Como instalar a adb shell no Linux para se conectar a dispositivos Android

O Android Debug Bridge é uma ferramenta de linha comando que permite a comunicação com o seu dispositivo Android, através de uma instância de emulador.
O utilitário responde pelo apelido abreviado adb e trata-se de um programa cliente-servidor.
Em uma tradução livre, Android Debug Bridge responde por “ponte de depuração Android”.
O adb é um aplicativo voltado para desenvolvedores e tem os seguintes componentes:

  • Um cliente que envia comandos e roda na máquina de desenvolvimento.
    Possibilita executar um programa cliente, a partir da shell do Linux rodando um comando adb.
    Outras ferramentas Android, como o DDMS, também criam clientes adb.
  • Um daemon, que tem a função de rodar comandos dentro do dispositivo Android — usalmente, em background, como processo, em cada emulador ou instância do dispositivo.
  • Um servidor, que gerencia a comunicação entre o cliente e o daemon.
    O servidor roda como um processo em segundo plano na sua máquina de desenvolvimento.

O adb permite conectar ao seu dispositivo Android do seu computador.

Havendo apenas um emulador rodando ou um dispositivo conectado, o comando adb vai se referir apenas a este dispositivo, como padrão.
Já, havendo múltiplos emuladores em execução ou conectados, será necessário usar algumas opções na shell para especificar o alvo dos seus comandos.

Como instalar o adb shell no Linux

como encontrar adb nos repositórios.
Para escrever este post, uso o Debian 9 Stretch. Os comandos dados para a instalação são muito semelhantes à outras distribuições. Portanto, fica fácil adaptar a partir dos meus exemplos.
É importante saber que, do lado do celular, é necessário ativar o modo de depuração USB — para criar uma ponte entre os dispositivos.
Use o apt search, no Debian, no Ubuntu e nas distribuições derivadas, para encontrar o pacote de instalação ou tente apenas instalar direto:


sudo apt install adb

O pacote recomenda a instalação do “android-sdk-platform-tools-common” que contém as regras udev para dispositivos Android. Sem este pacote, você precisará rodar o adb e o fastboot com privilégios administrativos.
Fica a seu critério instalar ou não os pacotes recomendados, claro.
Uma vez instalado, basta conectar o dispositivo Android, via USB, ao seu computador e rodar o adb.
Para sair da shell, use o comando exit.
Clique na tag adb shell para ler outros posts relacionados ao assunto.

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Referências

https://developer.android.com/studio/command-line/adb.html.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

2 comentários sobre “Como instalar a adb shell no Linux para se conectar a dispositivos Android”

  1. Algo de muito estranho acontecendo por aqui. Tenho um motorola g3 com android 6, no qual utilizei para testes. Fiz todos os procedimentos aqui explicados e os comandos adb shell respondem perfeitamente. Conexão perfeita etc. Em erros de sintaxe no comando o Java me informa os comandos corretos etc, Tudo funciona perfeitamente, com um detalhe, não executei os procedimentos completos haja vista que esse android 6 dispõe de formatação interna para sd card. Agora vem a questão para que não reste dúvidas que eu estaria fazendo algo errado: Desconecto o Android 6 (moto g3) e conecto um Tablet Samsung A6 com android 5.1.1. Verifico o sdk e está conectado. Procedimentos de depuração usb etc, etc. Ao executar o comando na shell, adb shell, a resposta é positiva ($). ao executar qualquer comando “sm”, a shell não reconhece a sintaxe. Porquê no motorola android 6 reconhece e no samsung A6 285 não reconhece???

  2. Olá!
    Segui todos os passos ensinados por você e sim! consegui transformar o que parecia impossível no meu Asus (achei que ja era uma causa perdida!) o sd em memória interna!
    Instalei os aplicativos..foi um pouco trabalhoso de fato…mas deu certo!
    Agora vamos aos testes!
    Muito obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.