Baixe e experimente a IDE CodeLobster, para desenvolver seus projetos.

Há várias IDEs para quem deseja usar o sistema operacional GNU/Linux para programar.
Algumas são específicas para algumas linguagens e outras são bem mais abrangentes.

O CodeLobster é uma IDE multiplataforma, voltada para a programação PHP, mas pode atender a outras linguagens também — tipo CSS, HTML, JavaScript etc. — como seria de se esperar de uma ferramenta voltada para desenvolvedores web.
Logo do CodeLobster e descrição do produto

Sua proposta inicial é ser leve e rápido (light-weight). Por isto, requer muito pouco espaço em disco para ser instalado.
O projeto foi desenvolvido a partir da construção de um editor de textos e evoluiu para um ambiente de desenvolvimento integrado.

Atualmente, há versões disponíveis para Windows, MacOS e Linux (Mint, Debian, Ubuntu e outros desta mesma ramificação).

Através de plug-ins o aplicativo pode ter funcionalidade estendidas para usar CMSs e frameworks populares — o que inclui o CakePHP, CodeIgniter, Drupal, Joomla, Symfony, Twig, WordPress, Yii, Node.js, JQuery, AngularJS, BackboneJS etc.

Download e instalação

Mesmo tendo versões voltadas a várias plataformas, neste artigo só irei abordar a sua instalação no Linux (Debian 10, para ser mais específico).
Instalação do CodeLobster via apt, na linha de comando

Faça o download da versão voltada à sua plataforma de trabalho, no site (link ao final do post) e abra um terminal para executar a instalação via dpkg. O procedimento é o mesmo em qualquer distro baseada no Debian, como é o caso do Ubuntu, do Mint etc.:


sudo dpkg --install ~/Downloads/codelobsteride-1.1.0_amd64.deb 

Feita a instalação. já é possível executar o programa — da linha de comando, no terminal ou na GUI.
codelobster via dash no GNOME do Debian

Primeiro uso e ajustes iniciais

Claro que não gostei da interface padrão do aplicativo…
Mas ele tem temas alternativos muito bonitos, principalmente com fundos escuros — os meus preferidos.
Sugiro dar uma olhada nestas opções, disponíveis em View/Visual Style.
Relação de temas do CodeLobster

Em seguida, altere o idioma da interface para o que achar mais adequado. O português (europeu) é o que está disponível na versão que usei.
Acesse a configuração pelo menu Tools/Preferences. Em seguida, localize a aba IDE, à esquerda e toque em General.
À direita, no painel, selecione o idioma (Interface Language) de sua preferência.
Painel geral do Codelobster

Preço do produto

O CodeLobster IDE é distribuído, no site, em uma versão gratuita – que expira em 30 dias.
A versão Professional pode ser adquirida no próprio site, por 99,95 dólares/ano. A assinatura dá direito ao uso em até 3 dispositivos diferentes.
codelobster logo

Referências

As versões dos pacotes de instalação do CodeLobster IDE para MacOS, Windows e Linux, podem ser baixadas neste site: http://www.codelobsteride.com/#download.

Leia feeds RSS com o newsboat

O newsboat é um aplicativo CLI voltada para as plataformas Apple MacOS e GNU/Linux —…e FreeBSD também, claro.
Sua principal proposta é monitorar feeds RSS de sites, à sua escolha, para detectar novidades.

A simplicidade de configuração e a rapidez com que ele pesquisa sua lista de sites, são 2 de seus pontos fortes.
É possível monitorar, ainda, canais específicos do YouTube, de forma que você nunca perca quando houver conteúdo novo à sua disposição.

É possível acompanhar apenas alguns tipos de posts, dos seus sites favoritos

Sites em WordPress podem ter vários feeds RSS disponibilizados por “categorias”.
Segue um exemplo da relação de feeds, por categoria, neste site:

  1. https://elias.praciano.com/category/fotografia/feed/
  2. https://elias.praciano.com/category/linux/feed/
  3. https://elias.praciano.com/category/android/feed/

Assinar a newsletter (notificações por email) é a maneira mais simples de acompanhar seus posts.
Contudo, alguns autores postam sobre diferentes assuntos (categorias) em seus sites/blogs.
Se você se interessa apenas pelo conteúdo postado dentro de uma certa categoria, pode achar melhor assinar apenas o feed referente a ela.

Leitores de feeds permitem filtrar o que você deseja acompanhar em um determinado site ou blog.

Como instalar o Newsboat

Cada plataforma tem seus meios de aquisição e instalação de softwares.
A minha é Debian GNU/Linux 10Buster” (ainda em testing).
Usualmente, no Linux, aplicativos GUI são instalados através da interface da loja da sua distro.

Se a sua plataforma tiver suporte a snap, use-o para fazer a instalação direta do Newsboat:


sudo snap install newsboat

Embora o snap seja um método universalizado para instalação, também é possível usar o gerenciador de pacotes específico da sua distro. No Debian/Ubuntu, por exemplo:


sudo apt install newsboat

Como configurar o newsboat

A primeira coisa a fazer é dar ao programa a lista de sites (URLs de feeds RSS ou Atom), de onde ele pode fazer sua pesquisa.
Use o seu editor de textos favorito para criar e editar um arquivo de feeds.
No meu caso, criei um arquivo chamado meus-sites.rss.
A escolha do nome é totalmente livre e você pode usar o que quiser.
Dentro do arquivo, enumere as URLs dos feeds que você deseja acompanhar. Um por linha:

http://nerdices.com.br/42/feed/
https://elias.praciano.com/category/linux/feed/

Como adicionar feeds RSS dos meus canais favoritos do YouTube?

Você vai encontrar todos os feeds RSS de todos os canais que assina, na página https://www.youtube.com/subscription_manager. Ao chegar lá, role até encontrar o botão “Exportar inscrições”.
Clique nele e faça download de um arquivo XML (‘subscription_manager’, é o nome dele) com as informações sobre os RSS.

Encontre os feeds dos canais que te interessam, e copie e cole os URLs RSS que desejar, dentro do arquivo que você já criou. O meu é ‘meus-sites.rss’, como já disse, anteriormente.
Por exemplo, os feeds dos canais Linux Gamer e NASA (agência espacial), são os seguintes:

https://www.youtube.com/feeds/videos.xml?channel_id=UCw95T_TgbGHhTml4xZ9yIqg

https://www.youtube.com/feeds/videos.xml?channel_id=UCMtSLcfXhj_GIcs_YDpIyUQ

Não será difícil encontrar, dentro do arquivo ‘subscription_manager’ as URLs com a palavra “feed” dentro, tal como nos exemplos acima.

Como usar o Newsboat

Rode o newsboat de um terminal, indicando o nome do arquivo que você criou, contendo todas as URLs de feeds RSS que deseja acompanhar. No meu caso, ficou assim:


newsboat -u meus-sites.rss

newsboat rss
A qualquer momento, você pode sair do newsboat, pressionando a tecla ‘q’ ou “Q’.

No rodapé da tela do programa, há instruções básicas de uso.
Sugiro pressionar ‘?’, para ir para tela de ajuda (já traduzida para portuguẽs), aonde é possível obter mais opções de uso do aplicativo.
ajuda newsboat

Referẽncias

Leia mais sobre leitores RSS.
Site oficial do Newsboat: https://newsboat.org.

Como instalar o editor Atom no Debian e Ubuntu

O editor de texto Atom é voltado para o público de desenvolvedores que deseja maior flexibilidade e possibilidade de extensão que o Sublime ou o TextMate.
Ao mesmo tempo, o Atom é mais fácil de configurar e usar que os editores Emacs e Vim — embora o Emacs seja bem mais do que “apenas um editor de código” (convenhamos).
atom-computer-movie

Pra quê usar o Atom?

Há inúmeros editores de texto para escrever programas, disponíveis para Linux. Muitos deles são de excelente qualidade.
Por qual motivo alguém deveria investir tempo em aprender a usar o Atom, agora?
Como já disse, nos primeiros parágrafos, o Atom não é para todos. Segundo os desenvolvedores, ele se insere em um nicho — em uma categoria de software, que irá satisfazer usuários que querem mais recursos de extensibilidade, de um lado – e mais simplicidade, de outro.
Os desenvolvedores acreditam que podem fazer um trabalho melhor em oferecer uma combinação entre a haqueabilidade e a usabilidade.
O objetivo é oferecer um aplicativo que acompanhe um estudante, a partir do ensino secundário, até se tornar um hacker experiente.

Como muitos outros ótimos produtos feitos para programadores, o time de desenvolvimento usa o Atom, para desenvolver o aplicativo.
Enfim, você vai ter que experimentar para saber.

atom download site

Como instalar o Atom

Se o Atom não estiver disponível, nos repositórios da sua distro, é possível baixá-lo do site oficial. Por enquanto, ele vem em pacotes .DEB e .RPM — além da possibilidade de baixar o código fonte e compilar você mesmo.
Neste texto, vamos abordar a instalação dos pacotes DEB (Debian, Ubuntu etc.) e RPM (Red Hat, Fedora, OpenSUSE etc.).
Vá até o site do Atom: https://atom.io/.
Selecione o pacote desejado e aguarde o download.
Se você optou pelo pacote DEB, use o dpkg para fazer a instalação:

sudo dpkg -i Downloads/atom-amd64.deb 
A seleccionar pacote anteriormente não seleccionado atom.
(Lendo banco de dados ... 146810 ficheiros e directórios actualmente instalados.)
A preparar para desempacotar Downloads/atom-amd64.deb ...
A descompactar atom (1.10.2) ...
Configurando atom (1.10.2) ...
A processar 'triggers' para desktop-file-utils (0.23-1) ...
A processar 'triggers' para gnome-menus (3.13.3-8) ...
A processar 'triggers' para mime-support (3.60) ...

Se houver algum problema com dependências, use este comando:

sudo apt -f install

Se você usa uma distro baseada no Red Hat — CentOS, Oracle Linux, RedHat Enterprise Linux, Scientific Linux etc. — você pode usar o gerenciador de pacotes yum

sudo yum install -y atom.x86_64.rpm

Nas distribuições baseadas no Fedora, use o DNF:

sudo dnf install -y atom.x86_64.rpm

Você usa o OpenSUSE? (é uma das minhas distro favoritas!). Neste caso, use zypper:

sudo zypper in -y atom.x86_64.rpm

Se você estiver obtendo erros de SSL, relacionados ao firewall ou ao proxy, leia sobre apm.
Mais informações, podem ser obtidas nos links espalhados neste texto e na tag atom.
Leia mais sobre editores de texto para Linux.

Como resolver erros de instalação do Atom, causados por firewall ou proxy

Se você estiver protegido por um firewall e estiver vendo erros SSL, ao tentar instalar pacotes, qualquer que seja a sua distro, esta dica pode ajudar a resolver o problema.
O apm é um aplicativo que vem junto com o editor de textos Atom e é voltado para instalar pacotes específicos para ele, bem como resolver problemas de conexão com a Internet, através de um firewall ou proxy. São estas 2 últimas funções que veremos neste texto.
atom and tux
O nome do apm corresponde a Atom Package Manager e é desenvolvido pela mesma equipe do Atom Editor. Por este motivo, o programa só faz sentido com o editor.
Se você digitar apm, na linha de comando, vai obter um texto de ajuda.
Se estiver obtendo mensagens de erro de conexão através do firewall e obtendo alguns erros SSL de volta, durante a instalação de pacotes, é possível desabilitar o SSL com o seguinte comando:

apm config set strict-ssl false

Caso o problema seja passar por um proxy HTTP(S), use o comando da seguinte forma:

apm config set https-proxy ENDERECO DO SEU PROXY

Em seguida, verifique se o ajuste foi feito corretamente, com o seguinte comando:

apm config get https-proxy
_

… e tente instalar novamente o que você estava querendo.
atom-computer-movie

Referências

http://flight-manual.atom.io/getting-started/sections/installing-atom/.