Criptografe arquivos usando uma chave pública GPG

Antes de armazenar um arquivo com conteúdo sensível, convém protegê-lo com uma camada de criptografia forte.
Se você não precisa de recursos criptográficos muito fortes e se sente melhor usando a interface gráfica (GUI) do Linux, experimente usar o Xarchiver.

Neste texto vou mostrar como criptografar um arquivo (ou vários), usando uma chave pública, na linha de comando (CLI) do Linux, usando o gpg.
Depois de seguro, o arquivo pode ser armazenado em CD/DVD, em flash drive (pendrive), na nuvem etc.
É claro que você ou o destinatário precisa ter criado uma chave pública antes, a ser usada no procedimento.
No artigo como encriptar seus arquivos com gpg, ensinei uma maneira um pouquinho mais simplificada de aplicar a criptografia a arquivos, usando apenas uma senha criada na hora.
Neste texto, vamos abordar um método mais sofisticado — sob o ponto de vista da segurança.
É necessário saber o nome do arquivo e o email usado para registrar a chave pública, em questão, além da sua própria chave privada.


Tá confuso? Então leia mais sobre o gpg.

O comando para criptografar um arquivo, com o uso da sua chave pública é o seguinte:

gpg -e -r email seu-arquivo

Troque, no comando acima, “email”, pela conta de email usada para definir a public key.
No lugar de “seu-arquivo”, use o nome do arquivo a ser criptografado.
Veja um comando real:


gpg -e -r justincase@gmail.com texto.txt

Será gerado um segundo arquivo criptografado ‘texto.txt.gpg’.
Por segurança, remova o original e mantenha apenas a versão segura — com extensão .gpg.
Este arquivo pode ser guardado em segurança.

Se você deseja enviar este arquivo para alguém, deve usar a chave pública do destinatário, ou seja, informar a conta de email que este usou pra registrar sua public key.
O destinatário do arquivo poderá abri-lo usando o gpg:


gpg texto.txt.gpg

Novamente será criado um arquivo ‘texto.txt’, descriptografado.
Se for texto puro, pode ser lido com o comando cat:


cat texto.txt

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *