pinguim e laptop

Como comprar um notebook para durar 10 anos

Se você for cuidadoso(a) com as suas coisas, é perfeitamente possível manter um laptop por aproximadamente 10 anos — talvez um pouco mais ou um pouco menos.
Além do necessário cuidado com o equipamento, faz bem também planejar algumas atualizações que podem ser necessárias durante este período.

A sorte também será uma aliada importante durante esta aventura.

Eu não ligo para coisas materiais…

Eu detesto esta frase!

A frase “eu não ligo para coisas materiais” passa a falsa impressão de que a pessoa “não é materialista” e, possivelmente, possui valores mais elevados.

Acredito que as pessoas dizem isso para justificar sua falta de cuidados com objetos pessoais.

Na minha experiência, isto é uma bobagem. Na realidade, ser cuidadoso(a) com aparelhos eletrônicos de uso pessoal, é bom para a natureza — porque você vai produzir menos lixo.

Se você gasta menos comprando eletroeletrônico, pode investir mais na sua “elevação espiritual”, se isto for importante para você. E este investimento pode ser feito com a compra de livros, viagens, saídas com os amigos, idas ao cinema/teatro etc.

Prolongar a vida útil de um equipamento de uso pessoal ou profissional é um ótimo projeto.

Use a sessão de comentários, abaixo, para me contar o que pensa sobre o tema. 😉

A bateria do notebook

Se você mora em um local com temperaturas extremas (muito frio ou muito quente), a bateria pode sofrer um desgaste adicional durante este período e poderá ser um dos primeiros itens a demandar substituição.

A troca pode ser evitada se o notebook passar a ser usado apenas como um desktop (ou PC de mesa).

As baterias têm componentes tóxicos para o meio ambiente e precisam ser descartadas de maneira correta.

Leia mais sobre os cuidados que você deve ter, para que a bateria dure mais.

Comprar uma bateria extra, junto com o equipamento não é necessário. Mas, se fizer isso, reveze o uso das baterias — caso seja possível retirar e colocar facilmente o item.

Eu só me preocuparia em comprar uma segunda bateria (nova ou usada) se isto fosse realmente necessário.

A memória RAM

Este item pode vir a precisar de upgrade, no meio do caminho.
Se não quiser adquirir o laptop, já com uma “quantidade excessiva” de memória RAM — o que pode pesar no seu orçamento inicial — você pode planejar esta compra alguns anos à frente.

Comprar depois é vantajoso, por conta da depreciação do valor do item.

O sistema de armazenamento

O disco rígido ou o SSD é um dos maiores gargalos do sistema, como um todo.

Mantê-lo sempre limpo e com uma ocupação sempre abaixo de 75-80% vai ajudar a manter a eficiência do dispositivo. Eventualmente, durante o período do projeto “10 anos”, poderá ser necessário formatar a unidade de armazenamento algumas vezes.

Você pode adquirir logo um SSD de altíssima capacidade ou pode planejar a troca do equipamento no meio do caminho. A primeira opção é a mais cara.

O sistema operacional

Se você optar pelo uso do Microsoft Windows, o ideal é evitar ao máximo fazer um upgrade de versão.
Neste caso, faça apenas as atualizações de segurança.

As novas versões do sistema operacional, geralmente, são mais pesadas e exigem hardware mais atual.

O sistema operacional da Apple costuma ser mais estável neste sentido. Junto com o hardware, formam um conjunto bastante consistente.

Outra opção interessante é o Linux. A distro Debian é uma das mais estáveis e conta com suporte de longo prazo de 2 anos. Eventualmente, o time de suporte pode extender este período para alguma versão.

No caso do sistema operacional Ubuntu, o tempo de suporte de longo prazo (LTS) é de 5 anos — o que significa fazer apenas uma ou duas atualizações obrigatórias de versão, durante todo o período.

Eu optaria pelo Linux, com atualização a cada 2 anos — e aproveitaria este momento para formatar todo o sistema de armazenamento.

Conclusão

Manter um mesmo sistema computacional por 10 anos é uma opção que pode ser cara, na saída, mas trazer benefícios pela estabilidade que te proporciona.

Mesmo que você formate e faça upgrade do sistema operacional a cada 2 anos, trata-se de um hardware que você já conhece e que não vai trazer surpresas com componentes incompatíveis.

Se você optar pela compra do notebook mais avançado disponível no mercado, hoje, terá uns 2 anos para fazer inveja aos seus amigos e, possivelmente, não terá que se preocupar em fazer atualizações de hardware até o fim do projeto.

Me conte como você tocaria um projeto desta natureza, nos comentários! Eu adoraria conhecer outras ideias e dicas. 😉

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

4 comentários sobre “Como comprar um notebook para durar 10 anos”

  1. Em 2009 tive uma experiência de comprar um notebook HP Pavillion DV7 1270-US. Fiz a configuração do equipamento e solicitei que um parente o trouxesse dos EUA . Pois bem até hoje utilizo o equipamento sem ao menos ter feito nem um up grade no hardware . Trabalho com programas que se baseiam no cálculo vetorial e o notebook da conta do serviço . Além do mais a tela é de 17 polegadas o que é proporciona um conforto visual muito bom . Há alguns meses venho ensaiando comprar um novo porém qdo vejo o custo x beneficio acabo por desistir . Utilizo até hoje o sistema operacional Windows Seven Ultimate. Grande abraço!

  2. Recomendo!
    Trabalho – Mínimo
    Memória 8GB RAM (DDR3 ou DDR4 baixa ou alta frequência só fara diferença dependendo da necessidade, renderização e principalmente virtualização e servidores se beneficiam de frequências mais altas)
    Processador Intel i5 de 6 geração ou AMD equivalente
    Placa de vídeo 4GB RAM mínimo Nvidia serie 9 ou AMD equivalente
    HD 500GB SSD 240GB mínimo.
    Lazer/Jogo – Mínimo
    16GB RAM DDR4 2133Ghz
    i5 7 geração AMD equivalente
    HD 1 Tera SSD 480GB
    USO Básico- Mínimo
    4GB RAM
    i3 6 geração ou AMD equivalente
    HD 500 GB SSD 120GB
    Obs.1 Quanto mais atual for seu hardware e mais folga, mais tempo vai durar sem necessidade upgrade.
    Obs.2 O Windows 10 é o mais leve, rodando em um sigle core de 1.8Ghz e 2GB RAM DDR2 600Mhz

  3. Eu troquei de notebook recentemente, eu usava um Dell Vostro 5470, me serviu muito bem por 4 anos, porém a limitação de 8gb de ram (DDR3) estava me incomodando, tirando o fato que tive problemas com a tela original diversas vezes (substitui e coloquei uma com touch, que se mostrou mais resistente), tive problema com o teclado (ainda não substitui), tive problema com a tampa de baixo que quebrou perto da dobradiça (tive que substituir). Eu não estava necessariamente precisando trocar, mas o equipamento não estava me passando a confiança.
    Hoje eu tenho um Lenovo Thinkpad T470, ele tem 8gb também porém DDR4 e posso colocar até 32gb, o material se mostrou muito resistente, me passando confiança no equipamento.
    Desde que comprei estou usando o Fedora Linux, esses dias inclusive recebi uma atualização de firmware/bios do próprio linux (algo lindo de se ver, fantástico). Não faço instalação do zero, quando sai uma nova versão e o fedora esta me impressionando com a maturidade do projeto. Já no ubuntu que usava anteriormente, a cada versão tinha um problema, pequei raiva até das versões LTS.
    A unica coisa que penso em fazer mais pra frente é aumentar a memória do note. Não sei qual modelo ou marca você tem em mente, mas infelizmente, hoje eu não recomendo mais Dell e nem Ubuntu. Boa sorte com o seu novo equipamento!

  4. Realmente, investir em notebooks a longo prazo é uma boa. Em 2012 comprei um Sony vaio para minha esposa, um I5, HD 750, RAM 6gb rodando Windows 7, 8 e depois 10 com folga. Para mim comprei o um positivo sim+ 7740, i5, 8gb, HD 500 e logo coloquei um debian 6. O vaio morreu ano passado e o positivo ainda vive. Este ano decidi comprar dois novos, outro vaio e um Dell. Ambos com i5, 8gb, HD 1 tera e possibilidade de expansão futura, onde um está com Windows 10, para minha esposa, e outro debian 9.5, para mim. A melhor opção, em minha opinião, com certeza absoluta, é investir a longo prazo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.