gpg criptografia

5 comandos do GPG para criptografar e descriptografar arquivos

Os comandos que seguem, podem ser usados com o utilitário gpg, que pode ser instalado a partir dos repositórios oficiais da maioria das distribuições GNU/Linux.
Este post tem o propósito de fazer “um apanhado” geral do uso da ferramenta, nas funções de criptografia/descriptografia.

Caso tenha dúvidas ou queira se aprofundar mais sobre algum procedimento, clique nos links do texto.

gpg criptografia

Para criptografar um arquivo texto (por exemplo, ‘texto.txt’) com o uso de uma senha simples, definida durante o procedimento, use a opção ‘-c’:


gpg -c texto.txt

O comando irá lhe pedir uma senha (e confirmar, em seguida) e criar um novo arquivo, com extensão .gpg.
Se o arquivo, com esta extensão, já existir, você será avisado com a mensagem “File ‘texto.txt.gpg’ exists. Overwrite? (y/N) “.
Neste caso, tecle ‘y’ para sobrescrever ou ‘N’ para interromper a execução e voltar à linha de comando.
Leia mais sobre esta opção aqui.
Se usar ‘-e’, é possível criptografar usando a chave pública de um (ou mais) destinatário(s) — adicionando uma camada extra de proteção contra bisbilhoteiros corporativos ou governamentais.
Segue um exemplo:


gpg -e texto.txt

You did not specify a user ID. (you may use "-r")

Current recipients:

Enter the user ID.  End with an empty line: hermengardaafonso@yahoo.com.br
No such user ID.

Current recipients:
rsa2048/5ASDFS7832142418 2017-11-23 "Hermengarda Afonso" hermengardaafonso@yahoo.com.br

Enter the user ID.  End with an empty line: justincase@gmail.com

Current recipients:
rsa2048/4FE73CDD0A83E688 2017-11-23 "Justin Case justincase@gmail.com"
rsa2048/5ASDFS7832142418 2017-11-23 "Hermengarda Afonso" hermengardaafonso@yahoo.com.br

Enter the user ID.  End with an empty line:

Vamos entender o que houve aqui:

  • Você pode especificar mais de um destinatário a ter acesso ao arquivo. Digite o email dele ou dela e tecle Enter para fornecer o email do próximo.
  • Basta dar um ‘Enter’, para uma linha em branco, para o gpg entender que não há mais novos recipients a acrescentar.

Você também pode indicar o destinatário direto na linha de comando, com a opção ‘-r’:


gpg -er justincase@gmail.com texto.txt

Se quiser assinar um arquivo texto com sua chave secreta (privada), use a opção ‘-s’:


gpg -s texto.txt

Uma variante, para este comando é dado pela opção --clearsign.
Ele acrescenta a sua assinatura e mantém o arquivo legível para as pessoas que não possuem suporte ao GPG:


gpg --clearsign loremipsum.txt

cat loremipsum.txt.asc 

-----BEGIN PGP SIGNED MESSAGE-----
Hash: SHA256

O que é o Lorem Ipsum?

 O Lorem Ipsum é um texto modelo da indústria tipográfica e de impressão. 

 O Lorem Ipsum tem vindo a ser o texto padrão usado por estas indústrias desde o ano de 1500, quando uma misturou os caracteres de um texto para criar um espécime de livro.

 Este texto não só sobreviveu 5 séculos, mas também o salto para a tipografia electrónica, mantendo-se essencialmente inalterada.

 Foi popularizada nos anos 60 com a disponibilização das folhas de Letraset, que continham passagens com Lorem Ipsum, e mais recentemente com os programas de publicação como o Aldus PageMaker que incluem versões do Lorem Ipsum.


Fonte: https://pt.lipsum.com/
-----BEGIN PGP SIGNATURE-----

iQEzBAEBCAAdFiEEwiKr3xCRZwLRemeMKsDy8hFgxDsFAlodsXAACgkQKsDy8hFg
xDvtCQf9EqpnF++3RbYb+LJBhlmjKdflJTg8xDX8WWFKDxL52dRHx9Hy1K7SlOo5
7gm+O38u0OVlPMx2OeUEBj9QSw9E9rKBOr/sMT2uK5ZoRDvTRXsfhcm0/oI5Xowa
9CtG2rWcH2RBZ+wiuFOQmPzMv7/T50wyx1Vxcqrw264XQ/1zPDegBajhe8CrgTXY
HbkLDfXeNBwfOY3GAvTwbRFlUa/bJ2mOxkAJyn8bynU6VaqEXKNL1rKnazHNrNwp
kHaQHw5+ZEdWzpslxPnuLblsV8XjWIsLYsCND4gZhcAA0jCTEoTWScUd3BbWBjm7
zZFvpaRT1/Rjd74cwRI3DerMT4vy/g==
=Lpy5
-----END PGP SIGNATURE----

Como é possível observar, acima, o conteúdo continua visível a qualquer. Ele foi acrescido da assinatura (PGP signature) do seu criador.
Neste caso, o procedimento pode ajudar a dar legitimidade a um arquivo ou certificar sua procedência.

O comando que segue, pode ser usado para assinar seu arquivo com sua chave privada e, em seguida, criptografá-lo com a chave pública do destinatário (recipient).


gpg -se -r justincase@email loremipsum.txt

… que irá gerar um arquivo ‘loremipsum.txt.gpg’, que poderá ser descriptografado pelo usuário (userid) justincase@email.

Ao descriptografar o arquivo ‘loremipsum.txt.gpg’, o programa irá criar um arquivo de saída, chamado ‘loremipsum.txt’.
Se você prefere que ele crie um arquivo de saída, descriptografado, com outro nome, use a opção ‘-o’:


gpg -o outroarquivo.txt loremipsum.txt.gpg

Referências

Texto sobre o Lorem Ipsum: https://pt.lipsum.com/.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *