Use perfis de pós-processamento ou presets no RawTherapee

Como em qualquer programa de manipulação de imagens, o RawTherapee permite aplicar perfis prontos (ou presets) para tratar as suas fotos.
Alguns já se encontram pré-instalados e podem ser usados imediatamente.

Mas você tem outras possibilidades — como baixar e adicionar presets de outros usuários ou criar os seus próprios perfis e distribuí-los.
Você também pode alterar os presets que adquirir, para que atendam melhor às suas necessidades ou escolhas artísticas.

No RawTherapee, os presets são chamados de “perfis de pós-processamento”.

Se você ainda não sabe usar o programa ou não domina a ferramenta de curva de tons, este pode ser um primeiro passo para aprender a editar imagens de maneira profissional.
As alterações feitas pelos perfis de pós-processamento são bastante transparentes e você pode brincar com eles e, aos poucos, aprender o suficiente para criar seus próprios perfis.

Como aplicar os presets que já vem instalados no RawTherapee

A seção de escolha dos perfis de pós-processamento fica no canto superior direito do aplicativo.
Clique no botão drop down, para exibir opções.
RawTherapee presets

Uma outra forma de carregar um perfil, é abrir diretamente um arquivo .PP3.
Isto pode ser feito através do ícone ao lado, na mesma seção.
rawtherapee abrir presets

Se você já fez e gravou edições em fotos, a partir do RawTherapee, provavelmente vai ter vários arquivos .pp3 disponíveis, no mesmo diretório em que as imagens editadas foram gravadas.
Qualquer um daqueles perfis pode ser reaplicado em qualquer uma de suas outras imagens (se você achar que servem).

Em outras palavras, você não precisa se lembrar de todos os ajustes feitos à imagem, quando quiser aplicá-los em outra semelhante. Basta buscar o arquivo .pp3 daquela que ficou boa e reaplicar na próxima imagem.

Como disse, lá no começo, você também pode baixar perfis prontos de outros usuários e aplicá-los a partir desta ferramenta.

Se você não gostar dos efeitos, basta desfazer (Ctrl + Z) e aplicar outro preset.

Como salvar e compartilhar meus presets com outros usuários do RawTherapee

Criar presets de qualidade, pode ser uma fonte de renda.
Para salvar o perfil (preset) atual, clique no botão “salvar” e dê um nome para ele.
rawtherapee salvar preset

O arquivo será salvo com a extensão .pp3 e poderá ser enviado para quem você quiser.
Seu conteúdo é parecido com este, abaixo:

[Version]
AppVersion=4.0.12.0
Version=316

[General]
Rank=0
ColorLabel=0
InTrash=false

[Exposure]
Auto=false
Clip=0
Compensation=-3.5699999999999998
Brightness=100
Contrast=59
Saturation=0
Black=-16384
HighlightCompr=0
HighlightComprThreshold=0
ShadowCompr=0
CurveMode=Standard
CurveMode2=Standard
Curve=1;0.053398058252427168;0;1;1;
Curve2=0;

[HLRecovery]
Enabled=true
Method=Blend

[Channel Mixer]
Red=100;0;0;
Green=0;100;0;
Blue=0;0;100;

[Black & White]
Enabled=false
Method=Desaturation
Auto=false
ComplementaryColors=true
Setting=NormalContrast
Filter=None
MixerRed=43
MixerOrange=33
MixerYellow=33
MixerGreen=33
MixerCyan=33
MixerBlue=30
MixerMagenta=33
MixerPurple=33
GammaRed=0
GammaGreen=0
GammaBlue=0
LuminanceCurve=0;
BeforeCurveMode=Standard
AfterCurveMode=Standard
BeforeCurve=0;
AfterCurve=0;

Como você pode observar, é texto puro — portanto é super fácil de compartilhar.

O RawTherapee usa este método não destrutivo de manipulação das imagens.
Todas as alterações são gravadas no arquivo .pp3, junto com o arquivo original (que é mantido intocado).
Desta maneira, você pode ter vários perfis de pós-processamento para um mesmo arquivo.

Se você tiver vários presets, pode empacotar todos em um único arquivo compactado .ZIP, .GZ etc.
Arquivos de texto puro podem alcançar ótimas taxas de compressão e, por isso, são bem mais fáceis de compartilhar ou enviar por email.

O que mais é possível fazer com os presets?

Pessoalmente, vejo este recurso como os filtros do Instagram.
Quando comecei a usar esta rede social, gostava de experimentar a aplicação de vários filtros.
Às vezes, repostava a mesma foto — só que com um diferente.
Aos poucos, percebi que gostava de 2 ou 3 apenas e estes eram os únicos que eu usava.
Também passei a aplicar algumas edições próprias aos filtros existentes, para que as imagens ficassem de acordo com o meu gosto (isto é pessoal, claro).
Atualmente, não uso mais os filtros do Instagram e prefiro fazer minhas próprias edições.

Portanto, usar os perfis do RawTherapee, bem com os do GIMP ou do Lightroom/Photoshop, podem ser uma forma de você aprender um pouco mais sobre edição e manipulação profissional de imagens.
Com o tempo, você mesmo pode começar a fazer suas próprias escolhas artísticas e produzir imagens com a sua própria assinatura.
… ou não —. Há quem prefira não usar filtro ou preset algum. E essa também é uma escolha legítima.

Qual é a sua?

Referências

Use a caixa de buscas do site, para encontrar outros posts sobre o RawTherapee ou, ainda, sobre o uso e manipulação de imagens RAW.

Está começando a fotografar? O 500px pode ser a rede social para você.

Há vários lugares para postar suas fotos e ver imagens muito bonitas — suas, dos amigos, de conhecidos, de estranhos… ou de parentes! /o\
Facebook, Twitter, Instagram, Google Plus… estão entre os mais comuns e são os locais aonde você poderá obter maior número de visualizações.

As redes sociais mais populares, são os locais aonde é mais fácil você se tornar “mais popular”, claro.
Se, como eu, você gostaria de visualizar outras possibilidades — como melhorar o seu “olhar” para a fotografia e, consequentemente, melhorar a sua própria técnica etc. — as “redes populares” podem não ser a melhor opção.

Como relato pessoal, um tempo atrás, criei uma nova conta no Instagram, para acompanhar pessoas que tenham trabalho fotográfico relevante e que possam servir de inspiração e motivar mais ainda o meu crescimento como fotógrafo wannabee.
Em menos de um mês, amigos e parentes já estavam lá me seguindo e eu me via na obrigação de retribuir…
Nem preciso dizer que isto acabou atrapalhando um pouco o meu objetivo inicial.

Não adianta reclamar, muito…
O Instagram e o Facebook são redes sociais voltadas para “interagir com a família e com os amigos”.
Se não é isto o que você quer priorizar, então precisa considerar outras opções.

Colby Brown escreveu um artigo sobre redes sociais para fotógrafos (English) em que apontava vantagens e desvantagens de várias redes.
Neste texto, aqui, vou me concentrar apenas no 500px e nas suas principais características.

O que é 500px?

De acordo com a Wikipedia, o nome é pronunciado 500-p-x, ou seja, five-hundred-p-x ou, ainda, “quinhentos-p-x”.
O “px” é uma referência a pixels e não a pix (fotos).
É uma comunidade online de fotografia, fundada por Evgeny Tchebotarev, em 2003.
6 anos depois, Oleg Gutsol se juntou à iniciativa e o número máximo de pixels permitidos por foto aumentou para 900… mas o nome permaneceu inalterado.

De acordo com seus fundadores, o 500px é o lugar para “obter exposição, inspiração e se conectar a outros fotógrafos”.
O site procura facilitar conexões entre fotógrafos e seus possíveis clientes, facilitando agendar sessões, inclusive.

No início de 2018, o site contava com 13 milhões de inscritos. Já em 2012, o blog do site foi nomeado um dos melhores pela Time Magazine.

O que tem de bom no 500px?

A primeira vantagem é aquela que comumente se fala do Twitter: “a rede social aonde não se encontra os parentes”. 😉
Brincadeiras à parte, neste momento, o 500px conta com uma base de usuários minúscula, frente à outras redes, mas, enfim… ela não é para todo mundo! É voltada para um nicho.
Entre seus principais pontos positivos, citam-se:

  1. Tal como o Flickr, é uma Rede de Interesses ou Interest Network, cujo propósito é compartilhar fotografias bonitas.
  2. É um lugar fantástico para você encontrar inspiração.
  3. As imagens são realmente bonitas — provavelmente por que não sofrem todo o peso da compressão das fotos que você posta nas outras redes sociais.
  4. O 500px confia nas análises de seus membros (você, por exemplo) sobre as fotos. Isto se reflete nos destaques dados a cada imagem, pela rede social.
    Quanto mais bem avaliada pela comunidade, maior a chance de uma imagem poder ser vista por outras pessoas.
    Deu um frio na barriga, agora?
  5. Ao migrar para o plano Awesome ou Plus, você pode vender e lucrar com suas fotos.
  6. O plano Awesome permite, ainda, usar o seu perfil no site como Portfólio pessoal.

O item 4, acima, é controverso e – justamente por isto – vai para a lista dos pontos negativos também…

Quais são os pontos negativos do 500px?

Nada é perfeito, não é?
Tem algumas características da ferramenta, como rede social, que podem afastar algumas pessoas.
Veja quais são:

  1. O sistema de ranqueamento das imagens, permite negativar os posts.
    Portanto, fotos com muitos pontos negativos, podem “cair no limbo” do site.
    Muito bom por um lado, mas pode ser desencorajador para quem está iniciando.
  2. A base de usuários é pequena, perto de outras redes sociais de fotografia, como o Instagram e o Flickr.
    Ou seja, se você está tendo sucesso em outro lugar, pode se tornar um zé-ninguém dentro do 500px.
  3. A qualidade das imagens, nesta rede, é bem maior que no Flickr.
    E este é mais um “motivo para desmotivar” os beginners.
  4. A grande quantidade de fotos contendo nus artísticos pode ser ponto negativo para quem não curte esta categoria de fotografia.

Conclusão

É uma rede fenomenal e, de certa forma, o sistema de ranqueamento pode ser uma prova para as suas fotos e para a sua humildade.
Por que não tentar e se submeter a uma avaliação mais realista de terceiros?! Algo que a sua família e seus amigos, nas outras redes, possivelmente, jamais te darão.
Mesmo neste quesito, vale dizer que a administração do 500px sabe que o sistema não é perfeito e estão trabalhando para melhorá-lo.
Use um pseudônimo, se for o caso e vá dar a cara a tapa.

Referências

Leia mais sobre o tema Fotografia, neste site: https://elias.praciano.com/?s=fotografia.

500px: https://500px.com.

Como postar fotos do PC direto no Instagram, com o Google Chrome

Nada proporciona mais conforto para editar suas imagens que um desktop PC com uma tela bem grande.
Mesmo possuindo câmera com acesso a Internet, muitos fotógrafos, profissionais ou não, preferem ver o resultado detalhado e, ainda, trabalhar um pouco nele, antes de postar nas redes sociais.

Quem prefere fotografar no formato RAW, atualmente, não tem outra opção senão passar primeiro pelo PC, pelo menos, para converter suas imagens para JPEG.
Para satisfazer estas e outras necessidades, há vários métodos para enviar suas fotos do PC ou do laptop direto para o Instagram.
Alguns programas de edição tem opções de menu para realizar esta tarefa com um clique. Mas, e quando não tem?!
É para estes casos que escrevi este post.

Eu uso Linux (Debian 10), com o programa de manipulação de imagens GIMP.
Infelizmente, o GIMP ainda não tem um plugin para realizar esta tarefa específica.
Mas, se você usa o navegador Google Chrome, pode ligar a opção específica de exibição para acessar a rede social como celular ou tablet.
O procedimento é simples e pode ser feito em 3 passos.

O primeiro passo do procedimento, que consiste em entrar no modo incognito do navegador, é opcional.
google chrome incognito mode

O modo incógnito proporciona um jeito rápido de retornar o navegador à sua configuração anterior — quando terminar de enviar as fotos, basta fechar a janela.

  1. Abra o navegador no modo incognito/privativo com a combinação de teclas Ctrl + Shift + N
  2. Em seguida, clique no ícone da barrinha de menu, no canto superior e à direita do navegador.
    Clique em Mais ferramentas e, depois, em Ferramentas do desenvolvedor.
    Google Chrome Ferramentas do Desenvolvedor
    No painel de “Ferramentas do desenvolvedor”, localize o botão de ajuste de tela do dispositivo.
    Clique nele, para ativar o modo de exibição de tela do celular.
    modo desenvolvedor no Google Chrome
  3. Agora, basta ir para o endereço https://www.instagram.com, para usar o Instagram dentro do seu navegador

Como dicas adicionais, você pode ir mais rápido se usar as teclas de atalho: Ctrl + Shift + i, seguida de Ctrl + Shift + M.
Se quiser, tecle Ctrl + Shift + i, mais uma vez, para esconder o painel direito (com o código da página) — e ficar com uma visão mais limpa.
postar fotos no instagram

Com este procedimento simples, já é possível editar suas imagens no desktop e, de lá mesmo, subir suas fotos para as redes sociais.