Ubuntu mini splash screen

Quem deveria migrar para Ubuntu 16.04 LTS?

Se você não está satisfeito com seu sistema operacional atual, considerar outras opções é natural e (quase) sempre bem vindo.
Neste post, escrevo para o público do Ubuntu.
Pra ser mais específico, falo para o público que tem preferência por versões mais estáveis do Ubuntu — que também já não é tão homogêneo e tampouco fácil de agradar.
Vamos entender o ponto de vista de cada um.
Ubuntu logo orange

O que é LTS

Trata-se de uma sigla, em inglês, para Long Term Support, ou suporte de longo prazo.
A Canonical mantém um suporte prolongado (por 5 anos) para algumas versões do seu sistema operacional.
A empresa lança uma versão nova do Ubuntu a cada 6 meses, o que garante aos clientes um software sempre atual.
As versões LTS, já são voltadas a quem prefere (ou precisa de) maior tempo de suporte e mais estabilidade, em detrimento das novidades.

O alvo do LTS são o público corporativo, pessoas e instituições que preferem um ambiente estável a ter novos recursos sempre à mão.

São versões conservadoras na adoção de novos recursos, portanto.

O que esperar do Ubuntu 16.04 LTS

Segundo Mark Shuttleworth, da Canonical, o Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus será o último Ubuntu a vir com o X server. As próximas versões do sistema operacional terão o Mir, como servidor gráfico.
O 16.04 tem se mostrado estável e rápido, já nas fases iniciais de testes públicos.

A partir do Ubuntu 14.04 LTS, os pacotes do sistema operacional Ubuntu são importados do Debian unstable.
Quem precisa de um sistema operacional muito estável, deveria pensar na adoção do Debian stable release, a partir do qual o Ubuntu é constituído.

Você pode esperar do Xenial Xerus um sistema operacional estável e maduro.
Ainda assim, a recomendação de mudar para esta versão não pode ser dada a todo mundo.

Usuários do Ubuntu 12.04 LTS devem migrar pro 16.04?

Usuários e instituições que coloquem a estabilidade e a segurança em primeiro lugar, provavelmente ainda estão usando a versão 10.4 e a 12.04, ambas com suporte prolongado.
O Ubuntu 10.04 Lucid Lynx teve seu suporte encerrado em 2015 e quem estiver usando este sistema pode ter estabilidade, mas definitivamente não está seguro, por estar usando uma versão defasada e sem atualizações de segurança.
Uma máquina, com esta versão do Ubuntu, se conectada à Internet, está sob ameaça iminente e constante.
Neste caso, a mudança é urgente e as opções são:

  • Conservadora — mudar para o 12.04
  • razoável — mudar para o 14.04

Usuários do Ubuntu 12.04 LTS Precise Pangolin não estão em situação de urgência e gozam de suporte prolongado até o fim do ano de 2017.
Estes podem planejar com calma a mudança (conservadora) para o 14.04 ou ir experimentando, em algumas de suas máquinas, o 16.04.
Um ano passa muito rápido, contudo. É preciso levar a sério o cronograma de testes e migração.

Usuários do Ubuntu 14.04 LTS devem migrar para a nova versão?

A nova versão, veja bem, ainda tem que “se provar” estável e segura.

O processo de migração não é para ser uma prioridade dos clientes LTS da Canonical. Seu foco é no trabalho. Não no sistema operacional.
O cliente LTS, acredita que trocar de sistema operacional em menos de 3 anos, é um exagero.

O período de suporte oficial ao Ubuntu 14.04 LTS Trusty Tahr só acaba em 2019.
A partir de 2017, quando a Canonical abandonar de vez o Precise Pangolin, O Trusty será a versão mais estável e conservadora da empresa.
Dependendo do emprego que você dá às suas máquinas e do tamanho do seu parque, o melhor momento para começar a testar o Xenial Xerus e planejar a mudança é quando o Precise sair de cena.
Ubuntu LTS Release cycle

E os usuários do 15.04 e 15.10?

O pessoal das versões “normais” são um público também especial para a Canonical — com exigências diferentes.
Este é o público que quer ver novidades e usar os recursos mais novos do sistema operacional.
O Xenial não vem para satisfazer a este público.
Ainda assim, pode ser um bom “ponto de parada” antes do lançamento do Ubuntu 16.10, que virá carregado com “novidades reais”, segundo as promessas.
Aqui é importante que se diga que o suporte ao Ubuntu 15.04 Vivid Vervet acaba em Janeiro de 2016 e o do Ubuntu 15.10 Wily Werewolf, em Julho de 2016.

O pessoal do Vivid, se não “descer” pro 14.04 ou não “subir” pro Wily, ficará num vácuo de segurança até a chegada do Xenial, no fim de Abril — aproximadamente 3 meses.

O mesmo será válido para os usuários do Wily, a partir de Julho. Para estes, o 16.04 é parada obrigatória, enquanto esperam a aventura começar com o 16.10.
Conte, nos comentários, qual a sua opinião sobre o assunto e quais são os seus planos, se tiver, de migração. 😉


Fontes:
https://wiki.ubuntu.com/Releases
https://wiki.ubuntu.com/LTS

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), desenvolvedor web e geek, nos mais diversos assuntos. Entusiasta de software livre e hacker de LEGO, acredito em repassar meu conhecimento e ajudar as pessoas sempre que for possível.

4 comentários sobre “Quem deveria migrar para Ubuntu 16.04 LTS?”

  1. Olha bom dia!
    Eu utilizava a versão 15.10 do Ubuntu, depois que atualizei o meu sistema para o 16.04LTS os acentos (n~ao) ficaram legais, tipo, o acento em cima da letra (´e) (^a) (~a) (~o); alguém teve esse mesmo problema?
    Preciso de ajuda para solucionar esse problema! Aqui os acentos estao ficando porque estou digitando no libreOffice e o mesmo esta fazendo as correções mas se digito no e-mail, fica todos sem acento.

    1. Isto pode ser ajustado em “Regiões e Idiomas”, no painel de configurações ou em um pequeno ícone (no canto superior direito da tela). No ícone, é possível selecionar o teclado correto para você.

  2. Excelente matéria… Parabéns!
    Muito obrigado!!!
    Uso ubuntu desde 2012 (12.04), atualizei pro 14.04 no mês de lançamento e agora novamente para o 16.04, entretanto, apesar de ter adorado as poucas mudanças vejo a versao 16.04 com muitos BUGS… MESMO após a “versão de testes”. (Creio que os testes devem ser feitos antes de “abril” do ano de lançamento… Enfim, gastei tempo e paciência atualizando e agora, COM SUA AJUDA E ESCLARECIMENTO, voltarei para o 14.04 e realmente ficarei nele por um bom tempo (até o 16.04 realmente ficar estável)
    Escrevo isto em “20/05/2016”
    MUITO OBRIGADO!

  3. Estive um tempo no Arch e no Manjaro, mas devido ao desempenho (embora esteja com saudades do AUR haha) voltei para o Ubuntu Studio, para trabalhar com renderização…
    Instalei o Unity para o dia a dia, que embora pesado para as tarefas leves é ótimo, além de muito prático, convenhamos os atalhos e o bom aproveitamento da tela são ótimos, mas mantenho um xfce core para renderizações ou jogos por exemplo, estou no 15.10 e me impressionei com o desempenho, enquanto no manjaro XFCE fazia 180 fps no glxgears em fullscreen no ubuntu faço 600!
    Porém ainda brigo com o desempenhos de alguns programas QT, espero que no 16.10 fique bom como está sendo prometido, porém esse atraso no MIR está incomodando, quanto tempo mais para eles pararem de promessas e entregarem logo hahha
    Tenho um T2 Ultra, está na fila para o port do Ubuntu touch, se ficar bom é ubuntu em tudo XD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *