nautilus ubuntu

Como evitar arquivos RAW corrompidos e danificados

Recentemente, tive que lidar com uma grande quantidade de arquivos de imagens RAW corrompidos durante o processo de transferência do cartão de memória para o HD interno do meu laptop.
Para contextualizar, a câmera usada era uma Canon EOS Rebel T6 (ou 1300D, a depender do mercado em que é comercializada). Mas a culpa não é da câmera — pelo menos não neste caso.

O problema ocorria tanto no Windows 10, como no uso do Linux (Debian 10 e POP_OS). Não testei no MacOS. Sorry…

Por que as imagens se corrompem durante a transferência

Vários fatores podem concorrer para estragar as suas imagens RAW durante a transferência do cartão para o computador.

Este tipo de imagem é muito maior que as imagens em JPEG e carregam uma quantidade muito maior de informações sensíveis. Se algo se perder no caminho, a imagem inteira poderá restar inutilizada.

Atualmente, prefiro usar sempre o Shotwell para fazer as minhas transferências. Uma das boas características do programa é que ele extrai o JPEG embutido no RAW e grava no mesmo diretório para o qual está copiando seus arquivos.
No meu caso, isto ajudava a ter pelo menos uma cópia em JPEG usável, quando o RAW estava corrompido.
Ubuntu Nautilus

Arquivos “crus” .CR2 e .CR3 da Canon contém imagens JPEG embutidos e já tratados pelo processamento interno da sua máquina fotográfica. Por este motivo, não é necessário usar a configuração de registrar em RAW+JPEG, presente no menu do seu equipamento.
O único efeito desta redundância é sobrecarregar o “buffer” da sua máquina, o que diminui a velocidade do modo contínuo (ou burst mode).

Eu vou listar algumas situações que podem causar danos aos seus arquivos durante a transferência:

  1. Ao usar um leitor de cartões USB externo, você tem pelo menos 3 conexões críticas pelas quais os dados precisam passar: do cartão para o leitor; do leitor para o cabo USB; do cabo USB para o computador. Se houver algum problema em um destes pontos, você provavelmente terá alguns arquivos estragados.
  2. Se você usa um cartão de memória “combo”, ou seja um micro SD dentro de um adaptador SD, adicione uma conexão a mais ao problema.

Para mim, o estrago ocorria por uma sucessão de fatores. Usar um cartão combo, no meu laptop Dell, era um deles.
Como o leitor embutido do notebook não é muito apertado, provavelmente permite alguma folga entre o microSD e o invólucro adaptador SD, que causava pequenas interrupções nos contatos e, consequentemente, interrompia o fluxo de dados.

Como resolvi o problema

Eu pude resolver o problema com as seguintes ações:

  • Usar um adaptador SD/MicroSD mais justo/apertado.
  • Usar um leitor externo com uma entrada muito apertada e que não permite folgas entre cartão, adaptador e leitor USB.
  • Substituir o MicroSD com adaptador por um cartão SD “puro”, de alta velocidade. Neste caso, ele funcionou perfeitamente, ao ser conectado ao leitor interno do laptop.

Qualquer uma destas medidas resolveu o problema de arquivos RAW corrompidos para mim.

Espero que este relato possa ajudá-lo(a) a resolver o seu problema, aí.

Referências

Câmera Canon EOS Rebel T6: https://amzn.to/2k9JyOc.
Cartão SDHC Extreme: https://amzn.to/2LiJO9V.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *