icon computer display

Suspender ou hibernar?

Na aparência, os dois procedimentos são idênticos, em qualquer sistema operacional. Mas os mecanismos são bem diferentes.
A suspensão interrompe a operação de todas as aplicações e grava o estado atual do sistema na memória RAM.
Em seguida, a máquina entra modo de economia de energia (low power mode).
captura de tela gerenciamento de energia no xubuntu xfce
No modo de economia de energia o sistema ainda precisa do suprimento de energia — apenas para manter os dados na memória RAM
Você pode perder os dados em que estava trabalhando, se deixar o notebook muito tempo desconectado da rede elétrica, dependendo apenas da carga da bateria (se esta se exaurir).
Por sorte, a maioria dos sistema atuais, desligam o notebook ou o colocam para hibernar, quando a carga da bateria chega a um nível crítico.
É possível tirar a máquina do estado de suspensão com vários “gatilhos” — um toque no teclado, por exemplo.
Embora você possa usar os botões ou teclas apropriados para isto, se você estiver acessando um sistema Linux de uma máquina remota, pode precisar executar o comando no terminal. Veja como:

pm-suspend

Como funciona a hibernação

icone do disco rígido - salvarNos dias atuais, a principal função da memória SWAP, no Linux, está ligada à hibernação. Uma vez que o sistema já tem um gerenciamento de memória incrivelmente eficiente, ele quase não usa o SWAP.

O processo de hibernação move o conteúdo da memória RAM pro SWAP.
Por isto, ao criar um arquivo ou partição SWAP, no Linux, você deve usar um tamanho equivalente à quantidade total de memória RAM no seu sistema ou maior.
Depois de copiar o estado da memória pro SWAP, o processo de hibernação diz ao bootloader para iniciar diretamente no kernel apropriado (quando a máquina for ligada novamente), mais tarde… e desliga a máquina.
No estado de hibernação, o equipamento não precisa de energia elétrica e não consome a carga da bateria.
Ao ligar novamente a máquina, o kernel irá recarregar todo o conteúdo do swap, devolvendo o sistema ao ponto em que se encontrava quando foi hibernado.
O comando para hibernar uma máquina, no Linux é:

pm-hibernate

Se quiser, é possível usar uma variante:

pm-suspend-hybrid

A suspensão-híbrida, no Linux, é um processo no qual o sistema faz tudo o que precisa para hibernar mas, em vez disto, executa a suspensão.
Com este método, o seu computador pode “acordar” mais rápido do que se tivesse sido hibernado normalmente, desde que a bateria não tenha se exaurido.
E, mesmo que a carga da bateria acabe, você não corre o risco de perda de dados.

Devo configurar o SWAP no SSD?

Esta discussão é boa — mas, para manter a fidelidade ao tópico vou respondê-la parcialmente.
Se a pergunta for “devo configurar o SWAP no SSD para subir o sistema mais rápido após a hibernação?”
Leve em consideração a menor duração das unidades sólidas, comparadas às unidades magnéticas (discos rígidos).
Embora o tempo de vida útil dos drives SSD tenda a aumentar nos próximos anos, ainda não é bom usá-las em atividades que façam gravações intensas.
Se você tem mais memória RAM do que precisa e só vai usar o SWAP para hibernação do sistema, a idéia de ter o arquivo ou partição de troca no SSD é boa — uma vez que isto não representa um grande desgaste pra unidade.
O assunto é melhor abordado no post Perguntas e respostas sobre SWAP.

LEIA MAIS

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Um comentário sobre “Suspender ou hibernar?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *