cadeado

3 dicas para aumentar o seu nível de privacidade na web

Há um conjunto de medidas que, se tomadas juntas, podem melhorar significativamente o seu nível de privacidade ao usar a rede.
A privacidade pode garantir a liberdade — de expressão, de manifestação, de pensamento etc.
Mas a liberdade sempre vem com uma preço anexado: no mínimo, você vai ter que abrir mão de alguns comportamentos convenientes, mas danosos (contra você mesmo).
Neste post, eu trago 3 dicas (poderia ser muito mais) para elevar a segurança no uso da web.

Usar VPNs

Adotar esta medida, depois de configurada, não é inconveniente.
O que as pessoas não gostam é que as VPNs decentes são pagas.
Sigla de Virtual Private Network (Rede Privada Virtual), uma VPN depende de servidores caros, através dos quais, você irá acessar a Internet.
Com este recurso, os sites acessados não irão saber qual o seu endereço IP e fica mais difícil rastrear o seu uso da Internet.
O servidor da rede privada virtual vai esconder o seu endereço (entre outras informações que podem te identificar online) e fornecer as dele.

O uso de uma VPN pode trazer outras vantagens, que nada têm a ver com privacidade.
Acessar sites, como o YouTube e o Netflix (entre outros) — via VPN — permite acessar conteúdo que não se encontra disponível no seu país de origem, por exemplo.

Os preços dos planos dos provedores de VPN começam em aproximadamente 2 dólares/mês.
Sabendo que você pode contratar um plano e apenas configurar o roteador da sua casa — para todo mundo usar — talvez não seja tão caro, não é?
O site https://www.vpnranks.com/ tem um ranking de provedores (acompanhado de preços) que vale a pena consultar.
Se quiser saber como configurar o seu smartphone Android para acessar uma rede privada virtual, leia este artigo.

Prefira navegar em sites HTTPS

O ‘S’ ao final deste ‘https’, quer dizer secure (seguro).
Um site https oferece criptografia entre você e ele.
Embora seja possível um bisbilhoteiro saber aonde você está navegando, fica muito difícil saber o conteúdo que você está acessando.
Portanto, sites de mensagens instantâneas, email e com conteúdo adulto, têm que ser https.
telegram https web


Leia mais sobre como acessar sites de conteúdo adulto, com segurança.

Use o navegador Tor

O Tor é um navegador (como o Firefox e o Chrome), de código aberto e livre, projetado inicialmente para pessoas que desejam acessar conteúdo ilícito (não necessariamente imoral ou antiético). Para ser ilícito, basta ser proibido pela lei, ok?

Conteúdo ilícito pode ser determinado “tipo de pornografia”. Mas também pode ser a sua música e filme preferidos, protegidos por direitos autorais.

O trabalho do navegador Tor é conduzir suas atividades por diferentes “túneis” ou canais encriptados, mantendo a sua navegação protegida dos olhos do governo e de grandes corporações — bem como do seu vizinho.
Enquanto alguns sites conseguem furar o bloqueio https dos navegadores comuns, o Tor garante um nível superior de anonimidade ao usuário.

Conclusão

Leve a sério a sua privacidade e a sua segurança.

“Não estou fazendo nada ilegal ou errado” não é desculpa suficiente para seguir despreocupado com os ataques à nossa privacidade.
É desculpa apenas para deixar de fazer o que tem que ser feito.

Acessar sites de conteúdo adulto, não é ilegal — mas você não gostaria, tenho certeza, de ver o seu histórico de acesso a algum destes sites sendo exposto para seus amigos, família, colegas de trabalho etc.
Ouvir suas músicas favoritas, não é errado — mas você provavelmente não pagou por todas elas e, mesmo assim, não merece ser importunado pelas autoridades ou gravadoras só por causa disso.
Adotar qualquer uma destas medidas já será suficiente para elevar significativamente o seu nível de segurança e privacidade online.
Quantas destas medidas você consegue adotar, ainda hoje?

Referências

Leia mais, clicando na tag privacidade ou use o motor de busca do site.
Se você é profissional da área, leia também o artigo Criptografia para jornalistas.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *