tux desligar o linux

Use o systemctl para hibernar, desligar, reiniciar etc.

Em sistemas Linux, com o systemd, é possível usar o comando systemctl para executar diversas tarefas da administração do sistema.
linux, suspender, desligar, reiniciar
Neste post, vamos falar das que envolvem

Para se aprofundar um pouco mais em algum assunto abordado, clique nos links do texto.

O que é o systemctl?

É um utilitário que controla o systemd e o service manager.
De acordo com o manual, pode ser usado para introspectar e controlar o estado do systemd e do gestor de serviços do sistema.
Como foi dito, no primeiro parágrafo, pode ser usado para realizar várias atividades administrativas mas, neste post, vamos nos concentrar naquelas 5 que foram enumeradas acima.
Se quiser, clique na tag systemctl, para saber mais sobre ele.

Exemplos de uso do systemctl

Abra um terminal, para experimentar algumas funções do systemctl.
Se deseja desligar o sistema, use-o assim:

systemctl poweroff

Pode ser usado, portanto, como substituto do comando shutdown.
As opções do systemctl podem ser vistas com ‘–help’ ou usando a tecla Tab, para autocompletar.
Se vocẽ deseja “parar” o sistema, use a opção ‘halt’:

systemctl halt

Você provavelmente terá que desligar, pressionando o botão físico, após este comando.
Use ‘reboot’, para reiniciar:

systemctl reboot

ou

systemctl kexec

Para tornar o processo mais silencioso, use ‘-q’, ‘–quiet’ ou ‘–no-wall’:

systemctl --no-wall reboot

Se tiver suporte a EFI boot, é possível pedir ao firmware do seu sistema para entrar no menu de setup, no próximo boot:

systemctl --firmware-setup reboot 

systemctl firmware boot menu
Se quiser estabelecer um tempo, para esperar antes de executar o comando, use o sleep (em segundos):

sleep 60; systemctl poweroff

Tenha cuidado com a linha de comando, acima. Se você se arrepender e teclar ‘Ctrl+C’, durante a execução do sleep, irá interrompê-lo e disparar o segundo comando.
Neste sentido, o comando shutdown pode ser mais seguro.
Para hibernar o sistema:

systemctl hibernate

Para suspender:

systemctl sleep

Para suspender/hibernar-híbrido:

systemctl hybrid-sleep

Se quiser saber as diferenças entre estes 3 últimos comandos, leia este texto.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *