Como resolver problemas com o GPS no RunKeeper

O RunKeeper é um aplicativo (app) de monitoramento de suas atividades físicas. Similar a outros, como Runtastic, Nike+, Endomondo etc. As dicas dadas aqui podem ser aproveitadas, sem problemas, em outros apps desta mesma categoria.

O GPS é do seu celular

runkeeper-test-android-peteÉ importante entender que o software de monitoramento recebe informações do software que controla o hardware do GPS no seu aparelho. Aparelhos diferentes, têm softwares e hardwares relacionados ao Sistema de Posicionamento Global (GPS) diferentes. Alguns têm um conjunto de melhor qualidade, outros não.
Ainda assim, tudo pode e deve funcionar bem e nós vamos abordar alguns dos problemas mais comuns e que podem ser resolvidos de forma simples.

Ative o GPS primeiro

Ativar GPS no RunKeeperAntes de iniciar o aplicativo de monitoramento, ligue o GPS do seu aparelho. Nada impede que você faça o contrário. Mas é uma forma mais segura de permitir que o aplicativo se conecte ao hardware do sistema de posicionamento via satélite.

Tenha paciência

A conexão com o satélite demora um pouco. Esta demora pode variar em função do tipo de hardware que você tem instalado em seu smartphone. Ou seja, a marca e o modelo do seu aparelho pode influenciar.

Antecedência

Experimente ativar o GPS antes de sair de casa para ir treinar. Você pode ligar o RunKeeper também. Quando você chegar ao local do treino, tudo já estará sincronizado e funcionando – bastará tocar o botão “iniciar a atividade”.
Se você vai a pé até o local onde você pratica suas atividades, melhor ainda. Ao ar livre, durante a caminhada, o GPS vai funcionar melhor.

Concluindo

Mais sobre o RunKeeper

Evite ligar o GPS e o RunKeeper “em cima da hora”, pouco antes do exercício. Faça isto sempre com alguns minutos de antecedência à sua atividade.
Tenha um bom treino!

10 dicas para criar senhas à prova de hackers.

Vou enumerar as dicas que hackers e especialistas em segurança digital seguem para lidar com as próprias senhas. Você pode usar algumas delas e adaptar outras à sua realidade.

LEIA MAIS:

Conheça a regra “8 por 4” para criar senhas seguras e fáceis de memorizar.

Crie uma senha nova e única a cada cadastro novo

Site novo, cadastro novo… senha nova! E não vale criar sequencias do tipo minhasenha1, minhasenha2 etc. A senha tem que ser inteiramente diferente das anteriores.
vpn-secure-network1-150x150

Mude todas as suas senhas, em todas as suas contas, a cada 6 meses

É semelhante à regra para substituir sua escova de dentes.
Marque em um calendário as datas para trocar suas senhas. Ataques de força bruta podem levar algum tempo para se concretizar e permitir a invasão. Se no meio disto, o cracker se deparar com uma troca de senha programada por você, seu ataque será frustrado, ainda em andamento — o “coitado” vai ter que começar tudo zero.

Não anote suas senhas

De que adianta evitar uma senha fraca e cometer o erro de deixá-la anotada em uma folha de papel?
Há estudos mostrando o quanto é comum as pessoas deixarem suas senhas anotadas em algum lugar perto de seus computadores. Saiba que os invasores já leram todos estes estudos.
Gerenciadores de senhas são a solução ideal para quem precisa lembrar suas senhas.

Não compartilhe

Senhas não são compartilháveis — Lembra da escova de dentes? Pois é.
Há outras formas de se compartilhar conteúdos que sejam do interesse de outras pessoas, sem a necessidade de entregar-lhes as suas senhas.
O problema aqui, geralmente, não é confiar ou não na sua esposa ou no seu marido. O problema está no fato de que você vai ter que dizer a senha em voz alta ou escrevê-la em um papelzinho para passar pra outra pessoa. Acredite nos especialistas: isto não dá certo.

Sites diferentes, senhas diferentes

As pessoas me odeiam quando eu digo isto…
Recentemente, um importante fórum na Internet teve sua segurança quebrada. Os invasores tiveram acesso a todas as senhas de seus usuários. Este incidente deixou vulneráveis todos os que utilizavam aquela mesma senha em outros sites, webmail, redes sociais, blogs etc.
Evite também usar a mesma senha para as contas de webmail, outra senha única para todas as redes sociais etc.

Alguém por perto? Cuidado ao digitar a sua senha

Tenha o cuidado de não digitar a sua senha quando alguém está olhando por cima do seu ombro. Se você usa apenas um dedo para digitar ou é lento, é muito fácil descobrir sua senha desta forma.

Não envie senhas por email

Sites de bancos ou que forneçam serviços online nunca vão te pedir seu nome de usuário ou senha. Um invasor pode se fazer passar por suporte técnico e te pedir informações deste tipo. Não caia nessa.

Troque senhas comprometidas

Se a segurança de algum site, no qual você tinha cadastro, foi comprometida, troque sua senha imediatamente. Se desconfiou que alguém pode ter descoberto sua senha, troque-a.

A opção de lembrar senha no navegador

Embora seja uma grande comodidade, esta solução apresenta graves riscos.
Estes riscos podem ser minimizados com algumas atitudes:

  • Se o seu navegador tiver a opção de perfil, use-a
  • Se o seu sistema operacional tiver a opção de perfil, use-a. Mesmo em computadores compartilhados por vários membros da família, o ideal é que cada um faça seus acessos dentro de seu próprio perfil
  • Se o computador usado não te pertence, lembrar a senha no navegador é uma péssima ideia

Evite digitar senhas em computadores que não te pertencem

Invasores podem instalar key loggers para capturar as senhas digitadas na máquina. Portanto, evite este tipo de situação.
Algumas pessoas instalam seu próprio sistema em um pendrive para fazer uso dele em cyber cafes e outros computadores públicos.

Saiba mais…

Use a regra 8 por 4 para criar uma senha segura.

Sempre que se vai criar uma nova conta, em um website (rede social, forum, email, portal etc) o dilema senha segura vs senha fácil de lembrar volta à tona.
Neste artigo, vou abordar o problema e mostrar algumas soluções práticas que você pode adotar agora mesmo. As dicas, que seguem, podem e devem ser adaptadas para atender às suas próprias necessidades. Afinal, as senhas são suas.
Cadeados

LEIA MAIS:

As 10 dicas dos hackers sobre senhas.

O processo de criação de senhas tem, essencialmente, duas regras

Ao seguir estas duas premissas, você estará no caminho para criar uma senha de relevantemente segura.

  • O comprimento da senha: Senhas devem ter, no mínimo 8 caracteres. Quanto maior o comprimento da sua senha, melhor. Senhas com mais de 10 caracteres são mais difíceis para quebrar através da força bruta.
  • Complexidade da senha: Alguns grupos de caracteres devem estar sempre incluídos na formulação das suas senhas:
    355232758_4689237613_m

    • letras minúsculas;
    • letras maiúsculas;
    • números;
    • caracteres especiais.

Alguns autores chamam a combinação das duas regras de regra 8 por 4, uma vez que se resume a escolher senhas que tenham, pelo menos 8 caracteres, dentre os quais, 4 (no mínimo) satisfazem a regra anterior, da complexidade da senha.
Se você satisfizer estas duas exigências a cada senha criada, já estará no caminho mais seguro.

Guia para criar suas novas senhas

  • Siga a regra acima: 8 por 4. Este é o fundamento de todo o processo;
  • Use caracteres únicos: dos 8 caracteres contidos na sua senha, 5 não se repetem – ou seja, são únicos;
  • Use um gerenciador de senhas: uma vez que as senhas mais fortes são mais difíceis de lembrar, um bom software pode ser de grande valia para te ajudar neste ponto;
  • Crie senhas baseadas em frases que lhe sejam fáceis de lembrar. Vale usar letras, estrofes, títulos de músicas etc. Por exemplo:

    “I used to buy my faith in worship” pode se transformar em “Iu2bmFiW”

    Como evitar as senhas fracas

    Há uma série de práticas que devem ser evitadas a todo custo, na hora de criar uma senha. Fuja destas ciladas:

    1. senha igual ao nome de usuário;
    2. nomes de pessoas da sua família, do seu cachorro, gato etc;
    3. que contenham informações pessoais sobre você ou membros da sua família: o que inclui datas de nascimento/casamento, números de telefone, placa do veículo, nome da sua rua etc;
    4. sequencias, quaisquer que sejam, alfabéticas ou numéricas. Evite coisas como abcde, 12345, poiuy etc;
    5. palavras do dicionário. Se a sua senha pode ser encontrada em um dicionário, ela é ruim. Ainda que você acrescente um ou outro caractere alfanumérico para “complicar”, ela não serve;
    6. palavras do dicionário de outro idioma também não serve;
    7. substituição de letras por números nas palavras é um truque velho e previsível para qualquer invasor;
    8. qualquer uma das situações anteriores, só que em ordem inversa;
    9. senha nenhuma;

RunKeeper: Configuração básica no celular

Vamos abordar, neste post, as configurações disponíveis no aplicativo RunKeeper para smartphones. É bom fazer alguns ajustes, antes de começar a usá-lo – tais como a unidade de medida, a frequência do feedback sonoro etc.
RunKeeper botão de configuraçãoClique no ícone de configuração, no canto superior direito, na tela principal, para chegar ao menu.
O menu de configuração é composto por mais de 20 itens. Nem todos estão relacionados à configuração do aplicativo. Vamos ver os principais.

Mais sobre o RunKeeper

Unidades de medida

RunKeeper Unidades de Medida km ou MilhasPor ser desenvolvido em Boston (EUA), a unidade de medida da distância percorrida padrão do aplicativo é a milha. Vamos mudar para um sistema decente.
Isto pode ser alterado no menu “Unidades de distância” (distance units, na versão em inglês). Escolha Km, dentro deste menu.

Sinais de Áudio

Aqui podemos configurar o relatório periódico (feedback) de áudio que o aplicativo fornece durante as atividades.
No menu “Cronometragem de áudio”, você pode escolher se deseja disparar o sinal de áudio após o decurso de um intervalo de tempo (Por Tempo) e/ou de uma distância percorrida (Por Distância).
Por exemplo, a cada 15 minutos de atividade, o aplicativo dispara o sinal de áudio que informa (com voz humana) a distância percorrida, o ritmo do treino etc.

Ajuste do sinal de áudio por tempo

  • Selecione “Sinais de áudio”, no menu de configurações;
  • Selecione “Por Tempo”;
  • Escolha o intervalo que julgar adequado;
  • Escolha “Nenhum” se desejar desativar este sinal.

Ajuste do sinal de áudio por distância percorrida

  • Dentro de “Sinais de áudio”, selecione “Por Distância”;
  • Escolha um intervalo adequado à sua necessidade;
  • Escolha “Nenhum” para desativar este sinal

Seleção das informações

Logo abaixo das trigger options, ou seja, as condições em que o relatório audível será “disparado”, há uma lista de opções de informações que você pode escolher. Entre as principais, estão:RunKeeper Configurar sinais de áudio

  • Tempo;
  • Distância percorrida;
  • Ritmo médio do treino;
  • Ritmo/velocidade da série atual – para quem utiliza uma rotina predefinida de exercícios, com várias séries, esta opção dá o feedback de cada uma destas séries;
  • etc.

Há opções de medição do batimento cardíaco (Heart Rate), mas será necessário ter um acessório medidor para recolher estes dados. O próprio site do RunKeeper vende alguns modelos de acessórios compatíveis.

Tela Primária

RunKeeper tela principal
Aqui se escolhe o que deverá ser mostrado no painel principal – se o ritmo ou a velocidade no treino.
O ritmo (pace) é o tempo (em minutos) que você leva para completar um determinado percurso (em quilômetros).

Outros itens

A maioria dos itens do menu de configuração, se não são autoexplicativos, são facilmente dedutíveis ou, através da tentativa e erro, rapidamente um usuário consegue descobrir sua aplicabilidade. Acho interessante, portanto, abordar apenas mais dois itens.

Pausa automática

Liga/desliga a pausa automática. Quando o programa “percebe” que você está parado, ele pausa o monitoramento. Pode ser muito útil em caso de ter que atender a um telefonema ou, distraidamente, parar para conversar com alguém. A pausa automática não permite ao aplicativo “contabilizar” o tempo que você saiu da atividade.

Configurações de compartilhamento

Esta seção trata de um dos recursos mais queridos nos aplicativos de monitoramento de atividades. Selecione quem pode ver suas atividades, seus mapas e conecte o aplicativo ao Twitter e ao Facebook.
Dica: O site do RunKeeper permite conectar o aplicativo ao Foursquare e você pode ganhar medalhas (badges) relativas às atividades.

Primeiros passos com o RunKeeper

Vou mostrar passo a passo como iniciar suas atividades com o RunKeeper, um aplicativo de monitoramento de atividades físicas, que usa o GPS do seu celular e outros sensores para medir o seu desempenho.
Segundo o site do aplicativo no Google Play, ele já conta com mais de uma dezena de milhões de usuários cadastrados.
Some-se a isso o fato de a Samsung disponibilizar a versão Premium do produto (por 1 ano) no Galaxy S5.
Tão logo você o tenha instalado, faça o cadastro no site. Sugiro fazer o login com sua conta do Facebook — isto torna mais fácil compartilhar as suas atividades, mais tarde, se assim o desejar.

LEIA MAIS:

Monitoramento de atividades físicas – Leia outros artigos no site sobre o RunKeeper. Veja como resolver problemas, como configurar e personalizar as rotinas de treinamento.
Conheça o Runtastic: um outro app para monitoramento de suas atividades físicas.

A Interface inicial

Tela inicial do RunKeeperOs desenvolvedores fizeram uma interface bem espartana, se comparada a outros aplicativos semelhantes. Isto não é ruim, uma vez que o objetivo é permitir que você possa começar logo a monitorar a sua atividade.
Eu recomendo se familiarizar com o aplicativo antes de começar a usá-lo pra valer.

Principais itens da tela inicial

  • Tipo de atividade – onde se escolhe a atividade que se quer que seja monitorada: corrida, caminhada, mountain biking etc;
  • Rota – Você pode escolher uma rota predefinida para seguir. O site do RunKeeper tem uma ferramenta que te permite criar rotas para as suas atividades (como a corrida, por exemplo) em cima de um mapa da sua cidade;
  • Rotina de exercícios – opcionalmente, você pode escolher uma das rotinas predefinidas que já vem instaladas. Você pode alterar as rotinas existentes para que elas se adequem às suas necessidades ou criar novas;
  • Transmissão ao vivo – permite que seus amigos acompanhem ao vivo a sua atividade. É muito gratificante, quando se está em uma maratona, receber algumas palavras de força. Esta opção só está disponível para os assinantes.

Finalmente, o botão verde ao final, permite iniciar a atividade, assim que for clicado. Mas antes de falar da próxima tela, é interessante que a gente fale rapidamente do uso do GPS.

O GPS

Se você esqueceu de ligar o GPS, o botão de início – aquele verde, na parte inferior da tela, estará lá pedindo para que você o faça agora. Ao clicar em Ativar o GPS, o aplicativo o levará à tela de configuração do aparelho, na seção de configuração do GPS:
Ativar GPS no RunKeeper
Se o sinal do GPS estiver fraco, o RunKeeper irá avisar em uma tela informativa. Se você estiver em local descoberto, este problema provavelmente será resolvido sem a sua interferência. É seguro clicar em “Continue” e seguir com os exercícios.
Depois que o GPS estiver ligado e o seu sinal estiver sendo recebido pelo seu aparelho, o botão principal muda para “Iniciar Atividade”.
Há casos em que o uso do GPS será desnecessário ou inviável – se você estiver correndo sobre uma esteira, por exemplo. Neste caso, é provável que esta lhe forneça todos os dados sobre a sua atividade física – e você poderá fornecê-los manualmente ao RunKeeper. Neste caso, clique no botão ‘+‘, no canto superior direito da tela inicial do programa e, em seguida, toque na opção “Entrada manual”.

Durante o treinamento

Feitos os ajustes iniciais, após clicar em “Iniciar Atividade”, vamos ao painel de monitoramento do RunKeeper que exibe as informações do andamento da atividade.
shot_000014A tela, na figura abaixo, é padrão do RunKeeper, mas pode ser configurada para exibir outros indicadores que o atleta considerar mais relevantes.
A tela padrão exibe, em tamanho grande, os números referentes ao tempo de exercício, distância percorrida (em milhas ou Km) e ritmo atual. Outros indicadores, como média de velocidade ou ritmo e calorias queimadas, estão em tamanho pequeno.
A partir deste painel é possível pausar a atividade – o que evita que os 15 minutos que ‘aquele sujeito chato’ fez você perder com fofocas durante o trajeto sejam contabilizados 😛 O mesmo botão que pausa, serve para recomeçar o monitoramento. O aplicativo permite automatizar a pausa, ao “perceber” que você está parado. No caso de o telefone tocar, a pausa é automática.

Outros itens

No canto superior direito, há um ícone que permite acessar configurações do tema. Abaixo deste, o botão que leva à câmera.
Note que, mesmo ao apertar o botão “Home” do seu celular, ele não desativa o RunKeeper. Isto permite que você “saia” do aplicativo para realizar alguma outra tarefa no seu aparelho e depois retorno ao ponto em que parou.
Se você não estiver muito familiarizado com as teclas do seu aparelho, leia esta rápida introdução ao Android

Fotos durante o treino

Pra quem gosta muito de compartilhar os seus momentos com os amigos, é possível tirar fotos durante a sessão de treinamento. A tela de monitoramento tem um ícone de uma câmera, no canto superior à esquerda que permite ativar a câmera do seu aparelho.

Fim da atividade e o feedback

Ao terminar o exercício, não esqueça de tocar o botão vermelho “Parar”. Ao finalizar a atividade, o aplicativo vai lhe fornecer um relatório audível de suas atividades, que também pode ser personalizado nas configurações para retirar os dados que não interessam e manter ou introduzir os que lhe são mais relevantes.

Compartilhamento

Eu tenho a impressão de que de tudo o que eu escrevi até aqui, esta é a parte que mais interessa à maioria das pessoas…
Ao final do relatório do RunKeeper, ele vai exibir a tela de relatório final com um mapa do trajeto percorrido e algumas opções para compartilhar sua atividade no Twitter ou no Facebook – é possivel compartilhar no Foursquare também e ganhar “medalhas”. Tudo isto é opcional – você não é obrigado a compartilhar o que fez com ninguém. Pode apenas salvar a atividade e sair do aplicativo, se quiser.
Medalha do Foursquare para RunKeeper warmup-badge
Compartilhando as atividades do RunKeeperPode escrever alguma observação para complementar o post do RunKeeper sobre a atividade realizada, escolher os amigos que ‘participaram’ da atividade e as redes sociais nas quais as informações serão depositadas.
Enfim, toque o botão verde “Salvar Atividade” e aguarde a finalização. Em seguida, os dados gerais desta atividade serão exibidos. Use o botão voltar para sair do programa.
Todas as atividades realizadas, desde que não sejam descartadas, são armazenadas no banco de dados do RunKeeper. Desta forma, o aplicativo mantém na web um histórico sobre seus exercícios, ao qual só você e as pessoas que você escolher têm acesso.

Mais sobre o RunKeeper

Bom treino pra você!