Personalize ainda mais as suas marcas d’água no DarkTable com arquivos SVG

O editor de imagens RAW, darktable, permite personalizar as marcas d’água, com a inserção de arquivos de imagem vetorial SVG.

Crie uma logo no Inkscape, por exemplo. Salve o SVG e insira-o nas suas fotos, pelo darktable.

Neste momento, ainda estou engatinhando no Inkscape e, portanto, as minhas dicas sobre o aplicativo serão bem básicas. Se você conhece bem o programa, fique à vontade para compartilhar as suas dicas nos comentários.

Este post faz uso das variáveis das marcas d’água, que eu expliquei aqui — Se tiver alguma dúvida, dá uma olhadinha na tabela que postei ali.

Aonde ficam gravadas as marcas d’água personalizadas do DarkTable

Na minha instalação Debian 10.5 “Buster” e darktable 3.0.2, os arquivos .svg personalizados devem ficar em ~/.config/darktable/watermarks/

Gerenciador de arquivos Nautilus aberto na pasta ~/.config/darktable/watermarks, exibe os meus arquivos .svg correspondentes às minhas marcas d’água personalizadas.

Se você tem a intenção de alterar uma marca d’água preexistente na sua instalação do darktable, copie os arquivos padrão para a sua pasta pessoal:

cp /usr/share/darktable/watermarks/* ~/.config/darktable/watermarks

Se for criar algo novo, não se esqueça de gravar no lugar certo: ~/.config/darktable/watermarks

Hackeando os arquivos de marca d’água SVG

Uma alternativa, pode ser alterar um dos arquivos .svg internamente. Basicamente, são arquivos texto com as informações para montar as imagens.

Se você for cuidadoso, pode encontrar o texto que deseja alterar dentro do arquivo. Tenha o cuidado de fazer sempre uma cópia antes de mexer — as perdas podem ser irreversíveis.

Você foi avisado.

Como criar uma nova marca d’água para o DarkTable com o Inkscape

Esta pode ser a melhor solução.

Sei usar muito pouco o Inkscape. Contudo, a partir do meu exemplo “basiquinho”, você terá condições para construir algo muito mais sofisticado.

Dentro da minha página, no Inkscape, criei um retângulo escuro, com 40% de transparência.

No meu exemplo, criei um retângulo semitransparente com ícones representativos das informação EXIF que eu quero exibir.

Em seguida, abri uma caixa de texto no meio do retângulo e inseri as variáveis do darktable que representam as informações EXIF da câmera:

As informações EXIF são inseridas a partir destas variáveis.
  • $(IMAGE.EXIF) — configurações da exposição da fotografia
  • $(MAKER) — fabricante da câmera
  • $(MODEL) — modelo da câmera
  • $(EXIF.LENS) — fabricante e modelo da lente/objetiva

O resultado final foi parecido com este (imagem abaixo):

O modelo de marca d’água, criado no Inkscape vai buscar informações EXIF dentro das imagens e coloca cada uma no lugar certo.

Basicamente, é isso aí.

Tive que criar (e jogar fora) vários modelos até acertar.

Por fim, não esqueça de ler o texto sobre as variáveis $(EXIF), aonde explico melhor este assunto.