Como instalar um servidor LAMP no openSUSE

Um servidor Linux, com serviços Apache, banco de dados MySQL ou MariaDB e a linguagem de scripts PHP é um ambiente muito comum para desenvolvedores web, administradores de servidores web etc.
Há variações para esta configurações.
Alguns administradores ou desenvolvedores preferem usar outros servidores web, que não o Apache. Também podem optar por outro banco de dados que não o MySQL — neste caso, o PostreSQL e o MariaDB são bastante comuns.

A tendência atual de distros como openSUSE, Ubuntu, Fedora, entre outras, é a substituição do MySQL pelo MariaDB

Como opção ao PHP, surgem o Python e o Perl, entre outros.
Neste texto, vamos nos ater ao LAMP tradicional, em uma maquina openSUSE Leap 42.1 — até por que ele é muito fácil de instalar.
Se quiser saber mais sobre como verificar a versão do openSUSE em uso no seu sistema, leia este texto.
Se, posteriormente, quiser acrescentar suporte ao Perl, Python ou Ruby on Rails, isto pode ser feito de modo muito natural.

Como encontrar o padrão de instalação LAMP no openSUSE

A ferramenta zypper, de gestão de pacotes, permite encontrar rapidamente qualquer coisa que esteja dentro dos repositórios do sistema operacional.
Se quiser saber mais sobre o zypper, leia este texto.
No exemplo que segue, a gente começa com um refresh, para sincronizar o nosso cache local com os repositórios remotos. Em seguida faremos uma busca, com o comando search, pelos padrões (patterns) que contenham a string “lamp”. Veja abaixo:

sudo zypper update
zypper search --type pattern lamp
Carregando dados de repositório...
Lendo os pacotes instalados...

S | Nome        | Resumo                   | Tipo  
--+-------------+--------------------------+-------
  | lamp_server | Servidor Internet e LAMP | padrão

Quer obter mais informações sobre o pattern lamp_server?
Use o parâmetro info:

zypper info -t pattern lamp_server
.
Carregando dados de repositório...
Lendo os pacotes instalados...


Informação para padrão lamp_server:
-----------------------------------
Repositório: Repositório principal de atualização
Nome: lamp_server
Versão: 20150918-12.1
Arquitetura: x86_64
Fornecedor:openSUSE
Instaladas: Não
Visível ao Usuário: Sim
Resumo:Servidor Internet e LAMP
Descrição: 
  Programa para configurar um servidor de Internet que possa lidar com conteúdo
  estático, dinâmico e interativo (como uma loja da Internet). Isso inclui o
  servidor HTTP Apache, o sistema de gerenciamento de banco de dados MySQL e
  linguagens de script como PHP, Python, Ruby on Rails ou Perl.
Conteúdo:

S | Nome                          | Tipo    | Dependência
--+-------------------------------+---------+------------
  | apache2                       | package |            
  | apache2-doc                   | package |            
  | apache2-example-pages         | package |            
  | apache2-mod_perl              | package |            
  | apache2-mod_php5              | package |            
  | apache2-mod_python            | package |            
  | apache2-prefork               | package |            
  | mariadb                       | package |            
i | patterns-openSUSE-base        | package |            
  | patterns-openSUSE-lamp_server | package |            
  | php5-ctype                    | package |            
  | php5-dom                      | package |            
  | php5-iconv                    | package |            
  | php5-mysql                    | package |            
  | yast2-http-server             | package |  

Observe que na relação de pacotes a ser instalada, o banco de dados MariaDB é default nesta versão do openSUSE.
Para, enfim, fazer a instalação deste pattern, use o comando install:

sudo zypper install -t pattern lamp_server
root's password:
Carregando dados de repositório...
Lendo os pacotes instalados...
Resolvendo dependências de pacote...

The following 32 NEW packages are going to be installed:
  apache2 apache2-doc apache2-example-pages apache2-mod_dnssd apache2-mod_perl
  apache2-mod_php5 apache2-mod_python apache2-prefork apache2-utils libapr1
  libapr-util1 libmysqlclient18 libmysqlclient_r18 libmysqlcppconn7
  libreoffice-base-drivers-mysql mariadb mariadb-client mariadb-errormessages
  patterns-openSUSE-lamp_server perl-Linux-Pid php5 php5-ctype php5-dom
  php5-iconv php5-json php5-mysql php5-pdo php5-sqlite php5-tokenizer
  php5-xmlreader php5-xmlwriter yast2-http-server

The following NEW pattern is going to be installed:
  lamp_server

The following 18 recommended packages were automatically selected:
  apache2 apache2-doc apache2-example-pages apache2-mod_perl apache2-mod_php5
  apache2-mod_python apache2-prefork mariadb php5-ctype php5-dom php5-iconv
  php5-json php5-mysql php5-sqlite php5-tokenizer php5-xmlreader php5-xmlwriter
  yast2-http-server

32 novos pacotes para instalado.
Tamanho total do download: 22,5 MiB. Já em cache: 0 B. Após a operação, 161,3
MiB adicionais serão utilizados.
deseja continuar? [s/n/? mostrar todas as opções] (s): 

Não se esqueça de ler atenciosamente o texto que segue o processo de instalação e confirmar aonde for apropriado.

Pós instalação

Antes de dar o trabalho por encerrado, vamos testar a instalação.
Comece por verificar o estado atual do (MySQL) MariaDB:

sudo rcmysql status
mysql.service - MySQL server
   Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/system/mysql.service; disabled)
   Active: inactive (dead)

Ok. As palavras disabled e dead — respectivamente, “desabilitado” e “morto” — não são muito animadoras.
Então vamos colocar o banco de dados no ar!

sudo rcmysql start
sudo rcmysql status

Agora, a mensagem é outra:

mysql.service - MySQL server
   Loaded: loaded (/usr/lib/systemd/system/mysql.service; disabled)
   Active: active (running) since Sat 2016-05-14 19:42:27 BRT; 4s ago
  Process: 4524 ExecStartPost=/usr/lib/mysql/mysql-systemd-helper wait default (code=exited, status=0/SUCCESS)
  Process: 4514 ExecStartPre=/usr/lib/mysql/mysql-systemd-helper upgrade default (code=exited, status=0/SUCCESS)
  Process: 4423 ExecStartPre=/usr/lib/mysql/mysql-systemd-helper install default (code=exited, status=0/SUCCESS)
 Main PID: 4523 (mysqld)
   CGroup: /system.slice/mysql.service
           └─4523 /usr/sbin/mysqld --defaults-file=/etc/my.cnf --user=mysql

May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: 160514 19:42:26 [Note] InnoDB: Initializing buffer pool, size = 128.0M
May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: 160514 19:42:26 [Note] InnoDB: Completed initialization of buffer pool
May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: 160514 19:42:26 [Note] InnoDB: Highest supported file format is Barracuda.
May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: 160514 19:42:26 [Note] InnoDB: 128 rollback segment(s) are active.
May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: 160514 19:42:26 [Note] InnoDB: Waiting for purge to start
May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: 160514 19:42:26 [Note] InnoDB:  Percona XtraDB (http://www.percona.com) 5.6.26-74.0 started; log sequence number 1616707
May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: 160514 19:42:26 [Note] Server socket created on IP: '::'.
May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: 160514 19:42:26 [Note] /usr/sbin/mysqld: ready for connections.
May 14 19:42:26 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4523]: Version: '10.0.22-MariaDB'  socket: '/var/run/mysql/mysql.sock'  port: 3306  openSUSE package
May 14 19:42:27 linux-ewci.suse mysql-systemd-helper[4524]: MySQL is alive

Ajuste a senha do root no MariaDB

Caso você não saiba, o root do banco de dados MySQL/MariaDB é diferente do root do Linux.
Use o seguinte comando, no terminal:

/usr/bin/mysqladmin -u root password 'nova-senha'

Substitua ‘nova-senha’ pela sua senha.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *