Linux Tux in orange background

Ubuntu para computadores antigos e com poucos recursos

No site oficial, o Ubuntu 16.04 LTS apresenta uma relação de itens ou pré-requisitos fundamentais para você instalar e usar o sistema operacional.
Se você observar a captura de tela, abaixo, vai perceber que o site talvez seja muito otimista em relação ao hardware em que é possível rodar o Ubuntu e obter uma experiência satisfatória de uso do sistema.

Ubuntu prerrequisitos do sistema - busca no Google
Este post se baseia em um netbook Toshiba Netfinty STI 1093G com as seguintes configurações:

  1. Processador Atom N270 1.60 GHz — que não costumava ser mais rápido que os Celeron para desktop da mesma época.
    A linha de processadores Atom, foi concebida para ter consumo mais eficiente de energia, com algum sacrifício do desempenho.
    Ainda assim, dispõe de alguns recursos interessantes, como mais de um núcleo virtual e multithreading.
  2. 2 GiB RAM, ou seja, 4 vezes a quantidade recomendada (oficialmente) pelos desenvolvedores do Ubuntu 16.04.
  3. 500 GiB de espaço no HD — o que realmente faria diferença seria um HD híbrido ou um SSD puro.
    De qualquer maneira, já é melhor do que rodar o sistema de um pendrive.

Honestamente, a experiência não é boa, em um hardware tão limitado.
Não esqueça de ler o último tópico deste post, especificamente sobre hardware.
Sugiro, ainda, ler a continuação deste post, em que outros aspectos são abordados.

Os fatos apontam que não é razoável rodar o Ubuntu em hardware de recursos tão limitados.
Para estes casos, há alguns sabores do Ubuntu que podem satisfazer mais.

Se você experimentou rodar o Ubuntu em um PC ou notebook (ou um netbook) com recursos muito limitados, provavelmente também se sentiu frustrado.
Em máquinas atuais de configurações médias, o Ubuntu roda bem e sem qualquer problema.
Ainda assim, é possível que você sofra com o desempenho geral do sistema — provavelmente, em função de estar usando aplicações muito exigentes.
Neste segundo caso, talvez o Ubuntu também não seja a distro GNU/Linux ideal para você.
Se quiser saber um pouco mais sobre os diversos sabores do Ubuntu, sugiro a leitura deste artigo.
Hoje, vou falar sobre o Lubuntu.

lubuntu official logo

O que é o Lubuntu?

O Lubuntu é uma versão (ou um sabor) do Ubuntu, com o objetivo de usar o mínimo de recursos de hardware possível.
A distro é voltada para quem tem grandes limitações de hardware ou que tenha uma máquina de configuração parruda, mas faz uso de aplicações pesadas e que demandam muitos recursos.
No segundo caso, é natural desejar guardar o máximo de recursos de hardware para os aplicativos, em vez de desperdiçá-los com os efeitos visuais do sistema operacional.
lubuntu desktop
O funcionamento do Lubuntu é igual ao da distribuição de que ela é derivada, o Ubuntu.

Isto quer dizer que você pode aplicar ao Lubuntu todo o conhecimento por ventura adquirido com o uso do Ubuntu, o que inclui os tutoriais sobre o Debian.

Requisitos de sistema do Lubuntu

A documentação oficial não recomenda usar máquinas anteriores a 2000 (a caminho de fazer 20 anos de idade…) — Procure outra distro Linux mais adequada, se este for o seu caso.

  1. 256 MiB de memória física. Se você for usar o LibreOffice, o mínimo recomendado é ter o dobro.
    Para rodar vídeos, acessar o Youtube ou o Netflix e usar as redes sociais, pense em configuração mínima de 1 GiB.
  2. O sistema pode ser instalado dentro de 5 GiB, de uma partição no HD.
  3. O processador deve estar dentro da geração do Pentium 4 ou Pentium M ou AMD K8. Nada abaixo disto.

Os aplicativos padrão do Lubuntu

Se você está acostumado ao ambiente gráfico do Ubuntu — o Unity — vai perceber logo de cara a diferença em relação ao LXDE, ambiente de desktop padrão do Lubuntu.
lubuntu desktop screenshot

O nome Lubuntu é a junção de LXDE + ubuntu.
A distro está migrando para o ambiente LXQT, mais moderno e que aproveita melhor os recursos de máquinas com menos de 10 anos de idade.

Alguns aplicativos, que são padrão na principal distro, não estarão presentes no Lubuntu — onde são substituídos por similares, que fazem o mesmo trabalho, porém são mais leves.
O LibreOffice não estará presente na instalação principal.
No lugar dele, você encontrará o AbiWord (editor de textos), o Gnumeric (planilha eletrônica) etc.
O gerenciamento de arquivos, fica por conta do PCmanFM — super rápido.
Você é livre para instalar os aplicativos do Ubuntu, contudo.
Se fizer questão do LibreOffice, do Nautilus ou qualquer outro, estão todos nos repositórios à sua disposição.

Uma palavra sobre o seu hardware

Quando penso em laptops ou PCs com mais de 5 anos e, às vezes, encostados em algum canto, já imagino que estão cobertos de poeira.
É importante saber que a poeira provavelmente não está apenas no exterior, à mostra.
Pode haver muita sujeira dentro do equipamento.

O equipamento pode estar com as ventoinhas (ou fans) internos “empapados” de pó, pelos etc.
A pasta térmica, que tem a função de ajudar na dissipação do calor, sobre o processador pode estar ressecada e, portanto, totalmente inutilizada.

Estes fatores contribuem fortemente para o sobreaquecimento do sistema, como um todo.
Como consequência do sobreaquecimento, o processador não irá trabalhar na velocidade máxima.
Pelo contrário, para se preservar, vai usar um clock mais seguro e bem abaixo da capacidade projetada.

Para voltar a ter o melhor desempenho do seu hardware, você precisa levar isto em conta: fazer uma limpeza interna e trocar a pasta térmica.
Apesar de serem procedimentos delicados, você mesmo pode fazer.
Se não tiver afinidade com este tipo de trabalho ou não quiser, leve a uma assistência técnica de sua confiança. Normalmente, não é caro.

Por si só, este procedimento é mais barato (sai de graça, se você mesmo fizer) e mais eficiente para recuperar o poder fogo do seu hardware antigo do que adicionar um SSD ou mais memória.

Referências

Leia a continuação deste texto.

  1. Onde baixar a versão atual do Lubuntu: http://cdimage.ubuntu.com/lubuntu/releases/17.10/release/.
  2. Onde baixar a versão estável do Lubuntu:
  3. Outras opções de download: http://lubuntu.me/downloads/.
  4. Site oficial: http://lubuntu.net/.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

15 thoughts on “Ubuntu para computadores antigos e com poucos recursos”

  1. Elias boa noite,
    Nao estou conseguindo encontrar o hd da maquina para fazer a instalacao definitiva, so consigo achar o pen drive no programa de particao e tambem nao acho nos arquivos.

    Obrigado

  2. Olá Elias,
    Tenho um PC antigo (2003) procesador AMD Athlon XP2200 (1.8 GZ), placa mãe Dragon Soyo KT333, placa de vídeo Nvídia MX440 64 MB, 3 GB ram, 2 HDs IDE (40GB +80GB).
    Instalei primeiro o Xubuntu, depois o Lubuntu, ambos última versão e nos dois SO o navegador Firefox não abre, da aquela janela de crash e não abre, testei vários navegadores, apenas o Qupzilla funcionou, só que quando entro numa segunda aba ele trava.
    O engraçado é que uma vez rodei o Xubuntu pelo DVD só para testar e o navegador Firefox rodou de primeira, sem travamentos, perfeito.
    Sou fã do sistema Linux, ainda mais que é código aberto, gostaria de ter instalado na minha máquina, mas sem navegador fica inviável.
    Você saberia me dizer qual a causa do problema? Ja vasculhei a net em vários fóruns e não vi relatos sobre esse problema.
    Abraço!

  3. Ola !
    Depois de um trágico incidente com minha maquina principal, fui forçado a utilizar meu antigo netbook, com uma memoria de 1Gb e um atom n270 1.6 Ghz, escolhi ubuntu 14.4, eu sofri um bom tempo com com engasgos deixando impossível a navegação, ate aprender a configurar o swappines.
    Minha dica é aumentar a utilização da ram, reduzindo o valor do limiar para despejo, que vem no ubuntu por padrão 60%.
    Aqui eu reduzi para 10%. (Nunca coloque 0%)

    #para identificar seu valor de sawppiness
    $ cat /proc/sys/vm/swappiness

    #para alterar seu valor de swappiness
    $ sudo sysctl -w vm.swappiness=10

    Abraço a tod@s.

    1. Olá Elias,
      Tenho um netbook DELL Inspiron Mini 10 com processador Atom N270 1.60 GHz (exatamente o do texto) + 1 Gb ram (máximo) e 160 Gb de HD onde está rodando mal e porcamente o Windows 7 Home. Porém fiz um virtual e rodei o Lubuntu pelo pendrive. E pra minha surpresa, ficou igual. Até travou! E aí, qual a sugestão.
      Ah, no meio do texto, vc mudou a configuração para uma máquina Pentium 4, Pentium M e daí perdi o fio da meada. Tem alguma configuração depois da instalação pra melhorar isso? Quero um SO fluido!

      1. Mesmo falando de processadores diferentes, os princípios são os mesmos.
        Rodar uma distro Linux a partir de um pendrive, serve para avaliar “visualmente” o sistema.
        Depois de instalada, ela tende a rodar melhor do que no dispositivo externo (pendrive, CD-ROM etc.)
        No que toca o hardware, sugiro fazer uma limpeza interna e trocar a pasta térmica sobre o processador. Você pode contratar alguém ou fazer isto você mesmo.

  4. Olá, Elias.

    Instalei o Ubuntu em meu notebook há um mês, mais ou menos. Trabalho com tecnologias há 32 anos e, dada minha inexperiência com o Ubuntu, tenho me utilizado de suas postagens grandemente. Agradeço por tudo.

    Agora, tento instalar o Lubuntu em uma máquina mais modesta, de um amigo com limitações intelectuais e que não pode comprar outra, porquanto. Aconteceu que, tentando o modo “live”, o Lubunto abre em um modo de resolução que meu monitor não suporta. Tem uma solução? Agradeço qualquer ajuda.

      1. Boa noite, Elias.

        Agradecido, de todo modo, pela resposta, porem, o Lubuntu abre em um modo que o monitor nao suporta, com somente a metade superior da tela preenchida por graficos incompreensiveis, nao permitindo, assim, instalar nada ou fazer quaisquer configuracoes. A placa grafica (on-board) nao tem suporte ao Open GL, o que nao seria problema para o Windows, mas com o Lubuntu, nao sei.

        1. Não faz muito sentido ficar mencionando o que funciona ou não lá no Windows… até por que não uso e nem tenho interesse nisto. Meu foco é Linux.
          A sua pergunta é muito vaga.
          Você precisa informar qual a versão do Lubuntu que está tentando instalar, qual a sua placa gráfica e descrever melhor o seu problema.
          É importante dizer o que você já tentou fazer para resolver o problema e, se for o caso, citar os sites/a documentação que leu, o que deu certo ou não etc.
          Ajude as pessoas a te ajudarem. 😉
          Outrossim, acredito que você terá vários outros desafios para aprender a usar o novo sistema operacional — como todo mundo.
          Por isto, sugiro fortemente fazer parte de um Forum especializado, onde você poderá resolver estas e as próximas dúvidas.
          O Forum do Viva o Linux é excelente e já tem várias dúvidas respondidas sobre o LXDE e o LUBUNTU (veja os links abaixo). Recomendo se cadastrar lá e começar a participar.

          Dúvidas sobre o LXDE e resolução da tela: https://www.vivaolinux.com.br/busca/?cx=partner-pub-3535276187000580%3A4725058203&cof=FORID%3A10&ie=ISO-8859-1&q=lxde+resolu%C3%A7%C3%A3o.
          Comunidade do LXDE, no Viva o Linux: https://www.vivaolinux.com.br/comunidade/LXDE/forum/.

  5. Olá Elias, parabéns pelo seu artigo.
    Tenho que confessar eu utilizo o Lubuntu desde a versão 12.04 e nunca mais tive problemas com computador.

    Detalhe eu utilizo essa distribuição em um equipamento onde os requisitos superam as especificações do Lubuntu. Aqui onde eu moro eu já recomendei o Lubuntu para um monte de pessoas e eles adoram. Quero agradecer você por este belo artigo e dizer que foi muito útil para mim e outras pessoas que compartilhei o mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *