Debian logo

O que fazer depois de instalar o Debian

Debian é uma das distros mais importantes atualmente e serve de base para outras, também importantes — o Ubuntu é uma delas.
Diferente desta última, Debian focaliza a instalação e a compatibilidade geral com várias arquiteturas que sequer são consideradas pela Canonical.
Se você instalou Debian em sua máquina e sentiu que ela é uma distro um tanto “crua”, que estão faltando algumas coisas… você não sentiu errado.
É comum, depois de instalarmos o Debian, ainda ter muito o que fazer para deixar o GNU/Linux “redondinho” e pronto para trabalhar.
Neste texto, vou estabelecer o foco no Debian 8.4 Jessie non-free com o ambiente desktop GNOME, que já vem carregado com uma série de firmwares não-livres (proprietários).
debian badge
A máquina em que estou baseando este texto é uma Dell Inspiron 14 série 5000 5448, com processamento gráfico (GPU) híbrido Intel/AMD. Já veio com o Ubuntu 14.04 LTS instalado.
Nos meus testes, o openSUSE Leap 42.2 foi a distribuição GNU/Linux que melhor rodou nesta máquina.
No Debian, contudo, ela pediu uma atenção especial para a configuração da placa de rede wireless, do touchpad e da placa gráfica — o que não será abordado neste texto, que tem o propósito de ser bem genérico.

As sugestões dadas no texto não são mais do que meras sugestões — você pega as que quiser.

Leia o texto na íntegra, antes de decidir o que fazer.
Note que uso o aptitude, no Debian, em vez do apt-get (mais comum no Ubuntu). Isto também é opcional. Use o que você quiser.
Para saber mais sobre o assunto, leia o post sobre o aptitude para usuários do Ubuntu.
Links para fazer os downloads estão no final e, no decorrer do post, há links para outros artigos onde o assunto em questão será abordado com mais profundidade.

Comece por atualizar o sistema

Nada é mais importante do que isto.
O processo de atualização baixa e instala uma séries de drivers e módulos, bem como remove outros que não são necessários para as especificidades do seu hardware.
Portanto, abra um terminal e…

su -c 'aptitude update'
su -c 'aptitude full-upgrade'

Lembre-se: a senha pedida pelo comando su é a do superusuário e não a sua.
Se quiser ler um pouco mais sobre as diferenças entre o su e o sudo, clique aqui.

Configure o sudo para o seu usuário

Já que tocamos no assunto, você pode configurar o sudo para o seu usuário com uma simples linha de comando, enquanto o sistema é atualizado:

su -c 'adduser nome-de-usuário sudo'

Após este procedimento, será necessário encerrar a sessão ou se autenticar de novo para que os grupos a que você pertence sejam carregados.
Se a atualização, pedida anteriormente, já terminou, é uma boa ideia reiniciar o sistema.

su -c 'shutdown -r now'

Leia mais sobre os métodos de adição de usuários ao sudoers, aqui.

Edite o sources.list no Debian

O arquivo sources.list é onde o Debian irá encontrar a lista de endereços das fontes e repositórios para baixar os programas que você quer instalar.
Aqui, sugiro remover a fonte que aponta para o CD/DVD/Blu-Ray (ou pendrive) do qual você fez a instalação e não é mais necessária. Isto fica na primeira e segunda linha.
No meu arquivo de configuração, adicionei os repositórios “non-free” e “contrib” às listas de repositórios e comentei (#) as linhas que começam com “deb-src”.
Ao final, adicionei o repositório “multimedia”, que contém codecs e algumas bibliotecas para melhorar a experiência de uso do sistema.

sudo nano /etc/apt/sources.list

As linhas que começam com # são comentários e não são lidas pelo sistema:

# deb cdrom:[Debian GNU/Linux 8 _Jessie_ - Official Snapshot amd64 LIVE/INSTALL$
#deb cdrom:[Debian GNU/Linux 8 _Jessie_ - Official Snapshot amd64 LIVE/INSTALL $

deb http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie main non-free contrib
#deb-src http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie main non-free contrib

deb http://security.debian.org/ jessie/updates main contrib non-free
#deb-src http://security.debian.org/ jessie/updates main contrib non-free

# jessie-updates, previously known as 'volatile'
deb http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie-updates main contrib non-free
#deb-src http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie-updates main contrib non-free

# jessie-backports, previously on backports.debian.org
deb http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie-backports main contrib non-free
#deb-src http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie-backports main contrib non-free

#Multimedia
deb http://www.deb-multimedia.org jessie main non-free

Quando terminar a edição, salve o arquivo (Ctrl + O, Enter, Ctrl + X) e atualize o cache apt:

sudo aptitude update

Atualize o seu kernel

Usar uma versão mais atual do seu kernel pode trazer benefícios, principalmente no suporte ao seu hardware.
Para saber quais versões do kernel estão disponíveis, use o comando search:

aptitude search linux-image
i A linux-image-3.16.0-4-amd64                                                                        - Linux 3.16 for 64-bit PCs                                                                                  
p   linux-image-3.16.0-4-amd64-dbg                                                                    - Debugging symbols for Linux 3.16.0-4-amd64                                                                 
p   linux-image-4.4.0-1-grsec-amd64                                                                   - Linux 4.4 for 64-bit PCs, Grsecurity protection                                                            
p   linux-image-4.5.0-0.bpo.2-amd64                                                                   - Linux 4.5 for 64-bit PCs                                                                                   
p   linux-image-4.5.0-0.bpo.2-amd64-dbg                                                               - Debugging symbols for Linux 4.5.0-0.bpo.2-amd64                                                            
i   linux-image-amd64                                                                                 - Linux para computadores de 64 bits (meta-pacote)                                                           
p   linux-image-amd64-dbg                                                                             - Debugging symbols for Linux amd64 configuration (meta-package)                                             
p   linux-image-grsec-amd64                                                                           - Linux image meta-package, grsec featureset                                                                 

A sua lista pode ser diferente da minha, portanto tenha cuidado na sua escolha.
Se você tem dúvidas sobre o assunto, leia o post Como fazer upgrade do kernel no Debian, antes de decidir sobre este procedimento.
No meu caso, para instalar o kernel 4.5, uso o seguinte comando:

sudo aptitude install linux-image-4.5.0-0.bpo.2-amd64

Quando você reiniciar o sistema, já estará usando o novo kernel.
Para se certificar disto, use o comando uname:

uname -r

Configure o touchpad no GNOME

gnome painel de configuração do mouse e touchpad
Donos de laptops, podem ter que configurar o “clique com um toque” no painel de configurações do seu touchpad (pra mim, foi necessário).
A opção a ser marcada é a penúltima ou a que fica no canto inferior esquerdo do painel de configuração.
gnome - touchpad - toque para clicar

sudo aptitude install -f

Instale o navegador do Google, Chromium

O Chromium pode ser instalado direto dos repositórios, assim:

sudo aptitude install chromium

Se quiser saber mais, leia sobre as diferenças entre o Google Chromium e o Google Chrome.

Aplicativos multimídia que podem ser úteis

Muitos usuários querem ter um ambiente pronto para ver filmes, séries etc.
O Debian já vem com um player, mas é comum a opção pelo VLC, em função de seus recursos:

sudo aptitude install vlc

Para facilitar a conexão com dispositivos de câmera e smartphones — para fazer downloads das suas fotos e vídeos, instale o Shotwell:

sudo aptitude install shotwell

Instale alguns codecs para reprodução de seus arquivos multimídia:

sudo aptitude install libavcodec-extra
sudo aptitude install gstreamer0.10-plugins-ugly gstreamer0.10-plugins-bad gstreamer0.10-fluendo-mp3 gstreamer0.10-pulseaudio
sudo aptitude install libgstreamer-perl libgstreamer-interfaces-perl

Instale um pacote com protetores de tela ou screensavers extra:

sudo aptitude install xscreensaver-gl

Suporte flash para os navegadores

Eu não costumo mais adicionar suporte ao flash nas minhas instalações.
Se você precisa do suporte, use o seguinte procedimento para o Iceweasel:

sudo aptitude install flashplugin-nonfree

e este para o Chromium:

sudo aptitude install pepperflashplugin-nonfree

Se você pretende instalar o Google Chrome, não faça o procedimento acima.

Conclusão

Isto é só o começo.
O que fizemos, até aqui, foi deixar o sistema pronto para começar a crescer com a adição de novos pacotes de programas, de acordo com as suas necessidades.

Referências

Onde baixar o torrent do Debian 8.4 Jessie: http://cdimage.debian.org/cdimage/unofficial/non-free/cd-including-firmware/8.4.0-live+nonfree/amd64/bt-hybrid/.
Onde baixar o Google Chrome Stable: https://www.google.com/chrome/browser/desktop/index.html?platform=linux.


http://linoxide.com/how-tos/install-debian-8-0-screenshots-things-to-do-after/.
http://linuxgeekar.blogspot.com.br/2015/05/things-to-do-after-installing-debian.html

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

7 thoughts on “O que fazer depois de instalar o Debian”

  1. Eu fiz o que fiz o que foi sugerido e apareceu uma mensagem parecida, com algumas informações a mais:
    W: Erro GPG: http://www.deb-multimedia.org jessie InRelease: As assinaturas a seguir não puderam ser verificadas devido à chave pública não estar disponível: NO_PUBKEY 5C808C2B65558117
    W: Duplicate sources.list entry http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie/main amd64 Packages (/var/lib/apt/lists/ftp.br.debian.org_debian_dists_jessie_main_binary-amd64_Packages)
    W: Duplicate sources.list entry http://security.debian.org/ jessie/updates/main amd64 Packages (/var/lib/apt/lists/security.debian.org_dists_jessie_updates_main_binary-amd64_Packages)
    W: Duplicate sources.list entry http://ftp.br.debian.org/debian/ jessie-updates/main amd64 Packages (/var/lib/apt/lists/ftp.br.debian.org_debian_dists_jessie-updates_main_binary-amd64_Packages)

  2. su -c ‘aptitude update’
    su -c ‘aptitude full-upgrade’

    o que faz este comendo, estou iniciando e tem algumas coisas que não vi ainda

    su = entrar como super usuario “root”
    -c ?
    aptitude é para pacotes como o apt-get, certo ?

    Agora e o full upgrade ?

    o que esta comando faz ?

    1. Ok. Vamos por partes:

      1. você está certo: o comando su permite se autenticar como superusuário.
      2. a opção -c precede o comando que você quer executar como superusuário.
      3. acertou de novo: o aptitude era o gerenciador de pacotes padrão do Debian, tal como apt-get no Ubuntu. Atualmente, as duas distribuição estão gradativamente adotando o comando apt.
      4. o ‘full-upgrade’ faz uma atualização completa, removendo software que não é mais necessário do sistema.

      Dê uma olhadinha nos links que te passei, para obter informações mais detalhadas 😉

  3. Deu esse aviso no terminal após mudança nas linhas do sources list: W: Erro GPG: http://www.deb-multimedia.org jessie InRelease: As assinaturas a seguir não puderam ser verificadas devido à chave pública não estar disponível: NO_PUBKEY 5C808C2B65558117
    Como consertar isso?

    1. # apt-get install debian-keyring
      # gpg –keyring /usr/share/keyrings/debian-keyring.gpg -a –export (número_da_chave_pública) | apt-key add –

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *