Áreas de trabalho no Linux

Quando você tem janelas e aplicativos demais, pra pouco espaço na sua área de trabalho, este é um dos recursos mais adoráveis do Linux.
E, acredite, ele está presente desde (quase) sempre neste sistema operacional — já estava lá, quando ainda não se tinha as interfaces gráficas, permitindo que desenvolvedores, administradores de sistemas e outros usuários avançados possam executar uma quantidade muito maior de aplicativos, sem fazer bagunça no display.

Espaços de trabalho no Ubuntu
Clique para ver detalhes.

Quando se tem um editor de textos, uma ou mais janelas do navegador, o cliente de email, o gerenciador de arquivos etc. tudo aberto ao mesmo tempo, são as áreas de trabalho virtuais que vão colocar ordem na sua tela.
Veja como.
O recurso tem nomes diversos, como, espaços de trabalho (Ubuntu 14.04), workspaces, virtual desktops, áreas de trabalho virtuais etc.
A possibilidade de simular várias áreas de trabalho, em apenas um monitor, sempre foi explorada para fins de ganho de produtividade de desenvolvedores, administradores de sistemas, produtores de conteúdo etc.
— ela proporciona a sensação de se ter 2 ou mais computadores disponíveis — um em cada área de trabalho.
Distribuir aplicativos, que executam tarefas diferentes, entre as áreas de trabalho é uma das formas mais comuns de uso deste recurso.
seletor de áreas de trabalho no Gnome
Clique para ver detalhes.
Um exemplo:

  • O navegador Firefox, com o facebook aberto na área de trabalho 1
  • O cliente de e-mail, na área de trabalho 2
  • A sua jukebox preferida ou qualquer outro player mp3, na área de trabalho 3

A melhor forma de alternar entre uma área de trabalho e outra é através dos atalhos de teclado.
Embora o conceito seja exatamente o mesmo, entre as diferentes distribuições Linux, cada uma tem um jeito diferente de lidar com o recurso.

Como alternar entre espaços de trabalho no Ubuntu

A combinação de teclas Ctrl + Alt + →↓↑← (note os símbolos das teclas de direcionamento) serve para alternar entre os diferentes espaços de trabalho.
Você pode também ativar o Alternador de espaços de trabalho, no lançador, à esquerda da tela, para poder selecionar diretamente para onde deseja ir.
O Alternador também permite ver antecipadamente o conteúdo de cada área — o que permite que você acompanhe o andamento de alguma tarefa (como o download de um arquivo grande), sem a necessidade de ir até a área de trabalho em questão.
Para ativar o Alternador, siga os passos:

  • Clique com o botão direito do mouse sobre uma parte vazia da sua área de trabalho atual.
  • Selecione Alterar o plano de fundo.
  • Em seguida, selecione a aba Comportamento.
  • Ative a opção Enable workspaces e pronto.

Veja o vídeo, abaixo, para ter uma idéia melhor do processo de configuração e de como funcionam as áreas de trabalho virtuais.

Áreas de trabalho no XFCE

Algumas distribuições Linux, como o Xubuntu e Debian, usam o XFCE como ambiente desktop padrão.
Nelas você também pode alternar com os atalhos de teclado Ctrl + Alt + →↓↑← — em que as teclas direcionais determinam qual área de trabalho deve ser selecionada.
No XFCE, o seletor de espaços de trabalho já vem ativado.

Ubuntu, XFCE, workspaces
Clique para ver detalhes

Você pode alterar a aparência deste seletor, bem como aumentar/reduzir a quantidade de espaços de trabalho disponíveis, ao clicar com o botão direito sobre ele e selecionar Propriedades.

Como usar melhor os espaços de trabalho

Veja algumas dicas de como fazer um uso mais eficiente do recurso:

  • Use o mouse!
    Ao girar a roda do mouse sobre uma parte vazia da área de trabalho, o sistema troca de espaço de trabalho virtual, indo na direção que você girou. Experimente.
    Para voltar atrás, basta girar na direção contrária.
  • Reorganize arrastando!
    aplicativos áreas de trabalho
    Clique para ver detalhes.
    Você pode arrastar a janela de um aplicativo entre várias áreas de trabalho.
    No Ubuntu, quanto o Alternador estiver ativo, arraste uma janela para outra área de trabalho, como você pode ver na imagem.
    No XFCE, você pode arrastar uma janela dentro do próprio Alternador.
  • Você pode mandar a janela de um aplicativo para outra área de trabalho, através do menu da janela do aplicativo.
    Na maioria dos gerenciadores de janelas (window managers), este menu pode ser acessado com o atalho de teclado Alt + Spacebar ou ao clicar no ícone do aplicativo, no canto superior esquerdo da janela:

    • Selecione Mover para outro espaço de trabalho.
    • Escolha o espaço desejado e clique nele.

    mover entre espaços de trabalhos.

  • Há atalhos de teclado para realizar a operação de mover uma janela entre áreas de trabalho — para você não precisar usar o mouse.
    Com a janela selecionada, mova-a para a área de trabalho à direita, com o seguinte atalho de teclado: Ctrl + Alt + Shift + →. As outras teclas direcionais também podem ser usadas para mover na direção em que elas apontam.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

2 comentários sobre “Áreas de trabalho no Linux”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *