Configurações avançadas do xterm

Ao optar pelo emulador de terminal xterm, você se depara inicialmente com um aplicativo que é muito rápido e, aparentemente, simplificado demais.
Particularmente, gosto muito de usar várias janelas do xterm para exibir resultados ou monitorar processos. Como ele é pequeno, abrir 10 instâncias ou mais dele, não costuma pesar no sistema, mesmo tendo sérias limitações de hardware.
screenshot_20161005_145539
Se você está lendo este texto, contudo, acredito que não gosta de coisas excessivamente simples — e gostaria de personalizar mais o xterm.
Este texto complementa o post Configurações básicas do xterm, onde mostrei como alterar os tipos, os tamanhos e as cores das fontes do xterm, na linha de comando.
Aqui, vou mostrar como usar o menu interno do programa e como tornar a sua customização permanente, editando o arquivo de configurações do aplicativo.

Os menus internos do xterm

Há 3 menus internos, que você pode acessar com o clique do mouse ou toque do touchpad.
Mantenha a tecla Ctrl pressionada, enquanto clica com um dos botões do mouse (esquerdo, do meio ou direito).
As cores dos menus variam em função das configurações de cada sistema.
O primeiro menu — acionável pelo botão principal — oferece as opções principais, como tela cheia e alteração do comportamento de teclas importantes, como DEL e BACKSPACE.
xterm left main options menu
O segundo menu — acionável pelo botão do meio — oferece opções específicas do terminal virtual ou VT.
Aqui, você encontra opções de ajustes visuais, entre outros.
A primeira opção é a de ativação da barra de rolagem ou scrollbar.
xterm middle button virtual terminal options
O terceiro menu tem ajustes das fontes no terminal.
É possível alterar os tamanhos, os efeitos, a codificação etc.
xterm right menu - virtual terminal fonts menu
Não se preocupe muito, caso algumas das opções não funcionem para você. Algumas delas são voltadas para servidores gráficos que não são mais tão comuns. Outras opções, são voltadas para uso em gerenciadores de janelas mais simples.
Ambientes de desktop, como o KDE, o GNOME e o Unity, irão impor suas próprias configurações ao emulador de terminal — o que também impedirá que alguns de seus ajustes tenham o efeito esperado.
Ambientes menos impositivos, como o LXDE ou o XFCE dão mais liberdade para os ajustes do xterm.

O arquivo de configuração do xterm

O arquivo de configurações padrão do Xterm é o .Xresources. Se você ainda não tem, vai ter que criar um, para poder inserir os novos parâmetros de configuração.
Uma das formas de se fazer o trabalho é ir inserindo linha a linha os ajustes e as opções que se deseja para o aplicativo.
Outra maneira é copiar um arquivo de configurações pronto e alterá-lo, de acordo com o seu gosto ou necessidade.
O meu arquivo, atual é assim:

XTerm*faceName: Bitstream Vera Serif Mono
xterm*faceSize: 11
xterm*vt100*geometry: 80x60
xterm*saveLines: 16384
xterm*loginShell: true
xterm*charClass: 33:48,35:48,37:48,43:48,45-47:48,64:48,95:48,126:48
xterm*termName: xterm-color
xterm*eightBitInput: false


!BLK Cursor
#define _color0        #000d18
#define _color8        #000d18
!RED Tag
#define _color1        #e89393
#define _color9        #e89393
!GRN SpecialKey
#define _color2        #9ece9e
#define _color10       #9ece9e
!YEL Keyword
#define _color3        #f0dfaf
#define _color11       #f0dfaf
!BLU Number
#define _color4        #8cd0d3
#define _color12       #8cd0d3
!MAG Precondit
#define _color5        #c0bed1
#define _color13       #c0bed1
!CYN Float
#define _color6        #dfaf8f
#define _color14       #dfaf8f
!WHT Search
#define _color7        #efefef
#define _color15       #efefef
!FMT Include, StatusLine, ErrorMsg
#define _colorBD       #ffcfaf
#define _colorUL       #ccdc90
#define _colorIT       #80d4aa
!TXT Normal, Normal, Cursor
#define _foreground    #dcdccc
#define _background    #1f1f1f
#define _cursorColor   #8faf9f


### Seção das configurações específicas do emulador de terminal RXVT
URxvt*color0         : _color0
URxvt*color1         : _color1
URxvt*color2         : _color2
URxvt*color3         : _color3
URxvt*color4         : _color4
URxvt*color5         : _color5
URxvt*color6         : _color6
URxvt*color7         : _color7
URxvt*color8         : _color8
URxvt*color9         : _color9
URxvt*color10        : _color10
URxvt*color11        : _color11
URxvt*color12        : _color12
URxvt*color13        : _color13
URxvt*color14        : _color14
URxvt*color15        : _color15
URxvt*colorBD        : _colorBD
URxvt*colorIT        : _colorIT
URxvt*colorUL        : _colorUL
URxvt*foreground     : _foreground
URxvt*background     : _background
URxvt*cursorColor    : _cursorColor


### Seção das configurações específicas do emulador de terminal XTERM
XTerm*color0         : _color0
XTerm*color1         : _color1
XTerm*color2         : _color2
XTerm*color3         : _color3
XTerm*color4         : _color4
XTerm*color5         : _color5
XTerm*color6         : _color6
XTerm*color7         : _color7
XTerm*color8         : _color8
XTerm*color9         : _color9
XTerm*color10        : _color10
XTerm*color11        : _color11
XTerm*color12        : _color12
XTerm*color13        : _color13
XTerm*color14        : _color14
XTerm*color15        : _color15
XTerm*colorBD        : _colorBD
XTerm*colorIT        : _colorIT
XTerm*colorUL        : _colorUL
XTerm*foreground     : _foreground
XTerm*background     : _background
XTerm*cursorColor    : _cursorColor

Caso você ache o arquivo muito extenso e não use o emulador de terminal RXVT, pode remover a seção específica dele.
Ao terminar a edição do .Xresources, rode o seguinte comando:

xrdb -merge ~/.Xresources

Você pode encontrar mais combinações/temas de cores aqui: http://web.archive.org/web/20101223215636/http://phraktured.net/terminal-colors/.

Referẽncias

https://wiki.mpich.org/mpich/index.php/Configure_xterm_Fonts_and_Colors_for_Your_Eyeball.
https://wiki.archlinux.org/index.php/Xterm#Automatic_transparency.
https://lukas.zapletalovi.com/2013/07/hidden-gems-of-xterm.html.
http://scarygliders.net/2011/12/01/customize-xterm-the-original-and-best-terminal/.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *