Baterias inteligentes, carregadores inteligentes… como usá-los a seu favor.

Além dos dispositivos móveis, que usam baterias de íons de lítio (Li-Íon), as próprias baterias e seus respectivos carregadores são inteligentes e todos os 3 conversam entre si, trocando informações para tornar o processo da recarga mais eficiente.
Este tipo de carregador é projetado para trabalhar com baterias (também) inteligentes e (quase sempre) do mesmo fabricante.
Ocorre que as baterias têm microchips específicos e programados para se comunicar com aquele carregador específico.
É por este motivo que muitos autores e alguns manuais de smartphones recomendam o uso exclusivo do carregador que veio com o seu aparelho — o que garante as condições de eficiência, segurança e durabilidade da sua bateria.

Um carregador de baterias inteligente, em outras palavras, é um carregador controlado por um microprocessador.

As baterias inteligentes

As baterias inteligentes podem ser entendidas como sendo dispositivos de armazenamento de carga, capazes de ter um funcionamento mais complexo.
Seus microchips informam aos aparelhos conectados (carregador e smartphone) sobre seu estado atual, ou SoC (State of Charge).
Informam, ainda sobre a sua “saúde”, ou SoH (State of Health).
Baterias inteligentes não são usadas apenas em smarphones e tablets. São usadas em equipamentos médicos, militares, outros dispositivos de computadores, câmeras digitais etc.
As funções que informam o SoC e o SoH, são fundamentais para a segurança destes dispositivos.

Carregador de baterias inteligente

Um dispositivo carregador inteligente é projetado para a tarefa de carregar baterias com precisão e segurança.
Carregadores inteligentes não sofrem de sobrecarga e permitem manter o processo de carga em baixa amperagem.
As baterias inteligentes, como já foi dito, são equipadas com microchips que interagem com as unidades de carga correspondentes e específicas.
Carregador de bateria de smartphone Motorola
Alguns manuais advertem que o uso de carregador (inteligente ou não) de fabricante diferente da sua bateria, pode ocasionar danos a ela e, consequentemente, implicar na perda da garantia de todo o produto.
Isto posto, na maioria das vezes você pode usar carregadores de outras marcas com segurança.
Mas deve prestar atenção à sua procedência e às suas especificações.
As especificações dos carregadores homologados pela Anatel, costumam vir descritas no próprio dispositivo, dentre de um quadro, em letras miúdas. Entre as especificações, que costumam vir informadas, listamos as que seguem:

  • Entrada ou input — em Volts, costuma ser automática dentro da faixa 100 a 240V AC, para carregadores de parede comuns e 12V, para carregadores veiculares.
  • Saída ou output em volts — usualmente 5V. Há carregadores que fornecem 9V ou 12V, como é o caso do TurboPower da Motorola.
  • Power output ou saída em Watts.

Só para ficar claro, as especificações listadas acima servem apenas como exemplo. A variedade é muito maior e você sempre deve verificar a compatibilidade com os seus dispositivos antes de fazer a compra.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *