pinguim e laptop

Como copiar, cortar e colar trechos de um vídeo no Linux com o ffmpeg

O Linux tem ótimos editores de vídeo gráficos (GUI) e que podem ser usados para copiar trechos de um vídeo.
Neste tutorial, vou mostrar como realizar uma operação de edição — copiar/cortar um trecho de um vídeo e colar em um novo arquivo — usando a linha de comando (CLI).

O objetivo deste tipo de procedimento é criar um outro arquivo de vídeo, contendo apenas o trecho que você selecionou.

No meu exemplo, vou usar o arquivo de vídeo ‘video_original.mp4’, com 1 hora de duração.
Vamos supor que eu esteja interessado apenas em um trecho de 15 minutos, que desejo postar nas redes sociais.
Se o trecho começa aos 34 minutos e 14 segundos, o meu comando ficaria assim:


ffmpeg -i video_original.mp4 -vcodec copy -acodec copy -ss 00:34:14 -t 00:15:00 trecho001.mp4

Entenda melhor o comando:

  • -i — opção input onde é indicado o nome do vídeo (video_original) sobre o qual o procedimento será realizado (ele não sofrerá alterações).
  • -vcodec copy‘ e ‘-acodec copy‘ — indica que os codecs originais de vídeo e áudio serão copiados e mantidos sem alterações.
  • -ss 00:34:14 — indica para iniciar a copia às 00h:34m:14s.
  • -t 00:15:00 — indica a duração da cópia.
  • por fim, fica especificado o arquivo de saída trecho001.mp4.

Se quiser extrair outros trechos, basta repetir o procedimento, alterando os números referentes ao ínicio e à duração.
Depois, se quiser, pode juntar os trechos retirados do arquivo original em um novo arquivo. Veja como:


cat trecho001.mp4 trecho002.mp4 > novo_arquivo.mp4

O procedimento acima costuma funcionar para mim, mas não é muito confiável para ser realizado com todo tipo de arquivo.
Mas, neste caso, sugiro usar um editor GUI, por que ele permite fazer a junção com algum efeito, o que evitaria obter um resultado “cru” e mau acabado.

Qual a vantagem de fazer a edição de vídeo na CLI, se tem tantos ótimos editores gráficos?

Se você executou os procedimentos acima, talvez tenha percebido o quanto foram rápidos e, melhor ainda, quase não consumiram os recursos do seu hardware.
Ferramentas CLI, como o ffmpeg e o avconv (entre outras) são muito convenientes quando temos procedimentos simples para realizar — neste caso, fazer cortes “secos” no vídeo, sem qualquer transição.
Deixe as ferramentas GUI para realizar tarefas mais complexas ou que exijam que você seja mais minucioso.
Sugiro, ainda, guardar esta página no seu menu Favoritos (Ctrl + D). Quando precisar cortar vídeos de novo, basta voltar aqui, copiar, colar o comando e editar seus parâmetros e opções.


Não esqueça de dar uma olhada no tutorial como girar um vídeo com o ffmpeg.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.