lentes canon

Qual a melhor lente do kit para tirar retratos de pessoas? A 18-55mm ou a 75-300mm?

Muitas câmeras são vendidas acompanhadas de uma ou duas lentes, em um kit (ou combo), para ajudar quem está adquirindo seu primeiro equipamento DSLR ou Mirrorless a começar a fotografar, logo depois de desembalar seu novo produto.
Por causa disso, são chamadas de kit lenses ou lentes do kit.

Contudo, para manter os preços baixos, os fabricantes tendem a escolher as lentes mais baratas, para integrar o kit ou a combo box.

Este é um site para geeks autênticos e não para quem sofre de consumismo desenfreado. Desculpe.
O objetivo, aqui, é sempre procurar tirar o máximo do que temos em mãos, em vez de sair por aí, que nem maluco, para comprar coisas novas.

lentes canon
Lentes Canon EF-S 18-55mm e EF 75-300mm, fotografadas de um celular comum.

Eu poderia passar horas explicando por que o consumismo excessivo não vai ajudar a tirar fotos melhores — mas, se você ainda está aqui, acho que já concorda com este ponto.

Vamos à resposta e, ao final do post, clique nos links para as galerias de imagens, com vários retratos tirados com estas lentes.
Espero que isto ajude a tirar suas próprias conclusões. 😉

A objetiva 18-55mm

A Canon, entre outros grandes fabricantes, tem comercializado 5 modelos desta lente.
Alguns vêm com o STM (motor silencioso) para autofoco e estabilização de imagem.
Outras vêm sem estes recursos e, por isto, podem ser adquiridas a preços bem mais em conta.
Outra diferença comum é que as mais atuais possuem abertura máxima de 4 a 5.6, enquanto as anteriores podiam entregar até 3.5 (um ganho de aproximadamente 20% a favor das antigas).
Segundo a Canon, as lentes mais atuais possuem um sistema de estabilização melhorado, que pode compensar esta “perda” e entregar a mesma qualidade de imagem — por que permite que se use um tempo de exposição maior.
De maneira geral, é voltada para tirar fotos de paisagens (entre 18-35mm) e retratos (acima de 35mm).
Também atende à fotografia macro.

A objetiva 75-300mm

É uma das linhas tradicionais de algumas marcas e tem evoluído no decorrer dos anos.
A versão Canon EF 75-300mm III, é comercializada desde 1999, sucedendo a versão II (de 1995). Tem documentação atualizada e, portanto, é uma boa opção de compra entre as lentes mais baratas.

De modo geral, as pessoas podem ter bons resultados para retratos na distância focal entre 75 e 135mm. Se tiver o recurso de estabilização de imagem (Image Stabilization (IS) ou Vibration Reduction (VR), na Canon e Nikon, respectivamente) ou com o uso de um tripé, dá para ir além desta distância, sem perder a nitidez.

Por que estas lentes não são excelentes para retratos?

Ambas são listadas na categoria general photography (fotografia geral), em sites de fabricantes e cobrem parte das distâncias focais preferidas por fotógrafos de retratos (portrait photographers).

Para conseguir capturar uma imagem dentro de uma profundidade de campo razoavelmente curta — ou seja, uma pequena área com nitidez, enquanto o restante fica desfocado — é melhor usar lentes com capacidade de abertura entre f/1.2 e f/2.8.
Valores menores de abertura permitem focalizar um objeto ou uma pessoa enquanto todo o resto “desaparece” em um grande borrão. E este não é bem o caso aqui.

Se o que você quer é um bokeh, ainda é possível obter o efeito, com um pouco de técnica e jogo de cintura.
Afaste a pessoa, que você deseja fotografar, o máximo possível do fundo e chegue você mais perto dela.
As duas objetivas fazem o trabalho.

Como benefício adicional, as lentes com melhor capacidade de abertura, permitem usar tempo de exposição menor e ISO mais baixo — o que se traduz em imagens bem mais nítidas e menos ruído.
Infelizmente, as duas lentes de que estamos falando, neste post, são incapazes de obter tais valores de abertura.

Adicional ao problema da profundidade de campo, você também precisa ter em mente que a distância focal delas pode não ser ideal para retratos.
Quando você clica em valores inferiores a 35mm, as lentes produzem distorções desagradáveis para fazer retratos de pessoas — por exemplo, os narizes podem ficar mais largos em relação ao restante do rosto.
Cachorros ficam lindos assim, mas as pessoas, não.

Por outro lado, distâncias superiores a 150mm, tem o efeito contrário nos rostos das pessoas — deixando-os mais achatados ou afinados.
Muitos fotógrafos profissionais tendem a usar uma faixa de distância focal intermediária, entre 50mm e 135mm (usando sensores full frame, como referência).

Ok. Eu perguntei “qual é a melhor”…

Se tiver que escolher uma delas, eu iria com a segunda – 75-300mm – com o uso de um valor de abertura f/4 e me manteria na distância focal entre 75mm e 150mm — optando por usar um tripé, para aproveitar melhor a luz natural, se não tiver estabilização.

Uma imagem vale 1000 palavras

Para finalizar, veja algumas galerias de retratos no Flickr, referentes às lentes de que falamos neste post:

Nikkor 18-55mm (Nikon): https://www.flickr.com/search/?group_id=2301759%40N21&view_all=1&text=headshot.

Canon EF 75-300mm: https://www.flickr.com/search/?group_id=86282991%40N00&view_all=1&text=headshot.

Você ainda não tem uma lente? Gostaria de ter uma ideia dos preços? Veja aonde encontrar, abaixo:

  1. 18-55mm: https://goo.gl/2ft33r (Nikon)
      https://amzn.to/2Gx0pZ5 (Canon)
  2. 75-300mm: https://amzn.to/2GCNznK (Canon)
      https://amzn.to/2GyBMLm (Nikon)

E então? 😉
Você acredita que dá para tirar boas fotos com as lentes do kit?

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.