Como instalar e configurar o sudo no Debian.

O comando sudo faz parte da cultura de algumas distribuições GNU/Linux (Ubuntu, por exemplo). Quem está migrando ou apenas experimentando o Debian, pode sentir bastante do conforto de poder executar tarefas administrativas, com a agilidade que o sudo proporciona.
Não é que eu seja purista (não sou e não tenho nada contra quem seja), mas creio que a melhor maneira de experimentar e aprender uma coisa nova seja a imersão — dispensar o máximo de experiências anteriores (pelo menos as que encerram preconceitos inúteis) e procurar entender a nova situação por si mesma.
Em outras palavras, procure entender a filosofia de construção do Debian e use-o de acordo com a maneira com que seus desenvolvedores o conceberam. Mais pra frente, você pode (e deve) personalizar/customizar sua experiência, adequando as coisas ao redor à sua maneira de trabalhar.

O projeto Debian, que já soma mais de 20 anos, começou com um grupo pequeno, bastante unido, de hackers de Software Livre e cresceu gradualmente para se tornar uma comunidade grande e, provavelmente, a mais bem organizada de desenvolvedores e usuários.

Se você usa o ambiente desktop KDE, existe uma maneira de adicionar o usuário ao grupo admin, através da interface gráfica, que também resolve.

Como se realiza atividades administrativas no Debian, sem o sudo?

No Debian, usa-se o comando su — que serve para nos autenticar como superusuário no sistema. Você precisa conhecer a senha do root, para usar o su.
Para se autenticar temporariamente como root e voltar, use o comando ‘su -c’. Veja um exemplo de como instalar o mpg123, no Debian:

su -c 'aptitude install mpg123'

Esta linha, faz com que o superusuário execute o comando entre aspas e depois devolva o prompt ao usuário atual.
Se quiser entender melhor as diferenças de uso entre o apt-get e o aptitude, leia este texto.
Um outra maneira, é abrir um terminal à parte, se logar como root, usando o comando su e executar todas as atividades administrativas lá dentro.
Um problema que eu vejo nesta abordagem é que é fácil esquecer que se está usando o terminal como root e seguir executando ‘trivialidades’ com poderes administrativos. Esta situação é uma ameaça para a segurança do seu sistema.
Outra coisa que eu acho “chato” é que os comandos entre as aspas não podem ser completados com a tecla Tab… :/

Como instalar o sudo no Debian

O sudo é uma maneira segura de executar rapidamente atividades administrativas, sem assumir de vez a armadura do superusuário.
O sudo permite que o administrador delegue funções administrativas, de forma seletiva, a outros usuários do sistema — assim eles não precisam ter conhecimento da senha de superusuário para realizar aquilo que estão autorizados a fazer.
Se tiver interesse em saber mais sobre o assunto, eu expliquei algumas outras diferenças entre o su e o sudo neste artigo.
Para instalar o sudo, caso ele não esteja ainda instalado, use o seguinte comando:

su -c 'aptitude install sudo'

Não esqueça: A senha pedida pelo su é a do root.
Se você tentar usar o comando, em seguida, obterá um aviso:

sudo ls

Presumimos que você recebeu as instruções de sempre do administrador
de sistema local. Basicamente, resume-se a estas três coisas:

    #1) Respeite a privacidade dos outros.
    #2) Pense antes de digitar.
    #3) Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades.

[sudo] password for justincase: 
justincase não está no arquivo sudoers. Este incidente será relatado.

O seja, é necessário relacionar os usuários que terão permissão para usar o sudo, no arquivo /etc/sudoers ou adicioná-los ao grupo sudo.
Vou mostrar os 2 métodos.

Como adicionar um usuário ao sudoers

Abra o arquivo /etc/sudoers

su -c 'nano /etc/sudoers'
Senha:

… e insira uma linha informando o seu nome de usuário e as permissões que ele terá, logo abaixo da linha contendo root ALL=(ALL:ALL) ALL:

justincase      ALL=(ALL:ALL) ALL

Substitua “justincase” pelo seu nome de usuário.
Veja na figura, abaixo, o local em que inseri esta linha. Se você quiser pode inserir este código ao final do arquivo também.
arquivo /etc/sudoers
Esta solução não é a ideal, mas funciona.
Eu prefiro o segundo método, descrito a seguir.

Como adicionar um usuário ao grupo sudo

Adicionar um usuário ao grupo sudo é a maneira mais rápida de resolver o problema.
No exemplo abaixo, mostro como me tornar root, adicionar o usuário ‘justincase’ ao grupo ‘sudo’ e sair do modo administrativo:

su -c 'adduser justincase sudo'

Não esqueça de substituir, acima, o nome de usuário ‘justincase’ pelo seu.

Conteúdo relacionado pelo Google

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), desenvolvedor web e geek, nos mais diversos assuntos. Entusiasta de software livre e hacker de LEGO, acredito em repassar meu conhecimento e ajudar as pessoas sempre que for possível.

Por favor, leia nossa Política de Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *