Meus 3 primeiros ajustes no app YouTube Music

Logo após a instalação, antes de conferir as novidades em títulos do serviço de streaming, gosto de ir às configurações do app, para fazer meus primeiros ajustes iniciais.

Estas dicas de configuração, tomam no máximo 1 minuto do seu tempo e podem enriquecer ainda mais a sua experiência de uso do aplicativo.

Tenha em mente que escrevo este post baseado na versão Android do app, mas creio que a do Apple deve ser bem parecida (ou igual). Me avise, nos comentário, se não for!

Conjunto de opções de economia de dados

Eventualmente, você achar interessante ouvir alguma coisa pela rede móvel (como os podcasts).

O problema é ser pego de surpresa, com gastos que você nem sabia que estava fazendo.

Por isso, você tem 3 ajustes importantes a serem feitos, no menu de configurações do aplicativo:

  • Streaming só por Wi-Fi — se estiver ligada, esta opção corta a possibilidade de conexão quando você não estiver usando um Wi-Fi. Neste caso, o app irá avisar que você está desconectado e você pode optar por se conectar à rede móvel mesmo assim ou apenas ouvir o conteúdo que já foi baixado.
  • Limitar o uso de dados da rede celular — Se você optar por seguir em frente, conforme a opção acima, o app só irá permitir fluxo de conteúdo em baixa definição.
  • Qualidade do áudio na rede móvel — Ainda, quando você tiver optado por prosseguir no uso da rede celular, o áudio será fornecido em baixa definição (qualidade de rádio).
Minhas configurações atuais sobre o fluxo de mídias no YouTube Music.

Qualidade do streaming de áudio do YouTube Music e opções de armazenamento

Ainda na seção anterior, seleciono a opção “Sempre alta”, dentro do item Qualidade do áudio no Wi-Fi.

Em seguida, cabe retirar o armazenamento da mídia da memória interna e passar tudo para o cartão SD (aqui vale a pena ter um cartão com 128 GB de capacidade de armazenamento ou superior).

Para isso, ligue a opção Usar cartão SD.

Se houver algum conteúdo na memória interna, o app vai levar algum tempo para fazer a transferência. Você pode seguir usando enquanto isso é feito.

Ligue a opção Fazer download somente por Wi-fi para se certificar de que a atividade não ocorrerá durante o uso da rede celular, acarretando gastos imprevisíveis para você.

Ajuste o item Qualidade do áudio para “sempre alta”, o que irá prevenir o app de baixar conteúdo de baixa qualidade para o seu dispositivo. Claro que isto trará um aumento na ocupação do seu espaço de armazenamento. Fique atento(a).

Minhas opções referentes a downloads e armazenamento.

Configure a sua mixtape

A mixtape é um recurso do aplicativo, para baixar uma série de músicas (de acordo com o que ele acha que vai te agradar), para você ouvir a qualquer momento.

Eu gosto do recurso.

O item Fazer o download de uma mixtape off-line garante que eu possa sempre ouvir músicas quando estou desconectado de qualquer rede Wi-Fi (no carro, por exemplo).

Configurações referentes à sua mixtape.

Conclusão

Estas opções podem ajudar a melhorar sensivelmente a sua experiência de uso do aplicativo de streaming de músicas do YouTube (Google).

Fique à vontade para compartilhar comigo e com os outros leitores as suas próprias opções no YouTube Music.

Review do YouTube Music para Android

Aproveitando o período do final do ano, resolvi experimentar gratuitamente, por 30 dias o serviço de streaming de músicas (do Google) YouTube Music.

O serviço não é tão bom, ainda, quanto o do Spotify, do qual também sou assinante, mas o seu uso foi interessante o suficiente para me fazer estender um pouco mais o período de análise.

Depois de quase 3 meses de doce procrastinação, decidi, finalmente, fazer o review e contar o que achei do YouTube Music.

A interface gráfica do YouTube Music

Até o momento, o serviço só pode ser acessado via web, pelo endereço https://music.youtube.com — ou pelo app no dispositivo móvel.

Ainda não há aplicativos para o desktop.

Este post se baseia no app do YouTube Music para Android, que pode ser baixado na loja oficial do Google Play.

A interface pode impressionar os novatos, que estão começando a usar este tipo de serviço. Usuários experientes do Spotify, entre outras plataformas de streaming, vão perceber que ainda há muita coisa para ser feita.

De cara, salta aos olhos a falta de espaço para a sinopses e descrições completas das bandas e dos álbuns.

Eu espero que, quando você estiver lendo este texto, muitas coisas tenham melhorado, contudo.

A presença do ícone Hotlist, no rodapé do aplicativo, leva a uma página cheia de “hits do momento”. Acho isso um desperdício completo de espaço no aplicativo — pois creio que a maioria dos assinantes de serviços de streaming de música está fugindo do jabaculê (jabá) ou das porcarias que estão saturando as rádios.

Vai por mim, você provavelmente não vai querer tocar ali…

Catálogo e buscas de títulos no YouTube Music

Alguns usuários (entre novatos e avançados) têm o hábito de reclamar das plataformas, quando não encontram exatamente as músicas que desejam.

Isso não resiste a um exercício básico de lógica: é interesse da plataforma oferecer a maior quantidade de títulos possível, incluindo todos aqueles de que você gosta.

Mas, aqui e ali, vão esbarrar nas restrições mais estapafúrdias da indústria dos direitos autorais — tem música que pode tocar em uma região e em outra não — qualquer que seja o motivo.

Tem clipes que você pode ver tranquilamente no YouTube normal, mas não consegue encontrar a música (o áudio) no app.

Nestes casos, o YouTube consegue contornar o problema, permitindo ouvir apenas o áudio do clipe (poupando, inclusive, a banda da sua conexão).

Do lado da qualidade do áudio, pode deixar a desejar para os ouvidos mais sensíveis ou exigentes, por enquanto.

O mixtape

O recurso que eu mais gostei foi o “mixtape”.

Trata-se de uma seleção feita pelo app, baseado no seu gosto. No meu caso, o mixtape quase sempre acertava, trazendo títulos incríveis, que eu ainda não conhecia.

O mixtape é renovado a cada 24h, desde que você esteja conectado e fica disponível offline, para você ouvir a qualquer momento.

E este é um dos principais motivos de usar serviços de streaming, para mim: conhecer artistas (entre novos e antigos) que ainda não conheço

Conectividade

Este é um dos itens mais importantes a analisar, principalmente se você vai ouvir suas músicas (ou podcasts) no carro ou em outro dispositivo de som — via bluetooth, inclusive.

O app não tem recursos de conectividade próprios, mas tem suporte a Apple AirPlay e ao Google Chromecast, além do bluetooth do seu próprio celular ou tablet.

Eu tive dificuldades para conectar ao bluetooth do carro, no começo, por que os apps de música do meu celular ficavam “brigando entre si”, pela atenção da conexão.

Se você pretende fazer a sua própria análise do app não se esqueça — de contar o que achou, ali embaixo! — desativar ou desinstalar os outros aplicativos concorrentes.

Vale a pena pagar pelo serviço?

Na mesma faixa de preço dos concorrentes, o produto ainda é imaturo e, na versão que usei, ainda era um pouco instável.

Se você pretende começar a pagar por um serviço de streaming, pode ser uma boa opção, se adquirido dentro do plano YouTube Premium, por que vai te livrar das propagandas em todas as sessões do YouTube, além de dar acesso a conteúdo exclusivo.

Mas não concordo que, no momento, valha a pena sair de outros serviços concorrentes para adotar este, para quem só quer streaming de músicas.

Configure o DuckDuckGo como buscador padrão do Google Chrome

O DuckDuckGo.com é conhecido por ser um aplicativo online de buscas que respeita a sua privacidade.
É financiado com publicidade dentro do serviço, mas não rastreia o usuário e nem colhe informações pessoais.

A publicidade exibida se restringe às palavras-chave usadas na caixa de busca.
Na minha opinião, como usuário do serviço há mais de um ano, seus resultados não ficam a dever para nenhum outro concorrente.
Sempre obtenho resultados relevantes e rápidos.

Contudo, a sua opinião é a que importa, neste ponto.
Faça a experiência e me diga o que achou nos comentários.

Neste post, vou mostrar o passo a passo para configurar o DuckDuckGo como mecanismo de pesquisa padrão do navegador Google Chrome — tanto na versão desktop quanto na versão móvel (no seu celular).

Como configurar o DuckDuckGo no Chrome para desktop

No seu PC ou notebook, abra o navegador Google Chrome e, em seguida, clique no botão de menu, no canto superior direito.
Clique no item “Configurações”, ao final do menu.
google chrome confiigurações

No painel de configurações, role até a seção “Mecanismo de pesquisa” e selecione o DuckDuckGo, conforme a imagem abaixo.
Google Chrome duckDuckGo

Já pode fechar a aba. O ajuste já está feito.
Se quiser desfazer, futuramente, basta voltar a este mesmo painel.

Como alterar o mecanismo de pesquisa no Google Chrome para Android

No Android, o processo é semelhante, mas pode ser necessário fazer um acesso ao site https://duckduckgo.com antes, para que ele fique registrado no histórico do navegador e apareça na lista de opções dos sites busca “Visitados recentemente“.

Leia mais sobre o DuckDuckGo ou sobre privacidade.

Como alterar a ação padrão ao deslizar o dedo no Gmail

O aplicativo de leitura e envio de correio eletrônico é um dos mais usados.

Usualmente, começo a checar meus emails através dele.

Quando o conteúdo é muito denso ou exige mais atenção, prefiro guardar para ler no desktop (tela maior).

A maioria das mensagens contudo têm seu destino selado, de cara, no app do celular.

No Gmail, a ação padrão, ao deslizar o dedo (para a esquerda ou para a direita, tanto faz) é “arquivar”.

Mas raramente tenho utilidade para arquivar alguma coisa. Prefiro mover a mensagem para alguma pasta mais apropriada ou excluir de uma vez.

Neste post, vou mostrar como alterar isso.

Como alterar as ações do deslizamento do dedo no Gmail.

Toque sobre o botão de menu do aplicativo (no canto superior esquerdo) e selecione a opção “Configurações”, ao final do menu.

Dentro do menu de configurações, selecione a primeira opção: “Configurações gerais”

Em seguida, role para opção “Ações de deslizar”.

Você pode escolher o que irá ocorrer quando deslizar o dedo, para a esquerda ou para a direita, sobre uma mensagem.

Basta tocar em “Alterar” para fazer a sua escolha.

Eu escolhi “Excluir” quando deslizar para a direita e “Mover para uma outra pasta” quando deslizar para esquerda. Observe a imagem acima.

Você pode escolher uma entre 6 opções, incluindo “fazer nada” (nenhum).

Desta maneira o aplicativo facilita as ações a serem tomadas à medida que as mensagens vão chegando à sua caixa de entrada no decorrer do dia.

Como crítica (construtiva, claro), acredito que o aplicativo poderia incluir a opção “Spam”, para facilitar ainda mais a nossa triagem.

E você? O que acha deste recurso?!

Gerencie os apps que devem iniciar (ou não) automaticamente no seu celular

Algumas pessoas se preocupam com o excesso de aplicativos rodando no celular. Se você tem restrições de recursos, o problema pode ser significativo.
O Startup Manager é uma ferramenta gratuita, disponível na loja oficial do Android (Google Play), que pode ser usada para determinar exatamente quais apps devem ser iniciados ou não durante o boot do aparelho.

É claro que você vai precisar reiniciar o dispositivo, para poder aplicar a nova configuração.
Antes de começar, contudo, tenha em mente que alguns apps são importantes para o bom funcionamento do sistema e, se você não sabe o que está fazendo, não faça.

O que o Startup Manager faz

A função do aplicativo é ajudar a habilitar ou desabilitar itens de software da inicialização do sistema no seu smartfone Android.

Ele torna fácil esta tarefa, ao listar todos aplicativos disponíveis no sistema — e tudo o que você precisa fazer é clicar ou “desclicar” os itens que você deseja ou não que sejam iniciados automaticamente durante o próximo boot.

Use com cuidado.

Como usar o Startup Manager

Startup Manager app

Na relação de itens, da tela principal do app, é possível acessar um menu de ações.
Mantenha o dedo pressionado sobre um dos itens, para fazer o menu aparecer.

Startup Manager app

Você pode optar por relacionar informações detalhadas sobre os itens.
Startup Manager app

Tenha em mente que, em dispositivos non root (que não foram rooteados), alguns aplicativos podem ser “desobedientes”, ou seja, mesmo pedindo para que não reiniciem mais, eles irão fazer isso à sua revelia.

Você terá que rootear seu aparelho para conseguir impor todas as suas opções de configuração.

Veja aonde baixar o app: https://play.google.com/store/apps/details?id=imoblife.startupmanager&rdid=imoblife.startupmanager

Me conte, nos comentários, se tudo funcionou bem ou se se houve algum problema! 😀