Gerencie os apps que devem iniciar (ou não) automaticamente no seu celular

Algumas pessoas se preocupam com o excesso de aplicativos rodando no celular. Se você tem restrições de recursos, o problema pode ser significativo.
O Startup Manager é uma ferramenta gratuita, disponível na loja oficial do Android (Google Play), que pode ser usada para determinar exatamente quais apps devem ser iniciados ou não durante o boot do aparelho.

É claro que você vai precisar reiniciar o dispositivo, para poder aplicar a nova configuração.
Antes de começar, contudo, tenha em mente que alguns apps são importantes para o bom funcionamento do sistema e, se você não sabe o que está fazendo, não faça.

O que o Startup Manager faz

A função do aplicativo é ajudar a habilitar ou desabilitar itens de software da inicialização do sistema no seu smartfone Android.

Ele torna fácil esta tarefa, ao listar todos aplicativos disponíveis no sistema — e tudo o que você precisa fazer é clicar ou “desclicar” os itens que você deseja ou não que sejam iniciados automaticamente durante o próximo boot.

Use com cuidado.

Como usar o Startup Manager

Startup Manager app

Na relação de itens, da tela principal do app, é possível acessar um menu de ações.
Mantenha o dedo pressionado sobre um dos itens, para fazer o menu aparecer.

Startup Manager app

Você pode optar por relacionar informações detalhadas sobre os itens.
Startup Manager app

Tenha em mente que, em dispositivos non root (que não foram rooteados), alguns aplicativos podem ser “desobedientes”, ou seja, mesmo pedindo para que não reiniciem mais, eles irão fazer isso à sua revelia.

Você terá que rootear seu aparelho para conseguir impor todas as suas opções de configuração.

Veja aonde baixar o app: https://play.google.com/store/apps/details?id=imoblife.startupmanager&rdid=imoblife.startupmanager

Me conte, nos comentários, se tudo funcionou bem ou se se houve algum problema! 😀

22 filtros do Instagram para você usar no GIMP

Não sou muito fã de usar os filtros prontos do Instagram — prefiro fazer, eu mesmo, os ajustes que eu quero nas minhas fotos.
Mas isto é apenas uma “opção artística”.

Se você curte os filtros do Instagram e gostaria de tê-los dentro do GIMP, veja como baixar um conjunto de plugins, com 22 filtros prontos, imitando os do aplicativo do celular.

Leia também sobre como enviar suas imagens editadas, do PC desktop para o Instagram.


Segue a relação de filtros disponíveis, até o momento:

  1. 1977
  2. Amaro
  3. Brannan
  4. Earlybird
  5. Gotham
  6. Hefe
  7. Hudson
  8. Inkwell
  9. Kelvin
  10. Lo-fi
  11. Mayfair
  12. Nashville
  13. Poprocket
  14. Rise
  15. Sierra
  16. Sutro
  17. Toaster
  18. Valencia
  19. Walden
  20. Apollo
  21. Willow
  22. X-Pro II

Um dos “defeitos” do pacote de plugins é não incluir, ainda, os filtros mais atuais do Instagram.

Você pode baixar o pacote de plugins gimp_instagram_effects.zip do site do registry do GIMP.
Em seguida abra o pacote ZIP e extraia seu conteúdo para o diretório de plugins.
extrair arquivos zip

No Linux, a pasta de plugins fica em ~/.gimp-2.8/plug-ins/.
Veja, na imagem abaixo, a minha pasta, com os arquivos de plugins.
gimp pasta de plugins

Depois de extrair os arquivos para a pasta de plugins, já será possível usá-los dentro do menu Filtros do programa.
Filtros do Instagram no GIMP
Pode ser necessário reiniciar o GIMP, para ter completo acesso ao recurso.

Como alterar a splash screen da inicialização do GIMP

A tela splash é comum na inicialização de softwares aplicativos ou sistemas operacionais.
Ela é usada como “tela de espera”, enquanto alguns arquivos importantes, como bibliotecas, são carregados.

O splash ajuda a “entreter” o usuário, durante a inicialização do software.
No GIMP 2.8, o arquivo de imagem, contendo o splash se chama gimp-splash.png.
No Linux (o meu é o Debian 10), ela pode ser encontrada em /usr/share/gimp/2.0/images — e você precisa ter privilégios administrativos para editar ou trocar este arquivo.
gimp splash pasta

Use a imagem que quiser, mas fique atento a estas 2 dicas:

  1. Grave a imagem com o nome ‘gimp-splash.png’ e no formato PNG — dentro do diretório /usr/share/gimp/2.0/images
  2. Use tamanhos pequenos e compactos. Não use imagens que demorem para carregar.

Para usuários Windows (me corrijam se eu estiver errado), a pasta certa é C:\Documents and Settings*user_name*.gimp-2/share/gimp/2.0/images.

Aonde encontrar splash screens prontas

No GNOME-Looks é possível encontrar centenas de opções prontas de splash screens, para baixar.
Este é o link: https://www.gnome-look.org/browse/cat/194/.

gimp splash original
Imagem original da splash screen do GIMP.

Como adicionar pincéis ao GIMP

Formatos novos de pincéis podem ser facilmente adicionados ao GIMP.
Os novos itens podem ser usados em ferramentas, como pincel, aerógrafo etc.

O pacote gimp-data-extras, acrescenta instantaneamente inúmeros formatos de pincel — também chamados brushes — para usuários Linux. Saiba mais aqui.
gimp brushes

Outra forma de adicionar itens ao seu painel de escolha e configuração de pincéis/aerógrafo é baixar da Internet.
Para isto basta abrir o seu buscador favorito e procurar (por exemplo) por “download gimp brushes“.

Geralmente, vários tipos e formatos de pincéis são agrupados em um único pacote (.zip, .7z, .tar.xv etc.)
O importante é que o conteúdo deste pacote tem que ser transferido para a pasta certa.
Para usuários Linux, a pasta correta é ~/.gimp-2.8/brushes.
Como é uma pasta escondida, pode ser necessário teclar Ctrl+H, para fazê-la aparecer no seu gerenciador de arquivos.
Na imagem abaixo, você pode ver a minha pasta pessoal brushes, com alguns itens já adicionados.

Onde encontrar mais brushes para o GIMP

Sites, como o DeviantArt, o Github e o Gnome-look costumam ter bastante opções.
Veja algumas sugestões que eu testei:
No DeviantArt: https://www.deviantart.com/resources/applications/gimpbrushes/popular-all-time/?offset=0
No textureMate: http://texturemate.com/content/brushpacks
No GNOME Look: https://www.gnome-look.org/browse/cat/191/ord/latest/.

Como adicionar texturas ao GIMP

O programa de manipulação de imagens, GIMP pode receber uma série de melhorias com a instalação de plugins, addons, temas, texturas, paletas etc.
Neste texto, vou mostrar como é fácil acrescentar patterns (texturas), que você pode usar para preencher áreas das suas imagens.

O post se baseia no GIMP 2.8, rodando em um sistema operacional Debian GNU/Linux 10 “Buster” testing.
Como estas configurações são universais, creio que vale para qualquer outro sistema operacional ou distro Linux.
Comente, ali embaixo, para eu e outros leitores ficarmos sabendo como tudo correu pra você. Não esqueça de citar o seu sistema operacional.

Dentro da sua pasta pessoal de arquivos, fica guardada a pasta de configuração do GIMP.
No meu sistema, o nome dela vai ser ~/.gimp-2.8/.
Para usuários windows, a pasta deve ser C:\Program Files\GIMP 2\share\gimp\2.8\ ou C:\Arquivos de Programas\GIMP 2\share\gimp\2.8\
Se a sua versão (do GIMP) for divergente da minha, o número provavelmente será diferente.
Dentro da pasta de configurações, há outra, específica para receber as texturas. ou patterns, adicionais.
pasta de texturas do gimp

Vou seguir dando exemplos apenas com o Linux.
Tente adequar as informações deste post à sua situação aí.

O importante é que você precisa copiar os arquivos de textura para dentro da pasta Patterns, conforme a imagem acima.

Como obter novas texturas para o GIMP

Usuários Linux, podem buscar um set com dezenas de novos itens, dentro dos repositórios oficiais. Saiba como fazer isso aqui.

Adicionalmente, dá para encontrar novos pacotes com patterns no GitHub, no DeviantArt ou fazendo buscas com o Google ou DuckDuckGo.
O site Gnome-Looks tem uma página com uma série de pacotes de texturas. Confira no link: https://www.gnome-look.org/browse/cat/192/.

Há várias opções de texturas em http://texturemate.com/content/patterns.
Tente também os links deste site: http://designbeep.com/2011/10/11/40-sets-of-free-and-extremely-useful-patterns-for-your-designs/.

Pode ser necessário reiniciar o GIMP para poder ter acesso às novas texturas.
Nas versões mais novas do aplicativo, basta atualizar a exibição de patterns, na barra inferior da janela de texturas.
janela de seleção de texturas