ffmpeg tux

Como incrementar rapidamente a sua biblioteca de codecs de vídeo para FFmpeg

O FFmpeg é um framework multimídia líder, dentro do universo GNU/Linux, para lídar com imagens, vídeo e áudio.

Sua função é permitir a codificação, decodificação, transcodificação, realizar tarefas complexas de mux, demux, fluxo (streaming), aplicar filtros etc.

Em outras palavras, o FFmpeg é um software concebido para manipular arquivos multimídia, de qualquer tipo, que tenham sido criados.

De acordo com o manual do utilitário, ele oferece suporte aos formatos — desde os mais obscuros e antigos — até os mais novos e avançados.

Muitas pessoas usam o FFmpeg sem saber, através de softwares GUI — que invocam as funcionalidades do FFmpeg, por baixo, sem que o usuário perceba — tal como o Kdenlive e outros programas conhecidos para edição de vídeo e áudio.

Se você preferir, contudo, pode invocar o FFmpeg da linha de comando de um terminal e realizar as tarefas por si mesmo, sem a necessidade de instalar qualquer outro programa — até por que, usualmente, o FFmpeg já vem instalado no Linux.

Neste site, tenho vários artigos que ensinam truques para usar o FFmpeg na edição de arquivos de áudio e vídeo, direto na linha de comando.

Editar vídeo e áudio na linha de comando pode ser um pouco “sem graça” para muitas pessoas, mas há algumas vantagens e bônus para esta abordagem.

A edição na linha de comando pode ser mais ágil e sempre usa menos recursos do seu sistema na execução das tarefas.

Um exemplo de atividade que só é possível realizar na linha de comando, seria a aplicação de vários filtros simultaneamente a um vídeo, para gerar vários arquivos resultantes da ação.

Desta forma, posso obter vários vídeos, prontos ao mesmo tempo, para analisar (e escolher qual fica e quais eu jogo fora). Na GUI, eu seria obrigado a aplicar um filtro de cada vez.

O pacote Extra58 do FFmpeg

A libavcodec-extra58 é um metapacote de bibliotecas feitas para o FFmpeg. Existe a versão “não extraordinária” — chamada libavcodec58, que conflita com esta aqui. Portanto, instale apenas uma.

O metapacote, traz uma série adicional de bibliotecas de codecs de codificação/decodificação de áudio e vídeo. Contém os seguintes codecs:

  • OpenCORE Adaptive Multi-Rate (AMR) Narrow-Band (codificador/decodificador)
  • OpenCORE Adaptive Multi-Rate (AMR) Wide-Band (decodificador)
  • Android VisualOn Adaptive Multi-Rate (AMR) Wide-Band (codificador)

O segundo metapacote (metapackage) é o libavcodec-extra que, na verdade, depende do primeiro. Ou seja, basta instalar este. No Debian, o comando fica assim:

sudo apt install libavcodec-extra
Instalação do libavcodec-extra, biblioteca de codecs para FFmpeg.

A biblioteca nova já estará configurada e pronta para usar, logo após a instalação.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.