Já pensou em ter dispositivos específicos para as funções que usa mais no celular?

Uma das ideias, deste post, é gastar (beeeeem) menos na aquisição do seu próximo celular e se sentir tecnologicamente muito mais bem servido.
O principal ponto é deixar que ele realize melhor as funções básicas do dia a dia, sem esquentar ou sobrecarregar o seu orçamento.

Já para aquelas funções específicas, que você mais aprecia, gaste o dinheiro restante para adquirir um equipamento de verdade.
Este post tem alguns links com sugestões de compra.
Se, eventualmente, você decidir fazer alguma através deles, vai me ajudar a ganhar uma pequena comissão. 😉

Mas antes disso, deixa eu te dar algumas dicas que podem ser bem interessantes e facilitar um pouco mais a sua vida.
Ao final do post, conto como eu mesmo aplico os conceitos discutidos aqui, no meu cotidiano.

Por que diabos eu deveria andar com outro aparelho, além do meu celular?

Acredite ou não, conheço gente que anda com 3 celulares no bolso…

Celulares são projetados para atender a uma enorme gama de tarefas e necessidades de seus usuários:

  1. Atender a chamadas telefônicas (… e eu quase não uso mais para isso).
  2. Acessar sites na Internet.
  3. Ler livros, gibis, revistas, jornais, blogs etc.
  4. Ver filmes, séries, documentários, tutoriais e “aleatoriedades” no YouTube.
  5. Ouvir seus podcasts favoritos.
  6. Jogar videogames.
  7. Tirar fotos, gravar vídeos, áudios etc.
  8. Acessar as suas redes sociais.
  9. Realizar serviços de Internet banking, controlar cartões de crédito etc.

… eu sei! A lista é bem mais extensa do que isto.

O primeiro problema é que a bateria não dura o dia todo, rodando a maior parte destas funções.
Outro problema é o sobreaquecimento do aparelho, que reduz drasticamente sua vida útil — e pode levar para “a lata do lixo”, em pouco menos de um ano, um aparelho que te custou uma “pequena” fortuna.

Estou escrevendo este post por que acredito que este dinheiro pode ser melhor gasto 😀

Pense na possibilidade de comprar equipamento específico para as funções que usa mais

A ideia, aqui, é não sobrecarregar um aparelho projetado para servir a múltiplas funções, com apenas uma ou duas.
A lógica é simples: é impossível o aparelho atender a todas as necessidades dos usuários do mundo.
Se você gosta muito de jogar, várias horas por dia, pense na possibilidade de comprar um videogame portátil.
Parece que é mais caro… mas pode não ser!
Um console de videogame portátil custa menos que um smartphone high end (ou topo de linha).
Você duvida? Veja algumas opções:

  1. Nintendo DS,
  2. Nintendo Switch
  3. ou um Playstation Vita.

Outras atividades também mantém a tela ligada por muito tempo — como a leitura ou assistir vídeos.
A leitura pode ser melhor satisfeita com um leitor digital — os modelos mais baratos são aparelhos pequenos, leves e podem ser transportados junto com o celular — seja no bolso ou na bolsa 😉

Se você é do tipo que prefere ver vídeos, pense em adquirir um Kindle Fire, da Amazon ou um tablet barato só para esta função.
Todos os modelos de console de videogame portáteis, citados acima, suportam apps de streaming de vídeos (Hulu, Amazon Prime, Netflix, YouTube etc).

O meu cotidiano

Eu também uso o celular para ouvir músicas, ver vídeos em serviços de streaming (YouTube, Netflix, Amazon Prime e Vimeo).
Eventualmente, também jogo no celular e tenho o app do Kindle instalado para ler meus ebooks.
Contudo, prefiro assistir ao streaming na SmartTV e jogar no Playstation.
O aparelho que carrego é sempre o Kindle básico — é fino e cabe no mesmo bolso que o celular.
Adoro fotografar e tenho minha câmera DSLR mas, usualmente, o celular é o que está sempre à mão.
Para esta função, já pensei em optar pelo Moto Z2 Play com um snap Hasselblad, mas os reviews me desencorajaram… 😉

E você? Quais são as funções do seu celular que acredita que poderiam ser melhor realizadas por outro dispositivo específico?

Aonde comprar ebooks (em inglês) na Internet?

Neste post segue a minha lista de sites aonde se pode comprar ebooks, livros digitais, na Internet.
Geralmente, qualquer site de livraria, além da Amazon, tende a vender livros nestes formatos.

… e há vários formatos!
Alguns têm DRM embutido (e isso não é bom), para evitar, entre outras coisas, a cópia não autorizada.
Priorize, sempre que possível:

  • arquivos em PDF, porque podem ser lidos em qualquer lugar. Ou seja, você baixa no computador, mas pode continuar a leitura no Kindle, no tablet, no celular, no Kobo etc. sem quaisquer restrições.
  • adquirir livros do site do autor (quando houver). Desta forma, o dinheiro da compra vai direto para o bolso de quem criou a obra.

Por outro lado, arquivos em PDF não são 100% seguros (na verdade, nada é…) e os arquivos em EPUB, MOBI etc. não precisam, necessariamente, estar “estragados” com DRM.

Rocky Nook, uma livraria voltada para fotógrafos

Esta é uma livraria de nicho, voltada para fotografia e programas de edição de imagens.

Nas palavras da própria empresa,

“A Rocky Nook é uma companhia pequena e independente, estabelecida em 2006, em Santa Barbara, com o objetivo de ajudar fotógrafos, de todos os níveis, a melhorar suas capacidades de capturar os momentos importantes.

Somos uma pequena (mas poderosa!) equipe de sete pessoas, que amam criar livros bonitos, que ajudam a dominar a tecnologia, encontrar inspiração e aprimorar sua arte de criar as melhores fotografias.

Desta forma, somos afortunados com parcerias com vários dos melhores fotógrafos e professores do mundo.

Imagem do site

Já comprei alguns livros da Rocky Nook.
Costumam vir em 3 formatos — e você pode baixar todos os que achar melhor: PDF, EPUB e MOBI.
Pode pagar com cartão de crédito ou PayPal.
E, sim, vendem também os livros físicos (impressos) e bundles (cópias digital + impressa) — em muitos casos, este é o ideal.
Se você tem interesse em fotografia e edição de imagens, este site é parada obrigatória.

Link: https://rockynook.com/

Harlequin

Outro site de nicho.
A proposta, aqui, é oferecer livros e histórias de romance para o público feminino.
O site tem uma sessão de leitura online (inclusive com histórias gratuitas). Fora isto, vende livros físicos e no formato EPUB.
Até o dia em que escrevi este post, o site não aceitava pagamentos pelo PayPal.
Imagem do site

Link: https://www.harlequin.com/shop/index.html.
Link (Portugal): https://www.harlequinportugal.com/.
Link (Brasil): http://www.harpercollins.com.br/harlequin/.

Ebooks.com

Esta livraria também é especializada em livros digitais.
O site trabalha com os formatos EPUB e PDF — e, infelizmente, usa DRM.
Se você não tiver um dispositivo de leitura e não quiser (ou não puder) instalar um app, o site dispõe de leitura online dos livros que você adquirir.
Este já não é um site de nicho e, portanto, você vai encontrar uma ampla variedade de livros sobre os mais diversos assuntos.
imagem do site

Link: https://www.ebooks.com/.

Rakuten Kobo

Se você tem um leitor digital Kobo ou usa um aplicativo de leitura deste formato, a livraria online Rakuten Kobo pode ser um ótimo local para buscar leituras.
O site, link abaixo, detecta sua localização e se mostra em Português.
Imagem do site

Link: https://www.kobo.com/#.

Google Play

Tal como nos Kindle, da Amazon, os livros adquiridos da loja Google ficam armazenados na nuvem da empresa, como padrão.
A maioria pode ser baixada, opcionalmente, em formatos PDF e EPUB.
Imagem do site

Link: https://play.google.com/store/books.

eTextBooks

O site chama seus eBooks de eTextBooks. Vende também livros físicos.
Se você gosta de pagar com PayPal, o site aceita este método de pagamento.
imagem do site

Link: https://www.textbooks.com/etextbooks.php.

Leia mais sobre o assunto

Se você gostaria de sugerir outros sites, especializados em livros digitais, por favor use a sessão de comentários.
Não esqueça de ler os outros artigos desta série:
Livrarias britânicas online.
Livrarias norte-americanas online.

Livrarias online nos Estados Unidos

Se você lê bem em Inglês ou gostaria de melhorar a sua leitura neste idioma, adquirir livros pode ser uma boa pedida.
Neste texto, trago o resultado da minha modesta pesquisa de sites de livrarias norte-americanas, que têm sites de venda online.

O assunto não se esgota com este post, por que a quantidade é enorme.
Claro que a maioria das pequenas e médias livrarias luta para sobreviver na concorrência com as gigantes Amazon, Barnes and Noble etc.
Muitas delas, se unem e formam um único site de vendas online, como estratégia para se manter no mercado.
Vale a pena conhecê-las e passar algum tempo em seus sites — onde é possível encontrar muitos tesouros ávidos pela sua descoberta.

Não deixe de ler meu post sobre as livrarias britânicas online.

Não estabeleci muitas regras para que a loja pudesse figurar na lista. Mas disponibilizar entrega para o Brasil é uma regra óbvia.
Você mesmo(a) pode checar esta possibilidade procurando por international delivery ou shipping, no site de qualquer uma delas.
Em geral, estas informações se encontram em páginas ou FAQs acessáveis por links no rodapé da página principal.

Se cometi algum engano, por favor, use a seção de comentários para avisar (a mim e aos outros leitores).
Aproveite também, se quiser, para sugerir outros sites, nos Estados Unidos, de onde podemos importar livros com a segurança de que vamos receber. 😉

Barnes and Noble

Esta é provavelmente a livraria que compete mais fortemente com a gigante Amazon, dentro e fora dos Estados Unidos.
A loja tem a vantagem de aceitar vários cartões de crédito e o PayPal.
Barnes and Nobles site

Como um grande conglomerado, tem seus próprios formatos de ebooks (nook) e uma linha de leitores digitais para lê-los.
É claro que você pode usar um aplicativo Android ou IOS, para ler qualquer formato no tablet ou no celular — caso não consiga ou não queira adquirir um leitor específico.
Há também aplicativos para PC, que leem o formato nook.

DeseretBooks.com

Imagem do site Deseret books

A empresa pertence a uma denominação religiosa e, portanto, espere encontrar vários artigos nesta “direção”.
As publicações oferecidas seguem a visão religiosa dos líderes da igreja.
No meio disto tudo, é possível encontrar ofertas de autores clássicos da língua inglesa.
Se isto é importante pra você… A loja não aceita PayPal, até o momento.

Link: https://deseretbook.com/.

AbeBooks.com

Imagem do site Abe books

Tal como outros sites, é formado por várias pequenas lojas que vendem seus artigos no Abe Books. Algumas destas lojas aceitam PayPal.
A rede tem subsidiárias, no Reino Unido, na Itália, na Alemanha etc.

Link: https://www.abebooks.com/.

HudsonBooksellers.com

Imagem do site Hudson books

Nos Estados Unidos, o Hudson Group trabalha com uma rede de livrarias e restaurantes (fast food).
Suas lojas podem ser encontradas, principalmente em aeroportos e estações de trem.
Desde 2008, a rede pertence à companhia suíça Dufry.

Link: https://www.hudsonbooksellers.com/

Powells.com

Imagem do site Powells bookstore

A rede de livrarias Powell’s Books é sediada em Portland, Oregon.
Seu inventário chega a 4 milhões de livros usados, novos e raros.
O site entrega para o Brasil e aceita pagamento com PayPal.

Link: https://www.powells.com/.

BetterWorldBooks.com

Imagem do site BetterWorld Books

A livraria BetterWorld tem entrega (inclusive gratuita) para o Brasil.
Na verdade, só tem esta modalidade de entrega internacional, que não tem possibilidade de rastreamento (tracking).
Como “as coisas” não andam muito confiáveis, do lado de cá, ultimamente, não arriscaria fazer compras de grande volume.
Tem suporte a vários métodos de pagamento, incluindo o PayPal.
Fiquei bem impressionado sobre a documentação do site — as informações que eu precisava foram fáceis de encontrar.

Link: https://www.betterworldbooks.com/.

Quais são as suas sugestões?!

Livrarias online britânicas alternativas à Amazon

Então, prefere evitar a Amazon ou apenas gostaria de conhecer lugares diferentes para comprar seus livros?
Se você também não tem problema em ver opções e alternativas em língua inglesa, este post é para você.

Eu também compro livros na Amazon e tenho um lindo Kindle para tornar meus momentos de leitura ainda mais agradáveis.
Mas também gosto de comprar de outros lugares, tanto os itens físicos, quanto os digitais (ebooks).

Se você tiver pressa para receber seus livros, recomendo procurar sites de livrarias nacionais (que costumam ter livros importados no estoque).
Livros (de papel), comprados no exterior, podem demorar meses para chegar às suas mãos.
São direcionados à Alfândega, assim que tocam o solo brasileiro (antes de chegar aos Correios, portanto), onde os pacotes sorteados para inspeção passam por um processo de busca e análise.

Livros físicos (de papel) são isentos de impostos, de acordo com o artigo 150, inciso VI, letra “d”, da Constituição Federal.
Mesmo assim, tem que passar pela inspeção…

Os ebooks (livros digitais) podem ser uma opção mais interessante a ser considerada.
Você paga e recebe na mesma hora.
Vale ressaltar que este item (até aonde sei) não é isento de impostos e nem todos os sites vendem ebooks para o Brasil.

Cuidados ao comprar livros no exterior

Não vejo problemas na idoneidade das lojas, em questão.
Os cuidados que você tem que ter são bem óbvios, mas podem escapar no “calor da emoção” de ver o livro que você tanto quer:

  1. Ficar atento às moedas e fazer a conversão, ainda que aproximada, para Real. Nem todas as lojas fazem isto automaticamente.
    Um valor que “parece baixo” em Real ou Dólar, pode ser bem mais alto, quando expresso em Libras Esterlinas.
  2. Se for comprar livros físicos, verifique se a loja faz entregas internacionais (international ou worldwide delivery), novamente, fique atento(a) ao valor do frete.
    Este tipo de informação costuma estar em uma FAQ ou página em separado. Você pode encontrar o link, em geral (não é uma regra), no rodapé da página, sob o nome shipping ou delivery.

Leia também o meu post sobre livrarias online nos Estados Unidos.

As grandes livrarias online no Reino Unido

Independente da distância geográfica, contudo, já sabemos quem é, eventualmente, responsável pela demora na entrega…
E, se você optar por obter uma cópia digital, este fator se torna totalmente insignificante.

Nem todo mundo simpatiza (alguns, com razão) com a empresa do Jeff Bezos. Para estas pessoas, vamos analisar algumas alternativas.
online uk bookstores

Talvez por causa disto, o jornal britânico, Independent, fez sua relação de livrarias online:

  • Hive.co.uk — Trata-se de uma rede de mais de 360 livrarias e você pode, se quiser, escolher uma delas, para fazer a compra.
    Infelizmente, na última vez em que olhei, eles não estavam vendendo ebooks para fora o Reino Unido.
  • Wordery.com — Esta livraria faz competição séria com a Amazon e chega ter opções de frete grátis internacional.
  • Bookbutler.co.uk — Rede de 51 livrarias (incluindo a Amazon), localizadas em vários países europeus.
  • Bookdepository.com — opção de livraria tão boa quanto as outras e aceita pagamento via PayPal.
    Infelizmente, o envio para o “Brazil” está suspenso temporariamente. De acordo com o site “isto é devido a questões aduaneiras no país, que estão fora do nosso controle e estão afetando muito os serviços postais”.
    Acho que era isso que eu dizia, lá no começo… Enfim, esta foi a única referência ao problema, que eu encontrei.
  • Blackwells.co.uk — Este site detecta de onde você está conectando e, no meu caso, avisa que faz entregas no Brasil.
    blackwells site

    Originalmente, era apenas uma livraria acadêmica, com títulos de não-ficção.
    Atualmente, o acervo está bem mais variado, contudo.
    Se tiver tempo disponível, sugiro dar uma olhada na seção de livros raros (rare books) da loja.
    Nas buscas que fiz no site, percebi que ele é bem forte na área de conhecimento.
    Pode ser um bom lugar para encontrar os livros que você precisa para a sua faculdade ou carreira.

  • Waterstones.comTheWorks.co.ukFoyles.co.uk — Dentre várias livrarias ou redes menores se destacam estas 3.
    A Foyles entrega em até 3 dias, para Portugal.
    Tirando o Waterstones, até o momento deste post, os sites aceitam PayPal.

online uk bookstores

Livrarias em outros países de língua inglesa

Uma das boas possibilidades de acessar livrarias situadas, fisicamente, em outros países é comprar livros ou mídias exclusivas (de certa forma) daquele lugar.
Na Bookworm, por exemplo, é oferecido um livro de fotografias dos parques nacionais da Austrália — algo que pode ser difícil (ou não) de encontrar em outros locais.
Literatura produzida por autores regionais é certeza de que se vai encontrar, contudo.
A livraria Bookworm (Austrália) — Oferece a possibilidade de pagamento via PayPal e entrega para o Brasil.
Esta foi a 4a livraria, cujo site eu visitei. As outras 3 apenas faziam entregas dentro do território australiano e na Nova Zelândia — o que talvez já seja complicado o suficiente para eles.

Como ajudar os desenvolvedores do GIMP a fazer um trabalho cada vez melhor, para você.

Há várias formas de oferecer de volta ou agradecer pelo que recebemos, de boa vontade, dos desenvolvedores de software livre.
Criar tutoriais (em vídeo ou texto), evangelizar ou doar dinheiro a projetos que são importantes e úteis para você, são algumas das formas de ajudar a mantê-los cada vez mais fortes.

Quem tem conhecimento de programação, pode contribuir com código novo ou ajudar a corrigir erros de software.

Os usuários/clientes da Adobe ou outras empresas contribuem financeiramente através da compra de seus produtos ou pagando pagando planos de serviços.
Por que não podemos fazer o mesmo com os softwares livres que amamos?!

Ao contribuir monetariamente para o projeto do GIMP, você pode se tornar um cliente/usuário mais valoroso, do tipo que realmente contribui para o engrandecimento do software.

Neste texto, vou mostrar algumas formas de contribuir uma única vez ou mensalmente (nos moldes da Adobe) com este bonito projeto.
É fácil!

Como contribuir com o projeto

A Fundação GNOME foi convidada a ser agente fiscal das doações para o projeto do GIMP, o que dá mais credibilidade ainda ao processo.
Desta forma, é possível contribuir através do GNOME — basta especificar que o projeto GIMP é o beneficiário.
Como a fundação é legalmente tida como não-lucrativa, goza de isenção de impostos nos EUA. Desta forma, fica garantido que o seu dinheiro será usado para ajudar no desenvolvimento do GIMP e não para o governo de outro país.

Há várias formas de enviar dinheiro. Segue a relação de sites:

  • Doe através do PayPal — por este meio, o projeto será notificado imediatamente sobre a sua doação. É provavelmente o meio mais fácil de fazer uma única doação ou especificar um valor mensal.
    É você quem escolhe o valor. Apenas pense na segurança que a doação mensal pode dar ao projeto, para fazer seus planos e traçar estratégias de crescimento.
    É importante também ter em mente que o valor do dólar flutua, em relação às outras moedas e, o que parece barato hoje… amanhã, pode ter outro aspecto.
  • Doe via Flattr — como plataforma de micro pagamentos, é possível oferecer valores pequenos, a partir de 2 euros, à plataforma, que distribui os valores entre os projetos de acordo com a sua vontade. Leia o artigo da Wikipedia sobre o Flattr (english), para saber mais sobre seu funcionamento.

Consulte o site oficial, se preferir fazer pagamentos em Bitcoins ou cheque.

Como contribuir diretamente com os desenvolvedores

Em vez de contribuir com o projeto GIMP, como um todo, é possível enviar dinheiro diretamente ao desenvolvedor que está fazendo um trabalho que você aprecia ou necessita.

Alguns desenvolvedores, responsáveis por partes importantes e complexas do GIMP, aceitam este tipo de contribuição:

  • Øyvind Kolås, que trabalha no GEGL, o novo e sofisticado núcleo de processamento de imagens do GIMP.
    Seu trabalho é crucial para implementar recursos tais como a edição não-destrutiva, camadas de ajustes e efeitos de camadas.
    Esta é a conta dele no Patreon: https://www.patreon.com/pippin.
  • Jehan Pagès é também um programador ativo do projeto e está trabalhando no desenvolvimento de recursos avançados de animação no GIMP.
    A conta dele, no Patreon, contudo, é voltada para o financiamento de um projeto de filme animado. Saiba mais no site: https://www.patreon.com/zemarmot.

Da minha parte, que uso muito o GIMP para editar as imagens do site, optei por fazer um contribuição anual via PayPal.
E você?! Se sente à vontade para também contribuir? Qual é o seu projeto de software livre favorito?! 😉