Personalize ou crie comandos próprios no Linux com o alias

Mesmo que você não conheça o comando alias, ele provavelmente já está sendo usado em seu sistema.
Os arquivos de configurações pessoais .bashrc ou .bash_profile devem ter uma série de configurações com o uso do alias.

“Alias”, quer dizer apelido.
Sua função é dar nomes curtos para sequências grandes de comandos.

Por exemplo, você pode criar um alias para realizar a atualização do seu sistema, na linha de comandos (CLI):


alias atualiza="sudo apt update"

atualiza

[sudo] senha para justincase: 

O arquivo de configuração .bashrc, presente no seu diretório home (no Debian), já vem com alguns alias predefinidos:

 
cat .bashrc | grep alias

# enable color support of ls and also add handy aliases
    alias ls='ls --color=auto'
    #alias dir='dir --color=auto'
    #alias vdir='vdir --color=auto'
    alias grep='grep --color=auto'
    alias fgrep='fgrep --color=auto'
    alias egrep='egrep --color=auto'
# some more ls aliases
alias ll='ls -l'
alias la='ls -A'
alias l='ls -CF'

No meu caso, a maioria está relacionada ao comando grep e ls.

Armazene os apelidos em um arquivo externo

Opcionalmente, você pode adicionar todos os seus alias a um arquivo externo, chamado .bash_aliases (ou outro nome, à sua escolha). Para isto, acrescente ao arquivo de configuração pessoal do Bash (.bashrc), as seguintes linhas:

if [ -f ~/.bash_aliases ]; then
    . ~/.bash_aliases
fi

No Debian, estas linhas já estão presentes. De forma que é possível já criar e editar o arquivo .bash_aliases.
Não é obrigatório. Apenas pode ajudar a organizar melhor seus arquivos de configuração do sistema.

Sugestões de alias para usar no seu sistema

Se há sequências de comandos muito longas e usadas, elas podem ser encurtadas em apelidos.
As sequências de atualização do sistema, por exemplo:

alias sau="sudo apt update"
alias alu="apt list --upgradable"
alias saf="sudo apt full-upgrade"

Você pode adicionar apelidos para chegar mais rápido às suas pastas de arquivos mais acessadas:

alias documentos="cd ~/Documentos"
alias scripts="cd ~/scripts/python"
alias vid="cd ~/Vídeos"
alias down="cd ~/Downloads/"
alias mus="cd ~/Músicas/"
alias wallp="cd ~/Imagens/wallpapers"

Alguns comandos úteis para o seu sistema:

alias sair="exit" # para encerrar a sessão no terminal atual
alias reset="systemctl reboot" # para reiniciar o sistema
alias desligar="systemctl poweroff" # para desligar o sistema
alias suspender="systemctl suspend" # para suspender o sistema
alias hibernar="systemctl hibernate" # para hibernar

Obtenha outras sugestões de uso do alias, neste artigo.


Saiba mais sobre as diferenças entre suspender, hibernar e hybrid-sleep.
Use sempre alias para criar apelidos curtos para sequências de comandos grandes — mas que não são tão extensos, que justifique criar um script. 😉
Você tem outras sugestões?! Então, conta pra gente, na caixa de comentários.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

One thought on “Personalize ou crie comandos próprios no Linux com o alias”

  1. Muito bom, uma sugestão para limpar o historico de comandos.
    alias tclear=’history -c && history -w’
    alias ip=’ip -c’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *