Linux tux ninja

7 truques que você talvez não conheça no Linux

Dá para enumerar mais do que 7 centenas de dicas ou truques para usar no Linux, obviamente.
Neste texto, fiz uma seleção de comandos Linux que, em algum momento, no meu aprendizado, me surpreenderam (de modo agradável).

Alguns truques permitem atingir mais rápido certos resultados importantes.
Outros poupam “horas” de digitação.
Me acompanhe e, se quiser, contribua, nos comentários, com uma dica ou um truque que você conheça.

Como descobrir um comando que faz uma determinada coisa

O título deste tópico é propositalmente ambíguo e confuso 😉
Quando você precisa executar uma determinada tarefa e não lembra (ou não sabe) exatamente que comando deveria usar, o apropos pode ajudar a elucidar a situação.
Por exemplo, para descobrir quais programas fazem edição de texto no seu sistema, use o comando assim:


apropos editor

Ou, ainda, acrescente o comando grep, para filtrar a lista:


apropos editor | grep -i text

ex (1)               - Vi IMproved, a programmers text editor
gedit (1)            - text editor for the GNOME Desktop
gnome-text-editor (1) - text editor for the GNOME Desktop
gview (1)            - Vi IMproved, a programmers text editor
gvim (1)             - Vi IMproved, a programmers text editor
rgview (1)           - Vi IMproved, a programmers text editor
rgvim (1)            - Vi IMproved, a programmers text editor
rview (1)            - Vi IMproved, a programmers text editor
rvim (1)             - Vi IMproved, a programmers text editor
sed (1)              - stream editor for filtering and transforming text
vi (1)               - Vi IMproved, a programmers text editor
view (1)             - Vi IMproved, a programmers text editor
vim (1)              - Vi IMproved, a programmers text editor
xedit (1)            - simple text editor for X

Leia mais sobre apropos aqui.

Crie seus próprios atalhos e comandos no Linux

É da natureza do hacker “dobrar” o sistema a seu favor e encontrar meios de simplificar a própria vida.
O comando alias, permite alterar o comportamento de comandos ou criar novos, no ambiente Linux/UNIX.
Por exemplo, se você prefere usar o comando de listagem de arquivos e diretórios do DOS (dir), no lugar do ls do Linux, faça assim:


alias dir="ls"

A partir daí, o ‘dir’ irá se comportar como o ls, no seu sistema.
O comando alias serve para dar apelidos a outros comandos ou sequencias de comandos no seu sistema.

Leia o post sobre o comando alias, para ver outros exemplos de uso.

Garanta a execução de comandos, mesmo após a interrupção da sessão

O utilitário nohup pode impedir que uma linha de comando seja interrompida após fechar o terminal ou se desautenticar do sistema.
Por exemplo, se quiser garantir que um programa continue rodando, mesmo após finalizar a sessão, use o nohup no começo da linha de comando:


nohup apt update; apt -y full-upgrade

Leia mais sobre o comando nohup.

Grave automaticamente a sua sessão de comandos

O utilitário script, pode gravar toda a sua sessão de comandos dentro de um arquivo chamado typescript.
Após rodar o comando script, tudo o que for digitado será registrado.
Para finalizar, tecle ‘exit’.
Para ver a sessão gravada, rode


cat typescript

Leia mais sobre o assunto.

Reexecute o último comando como superusuário

O utilitário sudo permite “calçar os sapatos” de administrador do sistema.
Se você rodou um comando e descobriu que ele precisava ser executado como root, use apenas o sudo acompanhado de ‘!!’:


sudo !!

Isto fará com que o comando anterior seja repetido, como root.

Leia mais sobre o assunto aqui.

Use o comando watch para monitorar processos em execução

O utilitário watch reexecuta programas, até que você o mande parar.
Enquanto ele estiver rodando, vai exibindo os resultados obtidos da execução do programa que você pediu.
Para interrompê-lo, use as teclas ^C (Ctrl + c).
O watch aceita parâmetros e opções para determinar de quanto em quanto tempo ele deve rodar novamente um comando.
Por exemplo, para monitorar o uso das unidades de armazenamento do seu sistema, use o watch antes do df. Assim:


watch df -h

Conheça outras opções e exemplos de uso do comando watch.

Faça o Linux insistir em um comando até dar certo

Você pode fazer o sistema persistir em um comando, por tempo indefinido, com este pequeno truque, na linha de comando — que consiste em criar um laço while.
Veja um exemplo com o comando ping:


while true; do ping -c 1 192.168.1.100 && break; done;

Se tiver interesse em saber mais sobre o uso de loops no Bash, leia Exemplos de laços na Bash shell.

Formate a saída de comandos em tabelas

Para tornar a exibição do resultado de algum comando mais agradável ou fácil de entender, use o utilitário column.
Com ele, é possível formatar o output em uma tabela.
Abaixo, vai um exemplo com o comando mount:


mount | column -t

Se ainda tiver dúvidas sobre o seu funcionamento, leia o post completo sobre o column.

Happy hacking! 😉

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

3 thoughts on “7 truques que você talvez não conheça no Linux”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *