ubuntu logo

Dicas de notebooks Dell, de entrada, com Linux pré-instalado 2018.

Atualmente, considero um notebook de entrada, um equipamento com valor inferior a R$2.000,00 ou aproximadamente US$ 500,00.
São máquinas para uso básico mas, quando vem com o Linux instalado, a gente sempre espera algo mais.

A Dell tem algumas opções nesta categoria e eu vou me debruçar sobre as configurações básicas destes equipamentos.
Atualmente, tenho 3 notebooks Dell Inspiron — um deles, é um modelo de entrada (ou entry level, low end etc).

Laptops, nesta categoria, são ideais para:

  1. Navegar na Internet, acessar as redes sociais, ler artigos, tutoriais etc.
  2. Ver vídeos baixados ou via serviços de streaming, como Netflix, Amazon Prime etc.
  3. Rodar diversos aplicativos de edição de textos, de edição de imagens (GIMP, RawTherapee, Darkroom etc).
  4. Programadores(as) obterão ótimo custo/benefício nesta categoria de equipamento, em que é possível rodar as IDEs mais avançadas.

Se quiser executar tarefas mais pesadas, você provavelmente deveria incluir no custo a aquisição de mais memória RAM.

Modelos de entrada não se adequam bem às seguintes tarefas:

  1. Trabalhar com muitas janelas, de vários navegadores abertos (com zilhões de abas abertas em cada janela…). Não, mesmo.
  2. Edição de vídeos, para youtubers ou profissionais de cinema.
    Infelizmente, só dobrar a quantidade memória RAM, não resolve.
    Para este tipo de trabalho, processadores mais parrudos, serão necessários.
  3. Para fotógrafos profissionais, edição de imagens RAW, com 2 programas (tipo o GIMP e o RawTherapee) abertos, ao mesmo tempo, pode ser “incrivelmente chato”.
  4. Programadoras(es) que precisam usar ambientes virtuais para testar seu trabalho em várias plataformas, deveriam pensar em adquirir um modelo intermediário.

Neste post, vou mostrar algumas alternativas de laptops (especificamente da Dell) à venda, em 2018, em uma faixa de preços voltados para consumidores de “orçamento limitado”.
Se deixei escapar algum detalhe, por favor, comente abaixo.

Ah, sim!
Eventualmente, falo de preços e valores…
É desnecessário dizer (mas eu digo, mesmo assim) que eles se referem à data do post e podem ter sido alterados (para mais ou para menos), nos sites das lojas.
Torço para que você tenha a sorte de encontrar os preços mais baixos! 😉

Notebooks Dell com Linux

O Dell Inspiron i15-5552-D10P vem com o Ubuntu 14.04 LTS instalado.
Não é a versão mais atual do Ubuntu, mas é a mais estável, no momento, com suporte garantido até 2019.

Está disponível para venda desde Março/2018 e suas configurações básicas são:

  • Processador Intel® Pentium N3710 (1.60 GHz expansivel até 2.56GHz, 2M de cache)
  • 4GB de memória RAM (DDR3L, 1600MHz)
  • Disco rígido SATA de 500 GB (5400 RPM) e não tem unidade de CD/DVD-ROM
  • Tem placa de vídeo Intel integrada e tela de 15 polegadas

Pessoalmente, não sou fã de carregar notebooks de 15 polegadas por aí, mas é uma ótima máquina para manter em cima da mesa e editar imagens, além de acessar a Internet.
É ótima também para programação, edição de código em múltiplas janelas — mas para trabalhar com virtualização, sua configuração é frágil.

Por aproximadamente R$200,00 a mais, é possível levar este Dell Inspiron i14-5468-D10P, que tem uma tela uma polegada menor que o modelo acima, porém oferece o Ubuntu 18.04, entre outras vantagens, veja só:

  • Tela de 14 polegadas (ponto para a portabilidade!)
  • Processador Intel i3
  • 1 HD com capacidade de armazenamento de 1 Tb.

Esta configuração de hardware permite mais eficiência para edição de imagens e de vídeo (eventualmente).
Um futuro upgrade de memória pode melhorar sensivelmente seu desempenho.

O último modelo desta análise, foi encontrado no site do Submarino.
Trata-se do modelo Dell Inspiron i15-5552-U10P, com outras características que chamam a atenção:
notebook Dell Inspiron

  • Tela de 15 polegadas
  • Processador Intel i5
  • 1 HD com capacidade de armazenamento de 500 Gb. Metade da configuração anterior, portanto

Se você pretende realizar atividades mais intensas, o processador Intel i5 pode ser o mais adequado.
Suas características permitem ir além e fazer até mesmo edição de vídeos ou trabalhar com virtualização.
Para quem faz edição de imagens, a tela maior é um ponto importante.

As principais características do seu hardware elevariam esta máquina a uma categoria superior… mas a baixa capacidade de armazenamento e a pouca memória RAM, impedem este salto.

Infelizmente, o trabalho mais pesado vai exigir mais espaço de armazenamento e mais memória para trabalhar.
Antes de sair da loja, portanto, esta máquina já está clamando por mais memória RAM e, pelo menos, um HD externo para armazenar seus arquivos.

Conclusão

Na minha humilde opinião, a segunda opção é a mais equilibrada, se couber no seu bolso.
Trata-se de uma máquina que diz “a que veio” e não vai exigir qualquer upgrade no médio prazo.
Me diz o que você pensa!

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.