O supercomputador mais rápido do mundo roda… Ubuntu!

O Linux não é novidade na lista de supercomputadores mais rápidos do mundo. Embora as especificações de hardware variem e os nomes das máquinas também. O Linux e o Unix emplacam no topo da lista, sempre.
O Linux está presente em 95% dos supercomputadores, da lista dos 500 mais poderosos do mundo.
No Tianhe-2, de que vamos falar um pouco aqui, é usado o Ubuntu.
Tianhe-2 supercomputer

Qual Ubuntu roda no Tianhe-2?

Não é, exatamente, o mesmo Ubuntu que eu e você usamos.
A China tem o seu próprio Ubuntu. Ela precisa ter — chineses têm seus próprios dialetos, seus próprios alfabetos, seu próprio calendário.
O nome dele é Ubuntu Kylin.
Entre seus principais recursos, citam-se:

  • métodos de entrada chineses (teclado etc.)
  • o calendário chinês — que é muito diferente do nosso
  • o serviço de músicas chinesas no dash
  • um indicador/previsor de tempo voltado pras necessidades regionais
  • preparação para integração com os mapas Baidu
  • etc.

Conheça o Tianhe-2

Também chamado de TH-2, em uma tradução literal, seu nome quer dizer “Rio Celeste – 2“. Mas, se levarmos em conta os aspectos culturais, a melhor tradução talvez seja “Via Láctea – 2″ — o que, talvez, faria mais sentido.
O supercomputador foi desenvolvido por uma equipe de 1300 cientistas e engenheiros.
Até o momento, Ele está no topo da lista de 10 supercomputadores mais poderosos do globo.
Tianhe-2 supercomputer
Suas funções estão ligadas à simulação, análise e aplicações de segurança do governo.
É composto por 16 mil nós, cada qual equipado com um processador Xeon Ivy Bridge e trẽs co-processadores Xeon Phi — o que o leva a um total de 3.120.000 núcleos.
Seu custo chegou a 390 milhões de dólares e foi construído pela Universidade Nacional de Tecnologia de Defesa.
Está situado na Universidade Sun Yat-sen, uma das 10 melhores da China.
Entre as suas principais especificações, citam-se as seguintes:

  • Arquitetura — 32,000 processadores Intel Xeon E5-2692 12C a 2.200 GHz e 48,000 Xeon Phi 31S1P
  • Consumo — 17.6 MW (e outros 24 MW, com o sistema de refrigeração!)
  • Sistema operacional — Kylin Linux
  • Memória — 1,375 TiB (1,000 TiB CPU e 375 TiB do coprocessador)
  • Capacidade de armazenamento — 12.4 PB
  • Velocidade — 33.86 PFLOPS
  • Custo — 2.4 billion Yuan (US$390 milhões)
  • Uso — Simulação, análise e aplicações de segurança governamental

Atualização

O Tianhe-2 ocupou o posto de supercomputador número 1 do mundo entre Junho de 2013 até junho de 2016.
Atualmente, a posição é ocupada por outro supercomputador (também chinês), Chamado Sunway Taihulight — que tem uma velocidade nominal de 93 PFLOPS, ou seja, quase 3 vezes superior.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *