Por que você fica melhor no espelho do que nas suas fotos.

Quando escrevi sobre como tirar melhores selfies com o próprio smartphone, algumas pessoas me devolveram a intrigante pergunte “por que fico bem no espelho, mas péssima nas fotos?”
Eu fui fazer uma pesquisa sobre o assunto.
A resposta é mais simples do que você imagina — e não tem nada a ver com as selfies.
De certa forma, esta discrepância ocorre porque seu rosto está “virado pro lado errado”.
Muitas pessoas (muitas mesmo) afirmam odiar ter que tirar foto.
Chegam a dizer que são as menos fotogênicas em suas famílias.
Acontece, também, que ao inverter (espelhar) a foto no computador ou no celular, muitas pessoas mudam de opinião sobre o assunto.
O que acontece é que passamos horas de nossas vidas nos vendo nos espelhos.
Estamos acostumados à imagem de nós mesmos, sempre refletida nos espelhos.
Quando a imagem é revertida (em relação à do espelho) nas fotos, tudo parece errado. Seu cérebro diz “não sou eu!”.

Ninguém tem a face perfeitamente simétrica

Nem seu corpo é perfeitamente simétrico.
Passamos a nossa vida mirando uma imagem no espelho, com a qual já estamos acostumados. Quando vemos o inverso, o cérebro dispara “algo não está certo!”. Segue alguns motivos para esta reação:

  • Se você sempre parte o cabelo de um lado, vai achar estranho vê-lo penteado para outro lado. Se fizesse isto no próprio espelho, já ficaria estranho, não é?
  • É comum ter um olho ligeiramente (quase imperceptivelmente) maior/menor do que o outro. Você já está acostumado com isto, desde criança, mas… agora é o “outro olho” que é diferente!
  • As sobrancelhas também estão longe de ser iguais.
  • Seu sorriso não é igual quando comparadas as duas metades da boca. De um lado ele pode ser um pouco mais acentuado do que o outro.

A lista de diferenças é enorme.
Se o seu nariz ou a sua boca tiver uma diferença de 3mm para a esquerda, ao virar o rosto, vai parecer que são 6mm para a direita.
É o conjunto destas discrepâncias naturais, que todos temos (repito), que salta aos olhos e te fazem sentir desconfortável com o que vê.

O efeito mere-exposure

Este desconforto é um exemplo do efeito da “mera exposição” ou mere-exposure effect.
Trata-se de fenômeno psicológico pelo qual as pessoas tendem a desenvolver uma preferência por alguma coisa meramente por que se sentirem familiarizadas com ela.
Assim, estamos tão familiarizados ao nosso reflexo no espelho que não é incomum estranharmos nossas fotos.
Quem tira mais selfies do que se olha no espelho não deve sofrer deste “mal”. 😉
O fotógrafo Kim Ayres propõe o exercício de olhar o rosto mais famoso do mundo — o da Mona Lisa, de Leonardo Da Vinci.
Qual das duas imagens você prefere?
Mona Lisa de Leonardo Da Vinci
A maioria das pessoas, de acordo com o profissional, escolhe a da esquerda (a original).
Quando o exercício é feito com uma imagem que a pessoa desconhece, com a qual não esteja acostumada, aproximadamente metade das pessoas prefere uma e a outra metade prefere a outra.

Nós nos sentimos mais confortáveis com as imagens que já nos são familiares.

Quando você olha para uma foto em que sua família ou seus melhores amigos (incluindo você) estão reunidos, todo mundo tem a aparẽncia que você espera que tenha — exceto você.
Abraham Lincoln in November 1863.
Você imagina que é a única que não é fotogênica… enquanto muitos outros, presentes na foto, estão pensando exatamente a mesma coisa de si mesmos.
Se quiser, experimente o seguinte exercício:
Pegue uma (ou mais) de suas fotos e olhe-a refletida no espelho.
O que você acha?
Se a foto te parecer boa, refletida, sua imagem provavelmente estará boa para as outras pessoas também.

Referências

Fonte: https://www.quora.com/Why-do-I-look-good-in-the-mirror-but-bad-in-photos
https://elias.praciano.com/2014/05/5-dicas-para-tirar-selfies-melhores/
Imagens: http://www.wikiart.org/en/leonardo-da-vinci/mona-lisa.
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/1b/Abraham_Lincoln_November_1863.jpg.

Como ativar o não perturbe no Android.

Há momentos em que não podemos (ou não queremos) ser perturbados ou distraídos.
No trabalho, na reunião, durante alguma atividade que exija um pouco mais de concentração etc. as funções que silenciam as interrupções são fundamentais.
Se você usa um aparelho com Android 6.0 Marshmallow ou superior, leia este artigo — mais atual.
Lembro que tive um aparelho Nokia, anos atrás, ainda rodando o Symbian, que tinha uma opção “não perturbe” com temporizador. Depois disto, na maioria dos outros aparelhos que tive, esta opção tinha que ser ligada/desligada manualmente.

O interruptions system ou sistema de interrupções do Android Lollipop tem sido envolto em algumas controvérsias (nem todas as suas opções agradam a todos).

Dependendo da marca do seu aparelho, você vai encontrar variações na implementação deste recurso.
Os aparelhos Motorola, vêm com o Moto Assist — que pode silenciar o aparelho automaticamente quando você vai dormir, entrar numa reunião ou for dirigir.
Neste post, contudo, vou falar do que é possível fazer em qualquer aparelho, rodando o Android Lollipop:

Como ajustar rapidamente o não perturbe

Ao pressionar o botão de volume, o sistema operacional irá exibir no topo da tela algumas opções.
Veja quais são as opções que aparecem quando você toca no ícone do “sino”.
As opções de notificações básicas se resumem a:

  • Tudo — O seu smartphone irá deixar passar todas as notificações, ou seja, você receberá um aviso de tudo que chegar: mensagens, telefonemas, atualizações nas redes sociais etc.
  • Prioridade — Somente as notificações prioritárias serão feitas. Mas pra frente vou mostrar como definir o que é prioritário ou não.
  • Nenhum — Se tiver algum alarme definido, até mesmo ele ficará em silêncio. Esta opção te deixa em paz.

Opções Não Perturbe no Android
Mas pra frente, vou mostrar como definir o que é prioritário ou não.
Dentre as opções de acima, as duas últimas (Prioridade e Nenhum) podem ser temporizadas — você pode predefinir um tempo pelo qual ela estará valendo. Passado este tempo, o aparelho volta para opção padrão: Tudo.
Se você optar por manter o aparelho em “Não Perturbe” Indefinidamente, terá que desativá-lo manualmente depois.

Como configurar as notificações que você recebe no seu aparelho Android

Se você deseja fazer um ajuste mais detalhado das suas opções de notificação, abra o painel de configurações de seu aparelho e
Painel de configuração do Android Lollipop 5.1: Som e notificação
No painel de configuração de sons e notificações selecione Interrupções:
Android - configuração de sons e notificações.
No próximo painel (divido em 2 partes, na próxima imagem), encontram-se as configurações de interrupções que serão abordadas daqui pra frente.
Android configuração de interrupção e não perturbe

Item Descrição
Ao receber chamadas e notificações Sempre interromper, Permitir apenas interrupções prioritárias ou Não interromper
Interrupções prioritárias Se você definiu, acima, que deseja ser interrompido apenas por eventos prioritários, pode definir aqui, quais eventos devem ser considerados prioritários pelo seu sistema: Eventos e lembretes, Chamadas e Mensagens.
Chamadas/Mensagens de Defina, neste item quem pode ser considerado prioritário, no caso de receber chamadas ou mensagens: Qualquer pessoa, Somente contratos com estrela (favoritos)Somente contatos.
Este item só vale se você marcou Chamadas e/ou Mensagens, acima.
Tempo de inatividade ou downtime Aqui você configura em que dias da semana e em que faixa de horário você gostaria de “ter paz”, ou seja, não quer ser saber do “mundo exterior”.
Em outras palavras, durante o período de inatividade, o aparelho entra no modo de prioridade.
Na minha configuração, após 22h. apenas os contatos favoritos (ou estrela) tem suas chamadas/mensagens encaminhadas.

Depois que você configurou estas opções, pode voltar à função disparada pelos botões de volume e selecionar Nenhum, Prioridade ou Tudo.

Como excluir a conta no Tinder

Acompanhe este passo a passo para rapidamente excluir sua conta no Tinder. É fácil e simples.
O principal motivo para excluir uma conta no Tinder é já ter iniciado um relacionamento e querer manter o foco. Nesta situação, o Tinder mais atrapalha do que ajuda.
Capa do artigo Tinder - como remover a sua conta.Siga as instruções:

  • Toque no ícone do aplicativo, para entrar no Tinder.
  • Agora, toque no ícone do canto superior esquerdo da tela do Tinder, para abrir o menu do aplicativo.
  • Selecione Configurações.
  • Menu principal do TINDER no Android
    Tinder: Menu principal do aplicativo no Android.
  • Role a tela até chegar ao último item e toque em Apagar conta
  • Menu de configurações do aplicativo Tinder para Android
    Tinder: Menu de configurações do aplicativo.
  • A seguir, confirme a remoção do seu cadastro do aplicativo.
  • Se você respondeu afirmativamente à pergunta anterior vai obter uma tela com um aviso de que se entrar no Tinder novamente, terá sua conta recriada.
    Por isto, é recomendado remover o aplicativo do seu smartphone ou tablet, depois de se cadastrar.
  • Aviso de conta removida no Tinder
    Aviso de “conta deletada” no Tinder.

O Tinder é um aplicativo decente e, até onde sei, não vai ficar incomodando ou atrapalhando a sua vida (como tantos outros), depois que você deixou claro que queria ser descadastrado.
Para voltar a usar o Tinder, basta abrir o aplicativo e conectar com o Facebook — e seja bem vindo de volta!

Vale a pena criptografar os dados no smartphone?

Criptografar os dados no seu smartphone pode impedir que pessoas não autorizadas tenham acesso às suas fotos, vídeos, e outros tipos de arquivos.
Nas versões mais novas do Android, é uma medida de segurança eficaz para dificultar a exposição de arquivos pessoais e/ou profissionais.
Em caso de roubo, o conteúdo na memória do aparelho e no cartão de memória não poderão ser acessados sem que se conheça a senha.
A única forma de poder fazer uso do aparelho é remover a criptografia, através de um reset de fábrica — que promove a remoção total dos dados gravados no aparelho. O cartão de memória, para poder ser usado, precisará ser reformatado.

Criptografia, do grego, kryptós + graphein, pode ser traduzido como escrita secreta.
Consiste no uso de técnicas de segurança para bloquear acesso de pessoas não autorizadas a um determinado conteúdo

Quem deve usar criptografia?

Há vários perfis de usuários que justificam o uso de criptografia.
Executivos, consultores, advogados e inúmeros outros profissionais que armazenam no smartphone arquivos de trabalho sensíveis e confidenciais, devem fazer uso da criptografia.
Há também motivações pessoais para a adoção desta medida.
Quem tem já tirou fotos íntimas ou fez um ou mais vídeos “calientes“, na maioria das vezes, não tem interesse em ver este material circulando livremente nos sites pornôs ou nas redes sociais (Facebook, Whatsapp etc.) — o que pode causar um estrago na sua imagem, nas suas relações familiares e, até mesmo, profissionais.

A criptografia atual é baseada em teorias matemáticas aliadas a softwares poderosos, com o objetivo de criar algoritmos difíceis de serem quebrados por invasores.
Teoricamente, é possível quebrar chaves criptográficas… mas é altamente desestimulante, sem recursos computacionais avançados.

Uma vez roubado, não há mais nada que você possa fazer para impedir que um estranho tenha acesso a todos os seus arquivos no smartphone ou no tablet, caso estejam desprotegidos.
Neste caso, a criptografia é uma medida de segurança preventiva, que evita o uso ou a exibição indevida dos seus dados.
Em resumo, todo mundo pode se beneficiar da criptografia de dados.

Desvantagens da criptografia

Tudo tem um preço. Quanto mais fechaduras, mais chaves.
À medida em que os níveis de segurança vão avançando, mais trabalho você terá para desativá-los.
Para ativar a criptografia em um smartphone Android, a depender da versão utilizada, será necessário adotar o bloqueio por senha — com pelo menos 6 dígitos.
Na tabela, abaixo, descrevo 3 motivos que podem tornar a experiência irritante para um usuário.

Problema Descrição
Dificuldade para digitar a senha Ao usar o Android 4.2, o bloqueio da tela por senha é mandatório, se você quiser fazer uso da criptografia.
Em telas menores do que 4″ (polegadas), pode achar incômodo ter que digitar uma senha com 6 caracteres, dos quais 2 têm que ser numéricos.
Se estiver na rua, em dia medianamente ensolarado e tiver esquecido de aumentar o brilho da tela do seu smartphone, terá dificuldades para conseguir digitar a senha e desbloquear o aparelho, para fazer uma chamada ou ver um SMS.
Lentidão do aparelho A criptografia faz uso mais intenso do processador. Todo arquivo precisa ser descriptografado, antes de poder ser lido. Se for alterado, vai precisar ser criptografado novamente. Toda foto tirada, será criptografada antes de ser gravada.
Como regra geral, contraindico o uso da criptografia em aparelhos que usem processadores com clock inferior a 1.0GHz e menos de 2 núcleos.
Você pode ficar trancado do lado de fora… Se você esquecer a senha, vai perder o acesso aos seus dados, como consequência.
Se o seu aparelho pifar, não será possível ler os dados do cartão em outro aparelho ou no PC.

Quando a criptografia é uma boa idéia

Use criptografia, sim, no caso de você manter fotos e vídeos íntimos seus ou de outras pessoas. Em caso de roubo, você terá a tranquilidade de que seus arquivos não serão vistos, nem usados contra você ou quem quer que seja.
Smartphones de trabalho podem ser visados por concorrentes, desejosos de ver seus contatos e outros arquivos de cunho profissional.
Na relação de links, abaixo, há um para um artigo que ensina o procedimento passo a passo para criptografar seus dados no Android.
Se quiser, use a área de comentários, para dar sua opinião sobre o assunto.

Impacto na performance

No vídeo, abaixo, o Chris mostra um comparativo real com o Nexus 5, rodando o Android 5.0 Lollipop — criptografado VS não criptografado.
O aparelho da direita é o que está encriptado.
Fica claro que, no uso geral do aparelho, não há impacto significativo na performance — ou seja, ele não fica mais lento.
O vídeo não foi feito em laboratório, com todas as condições e variáveis de ambiente sob controle. Portanto, precisamos dar um desconto para alguns fatores (o Chris chama a atenção para isto).
As flutuações na rede podem ter tornado alguns apps mais lentos, independente de seus dados estarem criptografados ou não — isto pode explicar o delay de 3 segundos a mais para abrir o Facebook no aparelho da direita (o que está encriptado) e que não ocorreu na abertura de outros apps.

O teste de benchmark, ao final do vídeo, revela os seguintes dados:

Teste Nexus 5 sem criptografia Nexus 5 com criptografia
Leitura Sequencial 161,15 MB/s 54,21 MB/s
Escrita Sequencial 44,67 MB/s 30,32 MB/s
Leitura Aleatória 22,18 MB/s 17,32 MB/s
Escrita Aleatória 12,57 MB/s 12,22 MB/s

A maior diferença (3x) está no primeiro teste: de leitura sequencial. Ainda assim, o cache interno do aparelho tende a eliminar isto.
O que você acha? Vale a pena usar o aparelho criptografado? 😉

Referências

Saiba como fazer — Como ativar criptografia no seu smartphone Android.
Wikipedia: Criptografia.

8 maneiras de vencer a preguiça e levantar cedo

Todos já tivemos a dificuldade, por diversas razões, para conseguir tirar o corpo de cima da cama — o ritual matinal, que começa com o ato de levantar-se, tem tudo a ver com um dia produtivo e bem humorado.
Neste artigo, vou listar as minhas 8 dicas favoritas para ajudar a levantar mais cedo da cama.
Moça flutuando sobre a cama
Sinta-se à vontade para comentar e expor as suas próprias dicas, se quiser, logo abaixo do texto.

  1. Beba água antes de ir se deitar — gosto de praticar minhas atividades físicas de manhã. Estar bem hidratado, ao sair de casa, é fundamental.
    Ingerir líquidos (água ou suco de frutos) me ajuda bastante.
    Vai ajudar a levantar mais cedo também se você necessitado(a) para ir ao banheiro. Óbvio que isto pode não funcionar tão bem se você for do tipo que se levanta no meio da noite, para aliviar a bexiga.
  2. Evite bebidas alcóolicas antes de ir dormir — é claro que meia taça de um bom vinho ajuda em tudo, inclusive a acordar mais bem disposto(a). Mas depender de bebidas alcoólicas, de remédios (sem prescrição médica, nem pensar!) ou qualquer outro método assemelhado é, obviamente, uma péssima ideia.
  3. Homem voando sobre a cama
    Homem voando.
  4. Abra as cortinas e, se possível, as janelas antes de ir dormir — deixar o sol entrar cedo, ajuda o relógio biológico “entender” que já é hora de acordar. Some a isto o fato de que o sol é fonte de vitamina D que, por sua vez, é fonte natural de energia.
    Por outro lado, se o seu quarto é muito claro, durante a noite, isto pode estar impedindo que você tenha uma noite de sono restauradora.
  5. Alimente-se antes de deitar — Comida leve, em pequena quantidade, pode prevenir a sensação de estar “grogue” e sem energia de manhã.
    Faça algumas experiências, para descobrir o que funciona melhor pra você.
  6. O som do despertador é fundamental — alguns despertadores têm alarme estridente e horrível. Como é que alguém pode querer levantar de bom humor ouvindo uma coisa destas? 😉
    Qualquer celular ou smartphone Android tem opções de despertar com músicas agradáveis. Use-as para acordar com alguma música que te deixe de bom humor.
  7. Time to go to bed

  8. Despertador longe da cama — é uma das formas de te forçar a levantar para desligar o alarme.
  9. Seu colchão está em dia? — Uma das causas para ter dificuldades para levantar cedo, pode ser o fato de não estar dormindo bem a noite toda.
    Colchões têm prazo de validade. Verifique o prazo do seu.
    Na hora escolher um novo, pesquise e opte pelo que se adequa ao seu peso e altura.
  10. Se levantou, não volte. — Resista à tentação de voltar à cama. Deixe suas roupas prontas para vestir, antes de ir deitar. Isto ajuda a começar a pensar no que vem pela frente, no decorrer do dia.

Dicas para ter uma boa noite de sono

Antes de pensar em acordar bem, é fundamental determinar se você está dormindo bem.
Se você estiver tendo dificuldades para pegar no sono e/ou dormir a noite toda, é lógico que, em consequência vai ter dificuldades para se levantar de manhã.
Por isto, focalizar as causas de não estar dormindo bem, vai render melhores resultados do que apenas tentar acordar bem.
Pessoas que usam intensamente o computador, podem ter problemas para conseguir pegar no sono. A luz forte da tela (do computador, do tablet, do celular etc) inibe a produção de melatonina no seu corpo, o que pode causar a dificuldade para conseguir dormir.
Neste caso recomendo:

  • usar programas como o Redshift e F.Lux — que controlam a temperatura do seu monitor, reduzindo substancialmente o problema de inibição da melatonina
  • e evitar ver TV, usar o celular, o tablet ou o computador, momentos antes de ir se deitar.

Referências

Clique nas imagens, para ver créditos ou fontes. Os outros links estão no conteúdo do texto.