qemu logo bird

Virtualização no Linux com o QEMU

O QEMU é uma plataforma que permite usar um outro hardware, com um sistema operacional, sobre o Linux.
De modo resumido, o aplicativo pode virtualizar um sistema PC completo — com todo o seu hardware e periféricos.

A plataforma inclui um acelerador para o PC, disponível (e recomendado) quando a emulação é feita sobre um hospedeiro (host) físico x86.
qemu logo

Como o QEMU funciona

Por ser um sistema completo de emulação, o QEMU cria (virtualmente) um PC, dentro de uma aplicação, com o uso do sistema operacional desejado.
Sobre o sistema operacional, ele oferece métodos variados para fazer a emulação.
Se o código for o mesmo do que estiver em execução na máquina hospedeira, o processo de emulação é mais simplificado (uma vez que o set de instruções combina).
Neste caso, o QEMU permite a execução do código visitante (guest) diretamente na CPU física, sem a necessidade de emular.
Trata-se de uma solução mais próxima de uma paravirtualização, só que em um ambiente PC virtual.
Como funciona o QEMU
Mesmo sobre a arquitetura x86, a aplicação pode emular outras arquiteturas diferentes.
Você pode emular um PowerPC, por exemplo, com um sistema operacional apropriado e todas as suas aplicações.
Tradicionalmente, este tipo de emulação é bastante lenta.
Contudo, o QEMU consegue fazer um trabalho mais eficiente através de um processo chamado “tradução dinâmica” (dynamic translation).
O processo consiste em guardar na memória cache código do sistema visitante, já traduzido, para rodar na CPU hospedeira.
Desta forma, blocos de código traduzido podem ser reusados, a qualquer momento, sem ter que passar pelo processo de tradução novamente.

A tradução dinâmica aumenta a eficiência da emulação de arquiteturas diferentes da hospedeira, eliminando parte da redundância no trabalho de tradução.

O QEMU ainda usa uma abordagem inteligente na tradução, com técnicas de compilação dentro do tradutor.
Este método também concorre para tornar mais ágil a compreensão de micro operações de uma plataforma para outra.

A virtualização como tecnologia

A virtualização não é uma novidade, embora tenha ganhado grande impulso nesta última década (em função dos mais novos processadores).
Os ambientes de servidor podem se beneficiar imensamente com a virtualização de várias máquinas.
Sob a perspectiva dos desenvolvedores, a tecnologia permite experimentar código ou aplicações prontas em diversas plataformas a partir de um único laptop.

Saiba mais sobre o uso do QEMU

O processo de instalar e emular um ou mais sistemas operacionais em uma máquina Linux é muito simples.
várias ferramentas gráficas (GUI) para fazer o trabalho, com alguns cliques ou toques (na tela ou no touchpad).
Realizar o trabalho na CLI pode ser mais produtivo, contudo.
Por favor, use também a nossa seção de busca para encontrar mais artigos sobre o assunto.
Pessoalmente, uso o QEMU para testar novas instalações do Linux ou experimentar sistemas operacionais UNIX.
Descubra como o aplicativo pode vir a ser útil para você.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *