Como forçar a exibição da opção de formatação do cartão SD como memória interna.

O recurso de formatação do cartão de memória SD para estender a memória interna (ROM), também conhecido como adoptable storage é amplamente conhecido nos aparelhos da Lenovo/Motorola — especialmente da linha mais popular G com Android 6.0 Marshmallow ou superior.
Outros fabricantes optaram por suprimir ou (apenas) esconder o recurso do usuário.
Sugiro fortemente a leitura do texto Perguntas e respostas sobre o adoptable storage, antes de continuar — para tirar dúvidas que você tenha, antes de prosseguir.
Outras dúvidas podem ser satisfeitas através dos links, no decorrer do texto – e na seção de referências, lá embaixo.

Leia, antes de continuar

Este artigo surge após muitos (muitos, mesmo) leitores me perguntarem sobre como ativar o recurso em celulares, como os modelos Samsung Galaxy e os LG série G.
A insistência me fez voltar a me debruçar sobre o assunto, mesmo achando que já escrevi muito sobre ele.
Nos aparelhos em que o recurso não está visível, ele pode estar apenas desativado e, portanto, ainda pode ser acessível aos seus donos, através de alguns procedimentos.

É importante dizer que não testei os procedimentos aqui descritos.
Este post é fruto de alguma pesquisa e não de experiências.
Siga em frente por sua própria conta e risco.

Se o seu aparelho for rooted ou rooteado o céu é o limite — ou seja, você pode fazer tudo com ele – inclusive inutilizá-lo.
Portanto, leia primeiro todo o tutorial e decida depois se vale a pena fazer ou não.
Se você usa Windows 10, não esquece dar uma olhada na dica do Felipe, lá nos comentários.

Prerrequisitos

O procedimento que segue, não requer rooting do seu celular.
Contudo, você precisa se certificar de que os seguintes requisitos já foram satisfeitos no seu aparelho:

Se estes itens já estiverem OK, faça backup dos seus dados e prossiga.

Como ativar a exibição da opção de uso de adoptable storage através da adb shell

Conecte o smartphone ao computador, através do cabo USB e abra um terminal no seu sistema e ative o modo transferência de imagens (pictures).
Dentro do terminal, execute a shell do adb.

Como você pode ver, na imagem abaixo, eu rodo a minha shell dentro de um terminal Linux. Não sei como funciona no Windows ou no MacOS. Se for muito diferente, me avise, nos comentários.

captura de tela adb shell
Siga os passos:

  1. Dentro da shell, dê o comando sm list-disks. Ele deve retornar algo parecido com disk:179,0, que é a ID do seu cartão SD.
  2. Decida quanto espaço você deseja dedicar ao adoptable mode ou extensão do armazenamento interno.
  3. Se optar por usar 100% do cartão como armazenamento interno, dê o seguinte comando:
    
    sm partition disk:179,0 private
    

    Fique atento para usar a ID do seu cartão e não a minha.
    Se preferir que seu cartão tenha uma configuração mista, use o comando desta forma:

    
    sm partition disk:179,0 mixed 50
    

    em que o mixed 50 informa que apenas metade (50%) do cartão será destinado ao adoptable mode. O restante permanecerá no modo tradicional.

Em seguida, saia da shell com o comando exit e verifique se o cartão do aparelho já aceita o novo modo de operação.
Veja as imagens do “antes” e “depois”, abaixo:
armazenamento interno android
Espero que este procedimento resolva na maioria dos celulares.
Se não der certo, sugiro continuar pesquisando em outros sites.
Caso você tenha conseguido resolver o problema de alguma forma diferente, conte pra gente. 😉

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Referências

https://www.reddit.com/r/lgg5/comments/4mfo9l/adoptable_storage_on_lg_g5_nonroot/.

Quais as diferenças entre o modo portátil e o modo de armazenamento interno, no Android?

Alguns aparelhos, dependendo das escolhas feitas pelos seus fabricantes têm suporte ao modo de armazenamento interno, em adição ao modo tradicional de armazenamento.
android robot and an SD card in black and white picture
Dezenas de dúvidas sobre o modo de armazenamento interno (também chamado, em inglês, de adoptable mode) foram sanadas no artigo perguntas e respostas sobre o modo de armazenamento interno no Android — sugiro fortemente a sua leitura.

Neste post, vamos abordar o assunto por outro ponto de vista: o da escolha por um ou outro método de armazenamento em smartphones ou tablets Android.

Ao inserir um cartão novo no seu celular Android, a partir da versão 6.0 Marshmallow — se o dispositivo tiver suporte ao recurso — o dono se depara com a pergunta sobre se deseja usá-lo sob um dos 2 modos de armazenamento.
inserting an SD card in a reader
Quando é mais conveniente usar um ou outro, é o assunto neste artigo.
Neste sentido, espero que a tabela, abaixo, ajude você a identificar exatamente em que grupo se encontram as suas necessidades e como você pode aproveitar melhor o seu cartão de memória:

Armazenamento portátil Armazenamento interno
Selecione o modo portátil se você costuma guardar, em um mesmo cartão SD, arquivos de mais de um dispositivo (entre câmera, laptop, celular etc.) ou o usa apenas para armazenar mídia (fotos, músicas, vídeos etc.) Selecione o modo de armazenamento interno se você quer estender completamente o espaço de armazenamento do seu dispositivo e vai precisar do cartão para gravar aplicações grandes, jogos e dados de jogos.
Se você tem um cartão de memória não muito atual, de classe 2, 4 ou 6, opte pelo modo portátil. Se tem um cartão de alta velocidade (high-speed), UHS-1 ou classe 10, é possível optar pelo modo interno, sem sofrer com lentidão.
Se você costuma ou tem a pretensão de trocar cartões de memória com frequência ou usá-los para transferir conteúdo entre dispositivos. Se você planeja manter o cartão sempre dentro do dispositivo, baixar jogos pesados e está sempre tendo problemas de falta de espaço — use um cartão de grande capacidade e formate-o no modo interno.
Se os seus aplicativos junto com seus dados são sempre armazenados na memória interna e não podem ser transferidos para o cartão, opte pelo armazenamento tradicional. Se você sabe que os seus aplicativos favoritos podem ser transferidos para um cartão, junto com seus arquivos de dados.
Em tempo, quem decide se os aplicativos e/ou seus dados podem ser transferidos para o cartão é o desenvolvedor.
Se o cartão vai ser usado e lido por outros dispositivos (outro telefone, desktop (Mac ou PC), câmera digital. Se você planeja manter o cartão sempre dentro deste aparelho.
Se você não quiser criptografar o cartão. Se você não se importa de criptografar o cartão.
O modo portátil não requer a formatação automática do cartão. Para usar este modo, o cartão terá que ser formatado e criptografado.

Leve também em conta que a Lenovo/Motorola recomenda formatar seu cartão no modo interno quando o seu dispositivo tem 8 GB ou menos espaço na memória interna nativa dele.
samsgung 64 GB PRO card
Para ter mais informações, antes de decidir, não se esqueça de ler os artigos:

  1. Perguntas e respostas sobre o armazenamento interno.
  2. Como formatar o cartão no modo interno.
  3. Passo a passo para formatar o seu cartão SD no modo interno (explica a mesma coisa que o segundo artigo, com uma abordagem diferente).

Use também a caixa de busca do site, para obter mais informações sobre o assunto.

Como mover apps da memória interna para o cartão SD

Uma das melhores coisas em um smartphone é a possibilidade de ampliar o seu espaço de armazenamento com mídias externas e removíveis — como os cartões de memória SD.
Entre os tipos de arquivos que mais ocupam espaço estão as fotos e os vídeos em alta resolução.
Aplicativos também consomem uma grande quantidade de memória.
Aparelhos mais populares costumam vir com menos de 8 GB de espaço interno para armazenar o sistema operacional, apps e arquivos.
Se descontar o espaço ocupado pelo Android, junto com aplicativos irremovíveis (bloatware), o que sobra para o usuário instalar seus próprios apps e guardar seus arquivos é muito pouco — não passa de 4 GB, em muitos casos.
Um cartão de memória parrudo pode resolver boa parte destes problemas — mas não todos.

Embora o Android permita ter aplicativos rodando a partir de uma mídia externa, nem todos os aplicativos podem ser movidos — isto depende do desenvolvedor do app.

Como mover um app para o cartão

Aparelhos rodando com Android 5.0 Lollipop, Android 6.0 Marshmallow ou superior permitem que você mova facilmente seus aplicativos da memória interna para o cartão — sem necessidade de rootear o aparelho ou instalar aplicativos de terceiros (não tenho nada contra).
Siga o passo a passo:

  • Abra o menu de configurações e selecione Aplicativos.
  • Em seguida, corra a tela para o app que você deseja mover e selecione-o.

As instruções que seguem, baseiam-se no mapa da figura abaixo.
android passo a passo para mover app para cartão SD
Com o painel de informações do app, que você deseja mover para o cartão SD, na tela, siga o passo a passo:

  1. Toque em Armazenamento para poder ver e editar as opções deste menu.
  2. Note que no canto superior direito da tela, o painel informa qual o local em que o aplicativo se encontra armazenado: Interno.
    Toque em Alterar para mudar isto.
  3. Agora, escolha o novo local de armazenagem: Interno ou Cartão SD.
  4. Leia o aviso com atenção e, se concordar, toque em Mover.
  5. Aguarde, enquanto o sistema reorganiza os arquivos.
  6. Quando o processo termina, ele volta ao painel de Armazenamento.
    Note que, no canto superior direito, ele atualizou o local em que o app se encontra guardado: Cartão SD.

Casos específicos e exceções

O aparelho usado nos testes que ilustram este post, é um Motorola Moto G 3, com Android 6.0 e com o cartão de memória formatado no adoptable mode.
O que vou dizer agora, vale para aparelhos Motorola — mas talvez se aplique a modelos de outras marcas.
Se você usava o Android Lollipop e fez o upgrade (via OTA) para o Marshmallow, as aplicações que você já tinha movido ou instalado no cartão SD, através do recurso padrão da Motorola continuarão a rodar do cartão.
Contudo, não será mais possível, no Android 6.0, mover novos apps para o cartão — e nem a Play Store irá fazer este tipo de instalação.
Para poder fazer este procedimento, será necessário formatar o cartão como armazenamento interno antes.

Quando o aplicativo não aceita ser movido para o cartão SD

Muitos apps não aceitarão ser movidos para o cartão.
Se você está com problema de falta de espaço, a coisa pode ficar ainda mais chata.
Alguns players de música, como o Tunein, Spotify, Deezer, Google Play Music etc. armazenam as músicas em formato criptografado dentro da memória principal — como procedimento padrão.
O problema disto é óbvio: a memória se esgota mais rápido — principalmente se você optou por baixar para ouvir offline ou desconectado da Internet.
Para poder ter o controle de enviar as músicas para o cartão, pode ser necessário adquirir a versão paga do aplicativo.

Passo a passo para formatar seu cartão de memória como interno no Android

Se você possui um cartão de memória veloz e deseja passar a usá-lo como extensão da memória interna do seu dispositivo Android 6.0 ou superior, segue um passo a passo para fazer isto rapidamente.
Este processo permite que você estenda ou aumente artificialmente a quantidade de memória principal no seu dispositivo.

Se ainda tiver alguma dúvida, leia Perguntas e respostas sobre o modo de armazenamento interno em cartões de memória SD.

Tenha em mente que aplicar este processo irá formatar e criptografar o seu cartão — acarretando a perda permanente de todos os dados contidos na mídia.

Mantenha backup atualizado de seus arquivos, para evitar que se percam por acidente.
Além disso, verifique a autenticidade do seu cartão SD, antes de continuar.


Recomendo a leitura do post sobre as diferenças entre usar o cartão no modo portátil (tradicional) e interno (adoptable mode).

Passo a passo

Comece por abrir o painel de configurações no seu smartphone Android 6.0 Marshmallow.

  • Role a tela para baixo, até encontrar o item Armazenamento e USB
    Android 6.0 Marshmallow aplicativos
  • No painel de mídias de armazenamento, toque no item correspondente ao seu cartão SD (costuma ser o último item).
    Android 6.0 Marshmallow SD Card in Portable Mode
  • Uma vez aberto o conteúdo do cartão SD, toque no ícone de menu, no canto superior direito e selecione Configurações.
    Screenshot_20160111-140443
  • A seguir, toque em Formatar como interno.
    Screenshot_20160111-135937

Após este último passo o Android irá avisar que todos os dados no cartão serão removidos e pedir confirmação para seguir em frente.
Screenshot_20160111-173242
Se for isto que você quer, toque no botão Limpar e formatar e aguarde.


Use nossa página de busca para encontrar mais artigos sobre o Android.

Como reverter o processo

É possível voltar a usar o seu cartão como mídia de armazenamento externa.
O processo, neste caso, consiste de formatar novamente o cartão, usando o sistema de arquivos VFAT (que é ruim, mas é compatível com outros aparelhos).
Remove toda a criptografia do cartão e implica em perda dos seus arquivos.
Antes de seguir, portanto, faça backup de todos os seus vídeos, suas fotos, seus contatos etc.
Android armazenamento interno como reverter
O passo a passo para voltar a usar o cartão SD no modo portátil é o seguinte:

  1. Vá até o menu de configurações do aparelho e selecione Armazenamento e USB
  2. Selecione o item correspondente ao cartão SD
  3. Na próxima tela, toque no ícone de menu, no canto superior direito e selecione Formatar como portátil.
    Confirme o processo, na próxima tela e aguarde sua conclusão.

confirmação para formatar cartão SD no Android
A tela de confirmação avisa da importância de fazer backup de seus arquivos antes de continuar.
Depois de terminar o processo, você poderá usar o seu cartão como mídia de armazenamento tradicional.
Se quiser voltar a usar como armazenamento interno, novamente, basta repetir o processo descrito no começo deste artigo.

Perguntas e respostas sobre o modo interno de armazenamento em cartões de memória SD do Android

O sistema operacional Android 6.0 e outras versões superiores permitem que seu cartão SD estenda a capacidade da memória interna do seu dispositivo — além de poder continuar a ser usado para armazenamento do seus arquivos de imagens, vídeos, músicas etc.
Após a inserção de um novo cartão SD no seu aparelho, o Android irá notificá-lo de que você pode usá-lo de 2 maneiras:

  • Modo portátil ou armazenamento portátil — é o modo tradicional de uso do cartão, que te permite tirar e colocar em outro aparelho ou no seu computador e fazer transferências de seus arquivos.
    Se você não sabe o que fazer, use sempre este método.
  • Modo interno ou armazenamento interno — neste modo o cartão passa a integrar o dispositivo, estendendo a capacidade da memória interna. Se seu aparelho tinha 4 GB de memória interna, com o uso de um cartão de 8 GB, o Android passará a “enxergar” 12 GB de armazenamento contíguo.
    O recurso tem, ainda, outros nomes — como internal mode e adoptable storage (armazenamento adotado).

Cartão micro SD Sandisk Ultra 16 GB
O processo de tornar a mídia interna, vai formatar e apagar todos os dados contidos nela. Além disto, a mídia será criptografada, o que vai restringir o acesso aos seus dados.
Não esqueça de fazer backup de seus dados, antes de fazer esta opção.

Perguntas frequentes sobre o modo interno do cartão de memória no Android

Estas são as dúvidas que tenho recebido recentemente sobre o modo de armazenamento interno do cartão SD no Android Marshmallow.

Posso continuar a armazenar minhas músicas no modo de armazenamento interno?

Sim.
Quando você não tem um cartão de memória SD, o seu aparelho armazena suas fotos, suas músicas etc na memória interna.
Com o modo interno, a sua memória interna original ganha uma extensão.

Nas configurações da câmera, costuma haver a opção de armazenamento interno ou externo (cartão). Como vai ficar esta situação?

Depois de optar pelo modo interno, a câmera só irá gravar as fotos no cartão.
Saiba como acessá-las aqui.

Posso instalar mais aplicativos no meu smartphone ou tablet, ao estender a memória do aparelho?

Sim.
Se você tem um aparelho com 8 GB de memória interna de armazenamento e formatar um cartão de 8 GB no modo interno, vai passar a contar com 16 GB de memória interna para armazenar o que quiser, Inclusive novos apps.

TODOS os aparelhos com Android têm este recurso?

A resposta curta é não.
O recurso está disponível em aparelhos Android 6.0 ou superior.
Contudo, alguns fabricantes optaram por não oferecer o recurso em alguns modelos de seus aparelhos.
Existe uma esperança, entretanto.
Em alguns casos o recurso pode estar apenas escondido ou desabilitado — e, nestas circunstâncias, é possível habilitar a exibição da opção de uso do recurso no menu de configurações.

Qualquer cartão SD pode ser usado para criar o modo interno?

Sim.
O ideal é que você compre um cartão micro SD de alta velocidade (o melhor que você puder).
Os mais lentos funcionam, mas o recurso só se torna interessante com cartões de memória SDHC ou class 10 ou UHC 1.

O Android avisa se meu cartão não for adequado para usar este recurso?

Sim.
Antes de aplicar qualquer mudança, o Android irá fazer um teste na mídia de armazenamento inserida para verificar se tem a velocidade mínima para oferecer um bom desempenho.
Uma tela pop up irá avisar se o seu cartão for muito lento.
Se quiser, você pode ignorar o aviso e continuar em frente.

Se eu quiser seguir em frente, mesmo com um cartão antigo e lento, o Android deixa?

Sim.
Mas não vale a pena ir contra a recomendação do Android, neste caso.

Deu erro ao tentar formatar para o modo interno

Alguns usuários tem relatado erros ao tentar formatar o cartão para o modo interno:

  • A formatação para em 20%, 30%, 60% ou outro valor.
  • A formatação termina em erro de runtime, timeout ou avisando que o cartão está corrompido.

Sei que é meio tarde para falar isso, mas você deve avaliar se o local que vendeu a mídia é confiável.
Estes erros são comuns em cartões defeituosos ou cuja capacidade é superior à suportada pelo seu smartphone — consulte o manual, para saber qual o tamanho máximo do cartão SD suportado.
Podem também estar associados ao uso de cartões SD inferiores à classe 10 — que são lentos demais.
Trocar o cartão, provavelmente, será a única saída para resolver estes problemas.
Sugiro também verificar a autenticidade do seu cartão com este método.

Posso reverter o processo no meu smartphone? O que acontece?

Sim.
Você pode reverter o processo sempre que quiser.
Faça backup de todas as informações importantes para você, antes.
Ao voltar a usar o modo portátil, você irá perder todos os dados (imagens, vídeos, aplicativos instalados etc), que estiverem na memória interna.
Leia este artigo, para saber como reverter o processo.

O cartão poderá ser acessado em outros locais?

Não.
O processo consiste, entre outras coisas, na formatação em Ext4 e criptografia com LUKS.
A senha de acesso à mídia é interna e você não tem acesso a ela.
Por isto, só será possível acessar a mídia a partir do aparelho em que você o instalou. Você não pode acessá-lo do notebook ou de qualquer outro dispositivo de leitura de cartões.
Faça backup sempre, portanto. Se o seu smartphone quebrar, você se arrisca a perder o acesso aos seus dados.

Se o cartão é formatado com o sistema de arquivos Ext4, então posso lê-lo com o Linux?

Não, por que ele será também criptografado com LUKS.
A senha de acesso à mídia é interna e você só pode acessar a mídia a partir do aparelho em que foi formatado e criptografado.

Gostei deste novo recurso. Onde posso saber mais?

Leia o artigo https://elias.praciano.com/2016/01/saiba-como-ativar-o-internal-mode-para-aumentar-a-memoria-interna-do-seu-aparelho-android-6-0-marshmallow/ para saber como ativar o modo interno ao instalar um novo cartão.

Entendi tudo. Quero as instruções para aplicar o recurso.

O passo a passo está aqui: https://elias.praciano.com/2016/01/passo-a-passo-para-formatar-seu-cartao-de-memoria-como-interno-no-android/.

Se ainda tiver dúvidas, veja se ela já não foi perguntada e respondida na sessão de comentários. 😉