como criptografar arquivos no Linux usando o xarchiver

Use o Xarchiver para criar backups criptografados

O Xarchiver é, antes de mais nada, um gerenciador/gestor de arquivos — que nem o Nautilus, do GNOME (presente no Ubuntu, Debian, Fedora etc.)
O seu destaque é a possibilidade de empacotar arquivos em diversos formatos, através de variados métodos ou algoritmos.

Já mostrei como compactar arquivos no Linux, usando o Xarchiver.
Aqui, vamos ver como adicionar senha, para impedir que o conteúdo dos arquivos seja visto por pessoas não autorizadas por você.

O Xarchiver tem os seguintes recursos, em relação aos formatos suportados:

  • tem suporte aos formatos mais usados de empacotamento: arj, rar, zip, bzip2, gzip, lha, lzma, 7z, tar, tar.bz2, tar.gz, tar.lzma, deb and rpm
  • leitura e criação de comentários nos arquivos arj, rar e zip.
  • quando o formato tem suporte a auto-extração, o Xarchiver também tem.
  • auto detecção de arquivos criptografados por senha, nos formatos arj, rar e zip. Tem suporte a criptografia 7z, mas não auto detecção.
  • tem suporte aos formatos mais usados de empacotamento: arj, rar, zip, bzip2, gzip, lha, lzma, 7z, tar, tar.bz2, tar.gz, tar.lzma, deb and rpm

Passo a passo para arquivar com senha

Vou usar como exemplo, o arquivo backup003.zip.
Com o arquivo aberto e seu conteúdo aparecendo na tela principal, selecione Ação/Adicionar (ou Ctrl + D)
como criptografar arquivos no Linux usando o xarchiver
Em seguida, na tela de seleção e inclusão de novos arquivos ao pacote, selecione a aba “Opções”.
como criptografar arquivos no Linux usando o xarchiver
No painel de opções, localize a caixa para ativar e digitar a senha.
como criptografar arquivos no Linux usando o xarchiver
Quando não há suporte a criptografia, a chave com senha ou a qualquer outra opção, as alternativas possíveis aparecem esmaecidas no painel.
como criptografar arquivos no Linux usando o xarchiver
Neste caso, resta procurar outra opção de compactação ou empacotamento, dentre as muitas que o aplicativo já oferece.
Note que, dentro do pacote, os arquivos são armazenados com seus nomes reais.
Isto quer dizer que o método de compressão age sobre o conteúdo e deixa os nomes dos arquivos intactos.
Ou seja, convém evitar usar nomes “chamativos” que, em tese, acabam “entregando mais do que o próprio conteúdo”:

  • como_eu_roubei_um_banco.txt
  • NotasFiscaisFriasDaMinhaEmpresa.odt
  • MinhaFotoMostrandoOQueNãoDeveria.jpg
  • etc.

Acho que deu pra entender… 😉

Como extrair arquivos empacotados com senha?

A extração é muito intuitiva.
Localize o pacote de arquivos, com o seu gerenciador de arquivos preferido (pode ser o Nautilus, para quem usa o GNOME).
Clique 2 vezes sobre ele.
como criptografar arquivos no Linux usando o xarchiver
Assim que você tentar fazer a leitura de algum arquivo, dentro do pacote, a senha será pedida.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *