Wine logo

Como instalar Wine no Debian.

O WINE é uma camada de compatibilidade capaz de rodar aplicações Windows dentro de vários sistemas operacionais baseados no POSIX — UNIX, OSX, BSD, Linux etc.
Em vez de tentar simular a lógica do Windows, tal como uma máquina virtual ou um emulador faria, o Wine traduz as chamadas da API do Windows para o POSIX on-the-fly, o que elimina as penalidades de memória e performance acarretadas por outros métodos.
Com este software, é possível integrar completamente as aplicações Windows à sua área de trabalho gráfica Linux.

WINE é um acrônimo para “Wine Is Not an Emulator” ou “Wine não é um emulador”.

Neste texto, vou mostrar como instalar o Wine em uma máquina Debian 8 “Jessie”. O processo é semelhante em outras distribuições derivadas do Debian (Como o Ubuntu, o Tails, o Linux Mint etc.)
No Ubuntu, você provavelmente vai querer usar o apt-get, em vez do aptitude. 😉
Só pra lembrar, você precisa ter privilégios administrativos para executar as tarefas de instalação. Portanto, use o su ou sudo, antes dos comandos.
Wine logo

Wine estável ou Wine em desenvolvimento?

Se você vai usar o Wine para rodar software de trabalho, em uma máquina de produção, a versão recomendada é a versão stable (estável).
Se você não se importa com alguns bugs e prefere ter os últimos recursos disponíveis pela equipe de desenvolvedores, pode experimentar a versão wine-development.
Os pacotes da versão de desenvolvimento estão disponíveis para download, no Debian estável, como backports — e sua instalação será abordada também neste texto.

O que são backports?

São pacotes recompilados (em sua maioria) do Debian testing e unstable e disponibilizados para a versão estável.
Aonde for possível, irão rodar sem as novas bibliotecas.
A documentação oficial do Debian, recomenda usar apenas os backports de que você necessita.
A minha sugestão é que, se for para instalar uma grande quantidade de software deste canal, pode ser mais interessante partir pra instalação completa do Debian testing ou Debian Unstable.

Apesar do seu nome, o wine-development é concebido também para usuários comuns. Além disto, é possível ter os dois sets instalados na sua máquina.

Como instalar o Wine estável no Debian

No Debian 8.x ou superior, é necessário preparar as coisas, antes da instalação.
Se você estiver usando uma arquitetura de 64-bit, precisa habilitar o multiarch, antes de instalar o software:

dpkg --add-architecture i386
apt update
apt install wine

Após o download dos pacotes e a instalação, você já pode começar a usá-lo.

Como instalar o Wine em desenvolvimento no Debian

No caso de você optar por usar o wine-development, no Debian stable, vai precisar habilitar também os seus backports, adicionando a linha
deb http://httpredir.debian.org/debian jessie-backports main ao arquivo
/etc/apt/sources.list.
Segue a sequencia de comandos (incluindo o backup) para adicionar os backports ao ‘sources.list’:

cp /etc/apt/sources.list /etc/apt/sources.list.backup
echo deb http://httpredir.debian.org/debian jessie-backports main >> /etc/apt/sources.list
dpkg --add-architecture i386
apt update
apt install wine-development

Como você pode ver, o processo de instalação não é complicado é dá para ter as duas opções instaladas.
Para usar o Wine estável, execute ‘wine’. Para executar a versão de desenvolvimento, use o wine-development.
No segundo caso, basta adicionar o sufixo “-development” a cada comando. Por exemplo: wine-development autocad.exe ou winecfg-development.

Como desinstalar o Wine

Para desinstalar o Wine stable, execute a seguinte sequencia de comandos:

apt remove wine
apt update

Para desinstalar a versão development:

apt remove wine-development
cp /etc/apt/sources.list.backup /etc/apt/sources.list
apt update

Se você removeu as duas versões do Wine, não esqueça de remover também o multiarch:

dpkg --remove-architecture i386

Referências

Site oficial do Wine: https://www.winehq.org/.
Saiba se seu aplicativo é compatível com o Wine: https://appdb.winehq.org/objectManager.php?sClass=application&sTitle=Browse%20Applications&sOrderBy=appName&bAscending=true

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

2 comentários sobre “Como instalar Wine no Debian.”

  1. Excelente cara, obrigado! Quem é iniciante no Debian é uma mão na roda! Parabens!
    Uma dúvida! Eu preciso rodar o MS Office 2016 x64, o Wine consegue rodar tranquilamente?
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *