Instale centenas de fontes do Google Fonts no Linux

O repositório de fontes Google Fonts disponibiliza gratuitamente quase 900 fontes, que podem ser usadas no GIMP, no seu editor de textos ou para personalizar todo o seu sistema, do jeito que você quiser.
Para ser exato, na última vez que olhei, havia 850 fontes disponíveis — o pacote tem 380 Mb, aproximadamente.

Se preferir, vá até o site e baixe apenas as que gostar.
Neste post vou mostrar como baixar todas de uma só vez.

O Google Fonts é um dos principais locais de hospedagem de fontes “opensource”, na web.
O repositório contém centenas de famílias de fontes disponíveis para download individual ou em um único pacote.

Já abordei este assunto, anteriormente, em um post voltado para o Ubuntu.
Neste texto, quero falar do assunto de maneira mais genérica, para que possa servir a qualquer distribuição GNU/Linux.
Me acompanhe.
google fonts

Prepare o sistema

O script original de instalação foi desenvolvido por Michalis Georgiou.
O que segue, abaixo, é uma reedição da versão modificada pelo Andrew do Webupd8.
Só alterei 2 coisas:

  1. Traduzi para português e
  2. removi a linha de instalação do wget, para tornar o script mais enxuto e universal. Assim ele pode ser executado em qualquer distro, sem precisar ser editado.

Como consequência, você terá que instalar o wget por conta própria, antes de rodar o script.

No Debian e no Ubuntu, use o apt:


sudo apt install wget

No Fedora, use o dnf:


sudo dnf install wget

O script de instalação

Se tiver interesse em dar uma olhada ou baixar o script original, vá até o site no Github: https://raw.githubusercontent.com/hotice/webupd8/master/install-google-fonts

Segue a minha edição:


# Original author: Michalis Georgiou 
# Modified by Andrew http://www.webupd8.org 
# Traduzido para português por Elias Praciano https://elias.praciano.com

_wgeturl="https://github.com/google/fonts/archive/master.tar.gz"
_gf="google-fonts"

# certifica que não há outro arquivo com o mesmo nome
rm -f $_gf.tar.gz

echo "Conectando ao servidor Github. Aguarde...."
wget $_wgeturl -O $_gf.tar.gz

echo "Extração do arquivo baixado..."
tar -xf $_gf.tar.gz

echo "Criação do diretório /usr/share/fonts/truetype/$_gf folder"
sudo mkdir -p /usr/share/fonts/truetype/$_gf

echo "Instalação das fontes .ttf em /usr/share/fonts/truetype/$_gf"
find $PWD/fonts-master/ -name "*.ttf" -exec sudo install -m644 {} /usr/share/fonts/truetype/google-fonts/ \; || return 1

echo "Atualização do cache de fontes..."
fc-cache -f > /dev/null

# Limpeza. Remove o arquivo .tar.gz. O usuário poderá ainda precisar da pasta
rm -f $_gf.tar.gz

echo "Pronto."

Lembre-se, o script depende do programa wget e vai dar erro, se este não estiver instalado.
Copie o código acima e cole dentro do seu editor de textos favorito.
Em seguida, salve o script e saia do editor.
Eu salvei o meu script com o nome gfinstall.sh
Para torná-lo executável, use o chmod:


chmod +x gfinstall.sh

Agora, rode o seu script:


./gfinstall.sh 

Conectando ao servidor Github. Aguarde....
--2018-03-22 10:57:37--  https://github.com/google/fonts/archive/master.tar.gz
Resolvendo github.com (github.com)... 192.30.253.112, 192.30.253.113
Conectando-se a github.com (github.com)|192.30.253.112|:443... conectado.
A requisição HTTP foi enviada, aguardando resposta... 302 Found
Localização: https://codeload.github.com/google/fonts/tar.gz/master [redirecionando]
--2018-03-22 10:57:38--  https://codeload.github.com/google/fonts/tar.gz/master
Resolvendo codeload.github.com (codeload.github.com)... 192.30.253.120, 192.30.253.121
Conectando-se a codeload.github.com (codeload.github.com)|192.30.253.120|:443... conectado.
A requisição HTTP foi enviada, aguardando resposta... 200 OK
Tamanho: não especificada [application/x-gzip]
Salvando em: “google-fonts.tar.gz”

google-fonts.tar.gz                                 [                                               <=>                                                    ]  33,27M  3,72MB/s               


2018-03-22 10:59:21 (3,76 MB/s) - “google-fonts.tar.gz” salvo [405548495]

Extração do arquivo baixado...
Criação do diretório /usr/share/fonts/truetype/google-fonts folder
[sudo] senha para justincase: 
Instalação das fontas .ttf em /usr/share/fonts/truetype/google-fonts
Atualização do cache de fontes...
Pronto.

Terminado o processo de download e instalação, você já pode se servir das novas fontes no sistema.
Experimente abrir as configurações de tema do GNOME ou o seu aplicativo favorito, para ver as novas possibilidades.
fontes google no GNOME

Emulador de terminal Linux com a cara do IBM 327x

Os IBM 3270 são uma classe de terminal de computador, normalmente usada para se comunicar com mainframes da IBM.
São chamados, também display devices e foram introduzidos em 1971, para suceder a série IBM 2260.
ibm 3278 terminal green phosphor crt monitor
Este post se baseia nesta série de terminais — mas, só até o 3278, o último com monitor monocromático (fósforo verde). O IBM 3279 já era colorido. 😉

Na minha opinião, o que se destaca nas fontes x3270 são justamente a beleza e a clareza de sua exibição na tela do terminal.
O efeito estético clean hacking, facilita tremendamente a leitura das informações na tela.

O terminal do IBM 3278 pode ser facilmente copiado com a instalação do cool-retro-term, conforme expliquei. Aqui, vou mostrar como instalar e usar apenas as fontes desta série de equipamentos.
Você vai precisar instalar o pacote de fontes x3270, disponível nos repositórios da maioria das grandes distribuições.
No Ubuntu e no Debian, o pacote pode ser instalado com o comando apt.
Para obter informações sobre o pacote, use o ‘show’:

apt show fonts-3270

O pacote contém fontes com acentuação completa em português, além de ser bem leve.
Use o apt para instalar:

sudo apt install fonts-3270

Depois da instalação, você pode usar as novas fontes em qualquer lugar e em qualquer aplicativo.
ibm 3278 console terminals

Como configurar o terminal para usar as fontes novas

No exemplo, que segue, vou mostrar o processo no GNOME-TERMINAL — que é semelhante para a maioria dos outros aplicativos desta categoria.
Veja:

  1. clique com o botão direito sobre a área do terminal ou no menu Editar, na barra superior. Em seguida, selecione Preferências do Perfil.
  2. Em seguida, selecione (lá embaixo) Fonte Personalizada.
  3. Procure pela fonte “IBM 3270” e selecione uma das muitas variações dela e clique em Selecionar

Pode ser necessário fechar o terminal e abrir de novo, para que este carregue toda a relação de fontes disponíveis.
lista de fontes do gnome terminal
Depois de escolher a fonte para o seu terminal, não esqueça de ajustar as cores para fundo preto/letras verdes — ou pode usar colorido, se optar pela aparência do IBM 3279.
Isto pode ser feito na aba Cores do painel de configuração do terminal.
Esquemas prontos de cores, como o “verde no preto”, podem ajudar a ter um bom resultado mais rápido.
captura-de-tela-de-2016-11-27-17-37-05

Como instalar as fontes Google no Ubuntu via script

As fontes Google figuram como uma opção a mais para quem trabalha com design, dentre tantas outras que também podem ser baixadas gratuitamente.
Neste tutorial, vou mostrar como baixar e instalar um script que, por sua vez, irá baixar e instalar as fontes em seu computador.

Embora o título do post se refira ao Ubuntu, nada impede que você execute o script em qualquer outra distro baseada no Debian, tais como os outros sabores do Ubuntu, como KUbuntu, XUbuntu, LUbuntu.

Google fonts
Google fonts

O script e as webfonts do Google

O TypeCatcher permite que se tenha uma prévia das fontes com seus tamanhos ajustados; fazer downloads e instalar as fontes desejadas em seu computador local. Porém, como ele não faz o download completo de todas as fontes, fomos buscar, lá no WebUpd8 um script que faz este trabalho com rapidez e simplicidade. Eu achei simples, pelo menos.

O que o script faz?

Pra ser objetivo, ele baixa os arquivos do diretório de fontes do Google (Google Font Directory) – há algo em torno de 100 itens diferentes lá, que podem ser usados para personalizar o seu desktop ou em seus trabalhos de design – e as instala em /usr/share/fonts/truetype/google-fonts/. Simples assim. 😉

Baixe o script e instale as fontes

Abra um terminal (Ctrl + Alt + T) e digite os seguintes comandos (são 3 linhas):


cd && wget http://webupd8.googlecode.com/files/install-google-fonts

chmod +x install-google-fonts

./install-google-fonts

O que foi feito?

Basicamente, o que fizemos acima foi entrar no nosso diretório /home e fazer o download para dentro dele do script de instalação. Em seguida, mudamos sua permissão (chmod) para executável e, por fim, o executamos.

Se não estiver instalado no seu sistema, o script baixará e instalará automaticamente o pacote do mercurial-common. A depender da sua conexão, este processo pode ser um pouco demorado… pausa para um café! 😉

Continuação

Uma vez terminado o processo de baixar e instalar as fontes, você pode começar a experimentá-las.
Se quiser, pode usá-las para personalizar o visual do seu Ubuntu.

Preferências da área de trabalho no LXDE - lista de fontes disponíveis.
Preferências da área de trabalho no LXDE – lista de fontes disponíveis. (Clique na imagem para ampliar)

Para tanto, clique com o botão direito do mouse sobre o desktop e selecione “Preferências” e escolha as fontes desejadas na guia Fontes.

O que eu faço com este diretório, que o script criou na minha pasta /home

Certas pessoas gostam de trabalhar em um ambiente razoavelmente organizado ou, pelo menos, não gostam de topar com “objetos estranhos”, ocupando espaço.

De fato, o script vai criar uma pasta /googlefontdirectory dentro da pasta em que foi executado.

Pois bem, você pode apagar este diretório sem problemas.
A vantagem de deixar o diretório quieto, aonde está, é que na próxima vez em que rodar o script, ele vai apenas atualizar os arquivos, em vez de baixar tudo de novo.
Para mim, vale a pena mantê-lo. O que você acha?

Como remover as fontes do Google do meu sistema

Você se arrependeu – ou cansou de brincar – e quer recuperar o espaço agora ocupado pelas fontes. Abra um terminal e proceda da seguinte forma:


sudo rm -vfr /usr/share/fonts/truetype/google-fonts/

Isto deve ser o suficiente.

Referências