tux on a console

Sugestões de alias para usar no Linux

O comando alias permite facilitar a digitação de sequências de comandos muito grandes e/ou muito usadas, unificando tudo em apenas um nome (apelido).
Sugiro a leitura dos artigos relacionados (ao final) na seção de referências, caso queira se aprofundar um pouco mais no assunto.


Se você ainda não conhece o comando, por favor leia esta introdução.
Quando temos um procedimento complexo, que envolve uma série de linhas de comando para ser realizado, podemos montar um script — que, ao ser invocado, realiza toda a tarefa.
Shell scripts não são solução para tudo. Você pode associar uma pequena sequência de comandos a um alias.
Segue alguns exemplos.

Alias para troca de diretórios

O comando atende a heavy users de sistemas GNU/Linux ou UNIX.
Trocas constantes de diretórios, para realizar tarefas administrativas pode ser cansativo — até para quem é rápido no teclado.
Experimente estas sugestões:

# volta para o diretório pai do atual
alias ..="cd .." 

# volta 2 níveis de diretórios
alias ...="cd ../.."

# volta 3 níveis de diretórios
alias ....="cd ../../.." 

Também gosto da seguinte alternativa:

alias .2="cd ../.."
alias .3="cd ../../.."
alias .4="cd ../../../.."

Quando estiver realizando procedimentos em 2 diretórios diferentes e precisar ir e voltar frequentemente entre eles crie um apelido chamado ‘volta’:

alias volta='cd $OLDPWD'

crie alias para ir rapidamente para diretórios específicos:

alias docs="cd ~/Documentos"
alias facul="cd ~/Documentos/faculdade"
alias vids="cd ~/Vídeos"

Atalhos para listagens de diretórios

O comando ls permite uma série de ajustes de parâmetros e opções que podem ser incorporadas todas dentro de apelidos.
Veja algumas sugestões:

alias ll='ls -l'     
alias lf='ls -F'
alias l='ls -al'
alias lm="ls -al | more"

Para o ls sempre sair colorido:

alias ls="ls --color"

Alias para comandos de data e hora

Se você costuma checar o tempo no terminal, experimente estas configurações:

alias d='date +%F'
alias agora='date +"%T"'
alias hoje='date +"%d/%m/%Y"'

Force a confirmação de comandos

Para forçar a confirmação de comandos de copiar, mover ou apagar, sugiro estes:

alias cp='cp -i'
alias ln='ln -i'
alias mv='mv -i'
alias ln='ln -i'

Alias para comandos variados

Estou sempre pesquisando no meu histórico para rever o funcionamento de algum comando dado há algumas semanas atrás.
Criar um apelido para um procedimento que combine o comando history ao more ou ao comando grep é uma ótima ideia:

alias hm="history | more"
alias hg="history | grep -i"

veja um exemplo de uso deste último:


hg getconf

 1500  getconf LONG_BIT
 1502  man getconf
 1533  getconf -a | grep arq
 1534  getconf -a | grep -i bit

Segue um exemplo para encontrar arquivos no sistema:

alias ff="find / -type f -name"

Agora basta indicar o nome do arquivo, após ff:


ff hello.c

Para fazer buscas dentro dos subdiretórios atuais, use o comando assim:


alias buscar="find . -name "

buscar hello

./hello
./python/scripts/hello

O comando mount pode ser ajustado para exibir uma listagem em colunas organizadas:

alias mount="mount |column -t"

Use estes, para obter informações do sistema:

alias df="df -Tha --total"
alias du="du -ach | sort -h"
alias free="free -mt"
alias ps="ps auxf | more"

Note que já existem utilitários com estes nomes (df, du, free e ps).
O alias se sobrepõe ao nome de um comando preexistente.
Uma variante do último alias, da lista acima, permite buscar informações sobre um determinado processo:


alias psg="ps aux | grep -v grep | grep -i -e VSZ -e"

psg bash

USER       PID %CPU %MEM    VSZ   RSS TTY      STAT START   TIME COMMAND
justinc+ 28944  0.0  0.0  21992  6064 pts/0    Ss   10:26   0:00 bash

Segue algumas sugestões para fazer a atualização do sistema:

alias sau="sudo apt update"
alias alu="apt list --upgradable"
alias saf="sudo apt full-upgrade"

Para desligar, reiniciar, suspender, hibernar ...

# encerrar a sessão no terminal atual
alias sair="exit"   

# reiniciar o sistema
alias reset="systemctl reboot"

# desligar o sistema
alias desligar="systemctl poweroff"

# suspender o sistema
alias suspender="systemctl suspend"

# hibernar
alias hibernar="systemctl hibernate"

No artigo Como copiar arquivos na linha de comando com exibição do progresso da tarefa, ensino um truque interessante, com o uso do rsync e alias.
Não esqueça que as definições em alias são perdidas quando terminamos uma sessão.
Para que sejam persistentes, é necessário gravá-las em arquivos de inicialização do Bash, como .bashrc ou o .bash_profile ou, ainda, .bash_aliases.

Referências

https://www.networkworld.com/article/2782375/operating-systems/unix-tip--useful-unix-aliases.html.

https://www.linuxtrainingacademy.com/23-handy-bash-shell-aliases-for-unix-linux-and-mac-os-x/.

https://www.digitalocean.com/community/tutorials/an-introduction-to-useful-bash-aliases-and-functions.

https://lifehacker.com/398258/ten-handy-bash-aliases-for-linux-users.

https://www.cyberciti.biz/tips/bash-aliases-mac-centos-linux-unix.html.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *