Introdução ao editor de textos vi

O vi é um editor de textos orientado à tela, ou screen-oriented, originalmente criado para uso no ambiente do sistema operacional UNIX.
vim logo
O nome “vi” é uma abreviação para “visual editor”
Atualmente, o Vim tem se tornado mais comum e presente em muitas distribuições Linux. Tudo o que falarmos, neste post, serve para ele também.

Editores visuais, também chamados de editores de tela cheia ou screen-oriented são programas que exibem o texto editado, na tela, à medida em que são alterados.
Todos os editores GUI se encaixam nesta categoria e, talvez, você não conheça nenhum outro tipo.
Entre os editores CLI, contudo, há a categoria baseada em linhas, ou line-oriented, que são muito pouco usados

Não esqueça de clicar nos links do texto, para se aprofundar mais em algum assunto e dar uma olhada na sessão de referências, ao final, para obter mais informações.

Modos de operação do vi

O vi pode se apresentar em 2 modos de operação:

  1. Modo de comando — em que se executam as tarefas administrativas: gravar arquivos, abrir novos arquivos, executar comandos relacionados aos arquivos, mover o cursor, cortar/copiar/colar texto, encontrar/substituir texto etc.
  2. modo de edição/texto — em que o usuário pode editar seu texto.

Como escrever um programa, usando o editor vi

Veja como abrir, escrever o código, gravar e sair do editor vi.
Neste exemplo, vou mostrar como escrever um pequeno programa em Python, mas você pode readequar cada passo do exemplo da maneira que lhe convier.
Comece por abrir um terminal.
A seguir abra o vi com um novo arquivo:

vi hello.py

O vi já abre no modo de comando — onde ainda não é possível inserir texto novo.
Para começar a inserir caracteres, tecle ‘i’.
Em seguida, pode digitar o código:

print "Ola, nerds!"

Para gravar, é preciso entrar no command mode. Para isto, tecle ‘Esc”.
Agora, tecle ‘:w’, para gravar seu teto
Para sair do editor, tecle ‘:q’, ainda dentro modo de comando.
Você pode também usar ‘:wq’, para gravar e sair.
Se cometer erros de digitação, durante a edição do arquivo, tecle ‘Esc’ para entrar no command mode.
Use as teclas direcionais, para se movimentar e ‘x’ para apagar caracteres sob o cursor.
Se quiser inserir caracteres, use o ‘i’.

Saiba mais

O vi não é complicado. Mas a gente precisa de um tempo para entender sua lógica e aprender seus comandos.
Com o tempo ele vai ficando mais fácil e editar arquivos de configuração, bem como escrever alguns scripts para a manutenção do sistema, vai se tornando cada vez mais natural.
Se quiser aprofundar o seu aprendizado no vi, não se esqueça de dar uma olhada nestes outros textos:

Referências

https://www.ccsf.edu/Pub/Fac/vi.html.
http://www.ibm.com/support/knowledgecenter/SSLTBW_2.1.0/com.ibm.zos.v2r1.bpxa400/bpxug135.htm.
https://en.wikipedia.org/wiki/Visual_editor.
http://www.learnpython.org/en/Hello,_World!.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), desenvolvedor web e geek, nos mais diversos assuntos. Entusiasta de software livre e hacker de LEGO, acredito em repassar meu conhecimento e ajudar as pessoas sempre que for possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *