hugin panorama

Junte fotos para formar um panorama com o Hugin

O Hugin é um programa que permite juntar fotos tiradas em composição, uma ao lado da outra, para formar uma imagem de panorama.
Neste post, explico como fazer download e instalação do programa para Mac, Windows e Linux.

Essencialmente, o Hugin é um frontend GUI para algumas ferramentas CLI de “panoramização” ou “colagem” de fotos.
Ele junta as imagens tiradas de um mesmo local, sobrepondo suas bordas – aonde encontrar pontos em comum, que possam ser “colados”, para completar uma imagem maior.
Mais do que panoramas, o Hugin pode criar imagens em 360º, como mostra a página do Wikipedia, sobre ele.

Instalação do Hugin

Usuários Windows e Mac, podem fazer o download do pacote de instalação no site oficial: http://hugin.sourceforge.net/download/.

O pessoal do Linux, vai encontrar o pacote de instalação na “lojinha” da sua distro.
Debian Ubuntu Instalar programas

Ao buscar por “hugin”, serão encontradas 3 opções (eu instalei todas):
hugin instalação

Pela ordem em que aparecem, na imagem acima:

  1. Hugin Panorama Creator, é o principal programa, cuja função é “costurar” (to stitch) as fotografias, uma ao lado da outra, para formar a imagem panorâmica.
  2. Hugin Batch Processor, é um utilitário que faz processamento em lote. Útil para realizar grande quantidade de tarefas.
  3. Hugin Calibrate Lens, é outro utilitário que tem a tarefa de ajustar as distorções comuns a qualquer lente de câmera.

Como usar o Hugin

panorama com hugin

A primeira coisa a ser feita é carregar as imagens que irão participar da junção.
hugin selecionar arquivos de imagens

O assistente, permite realizar o trabalho todo em 3 passos.
Eventualmente, você vai precisar arrastar ou mover as imagens para obter um encaixe melhor. Usualmente isto não é necessário.
Durante o processo de colagem, o Hugin faz um bom trabalho e corrige, até mesmo, eventuais distorções das lentes das câmeras.
hugin

Por fim, embora o recurso de panorama esteja presente nos aplicativos de câmera padrão da maioria dos celulares atuais e em algumas câmeras semiprofissionais (bridge cameras), é bom poder contar com o recurso no computador.
Na tela grande do PC, é possível ter mais controle sobre a maneira com que se deseja colar as imagens e o resultado final.
Comparado ao recurso interno de panorama da câmera Fujifilm Finepix SL1000 e do aplicativo de câmera do Google, achei melhores as imagens obtidas a partir do Hugin.
Em parte isto se explica pelo fato de que a capacidade de processamento da CPU do notebook é maior e consegue, entre outras coisas, lidar melhor com a vinheta e a distorção das lentes das câmeras.

Mesmo preferindo usar as soluções embarcadas na própria câmera, tenho que reconhecer quando um software externo pode fazer entregar imagens melhores.

Me conta como você costuma fazer suas colagens e fotos panorâmicas, até agora! 😉

Minha segunda câmera, uma Canon EOS Rebel T6, não dispõe do recurso de panorama embarcado. A falta se explica (acredito) pelo fato de ser um modelo de entrada dentre os equipamentos profissionais da Canon. Ou seja, é um produto voltado a uma clientela que prefere fazer este e outros tipos de tarefas em um PC, onde há mais controle e poder de processamento.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *