tux on orange background

Como ajustar o PATH no Linux

Se você precisa definir um caminho para um diretório, no sistema ou dentro do seu próprio HOME, pode fazer isto ajustando a váriavel $PATH da shell
A variável é composta de uma lista de caminhos, separados por 2 pontos, que é consultada pela shell, para buscar arquivos de comandos ou importantes para o sistema.
linux user path
A palavra path, quer dizer ‘caminho’, em inglês. E é disso que a variável trata.
Existe a variável path padrão do sistema e a específica de cada usuário.
A primeira, é estabelecida pelo próprio sistema, durante a instalação do Bash ou pelo administrador.
A segunda pode ser definida livremente por qualquer usuário.
Para verificar o atual valor de seu PATH, use o comando echo:

echo $PATH

Como é possível observar (abaixo), o meu resultado mostra os valores padrão de um sistema recém instalado. Ainda não ajustei a variável para as minhas necessidades.

/usr/local/bin:/usr/bin:/bin:/usr/games

Dentro de um script, é possível usar a seguinte linha de comando:

printf "%s\n", $PATH

O resultado deve ser o mesmo obtido anteriormente.
Se você tem um diretório local, onde você guarda seus próprios scripts ou binários (como jogos, por exemplo), pode adicioná-lo PATH, para não precisar digitar o caminho completo, toda vez que for fazer uso de um deles.
Veja como acrescentar o caminho ‘/home/justincase/bin’ ao PATH de usuário:

# acrescentando o novo valor à variável $PATH:
PATH=$PATH:/home/justincase/bin/

# verificando a nova varável:
echo $PATH
/usr/local/bin:/usr/bin:/bin:/usr/games:/home/justincase/bin/

Uma outra forma, que vai dar o mesmo resultado, é acrescentar a variável $HOME ao PATH.
Veja o seu conteúdo:

echo $HOME
/home/justincase

Basta acrescentar o diretório ‘/bin’ ao PATH. Veja:

PATH=$HOME/bin/:$PATH

Como tornar este ajuste permanente

A variável PATH vai ser reiniciada após um reboot do sistema.
Portanto, ela precisa receber seus valores novamente, quando você se reautenticar.
Para tornar o valor, que você quiser, permanente, faça o ajuste da variável dentro do arquivo ‘.profile’ ou ‘.bash_profile’ (você deve ter um dos dois).
No meu sistema (Debian 9), está presente o arquivo ‘.profile’. Este é seu conteúdo:

cat .profile 
# ~/.profile: executed by the command interpreter for login shells.
# This file is not read by bash(1), if ~/.bash_profile or ~/.bash_login
# exists.
# see /usr/share/doc/bash/examples/startup-files for examples.
# the files are located in the bash-doc package.

# the default umask is set in /etc/profile; for setting the umask
# for ssh logins, install and configure the libpam-umask package.
#umask 022

# if running bash
if [ -n "$BASH_VERSION" ]; then
    # include .bashrc if it exists
    if [ -f "$HOME/.bashrc" ]; then
	. "$HOME/.bashrc"
    fi
fi

# set PATH so it includes user's private bin directories
export PATH="$HOME/bin:$HOME/.local/bin:$PATH"

A linha a ser ajustada é a última.
Abra o arquivo com o seu editor de textos favorito:

vi ~/.profile

Em seguida, ajuste a linha do PATH, para o que achar melhor. No meu caso, vai ficar assim:

export PATH="$HOME/bin:$HOME/.local/bin:$PATH"

Grave e feche o arquivo.
Os novos ajustes só terão efeito após se reautenticar no sistema.
Se quiser carregar os novos valores, sem fazer logout/login, entre o seguinte comando, no terminal:

source ~/.profile

ou, caso você tenha alterado o ‘.bash_profile’:

source ~/.bash_profile

E, antes de finalizarmos este tutorial, faça uma verificação:

echo $PATH

Referências

https://www.cyberciti.biz/faq/how-to-add-to-bash-path-permanently-on-linux/.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *