dispositivos.
Quero acrescentar que o aparelho usa o cartão SD no modo interno de armazenamento — o acesso à memória interna não é possível nesta configuração, portanto.
Do lado do PC, estou usando um notebook com o Debian Linux 8.3 Jessie e a interface padrão Gnome 3 — muito semelhante ao Ubuntu.
Ainda que você use outro sistema operacional, acredito que este post possa ser útil para você, caso você esteja tendo dificuldades básicas para entender como conectar o celular ao PC.

As diferentes formas de acessar o smartphone Android via USB

Do lado do smartphone Android, é importante que você selecione o modo de conexão — o seu computador vai reagir a esta escolha.
Para isto, arraste a barra de status de cima para baixo e toque no ícone de opções de conexão USB, conforme você pode ver na tela 1, abaixo:
android-conexao-usb
Em seguida, você deve selecionar uma das opções de conexão USB, na tela 2.
As opções são usar USB para:

  1. Carregamento apenas — quando você não deseja conexão alguma e quer apenas dar uma carga no seu aparelho.
    O artigo Como melhorar a eficiênica da carga da bateria do seu celular ou tablet aborda este assunto com mais profundidade.
  2. Transferir arquivos (MTP) — O Media Transfer Protocol ou protocolo de transferência de mídia permite que o sistema operacional do seu PC inquira o dispositivo Android e ele responde, oferecendo a lista de arquivos e executando as ações pedidas.
    Este protocolo não permite que o Windows, o Linux ou o Mac tenha acesso direto ao conteúdo do dispositivo Android.
    Esta abordagem é que permite que você possa acessar um cartão formatado (em ext4) e criptografado de qualquer sistema operacional — o que inclui o Windows, que não tem suporte a este sistema de arquivos mais avançado.
    Você deve usar quase sempre este protocolo — principalmente se quiser ter mais liberdade de escolha na transferência de arquivos.
  3. Transferir fotos (PTP) — O Picture Transfer Protocol é voltado para fazer a transferência mais eficiente de imagens e vídeos.
    O MTP é um protocolo baseado no PTP, com a adição de recursos.
  4. MIDI — esta opção de conexão é voltada para uso com teclados externos e outros dispositivos, como amplificadores, microfones, speakers etc.

O ajuste do lado do PC

Do lado do PC, os ajustes são mínimos.
O máximo que você precisa fazer é clicar para montar o dispositivo — quando isto não for automático.
montar e abrir dispositivo USB no Gnome 3
Com a minha configuração (no Android), só será possível enxergar os dados através dos protocolos MTP e PTP.
Ao selecionar o segundo protocolo de acesso (no telefone), as pastas específicas de imagens e vídeos serão apresentadas.
Captura de tela de 2016-03-17 16:49:26
O protocolo MTP, em dispositivos que usam o cartão no modo portátil ou portable mode, irá exibir uma tela com acesso à memória de armazenamento interno e ao cartão SD.
Em dispositivos com o cartão formatado como “adopted mode“, internal mode ou modo interno, só é possível acessar o cartão.
Acesso ao cartão de memória via USB