Como editar queries no cliente MySQL

O editor do cliente MySQL permite editar os últimos comandos dados, de forma que você possa corrigir erros de digitação, repetir ou mudar parâmetros e opções de comandos, sem ter que escrever tudo de novo.
Para isto, basta conhecer alguns recursos do editor embutido no cliente MySQL.
Captura de tela do arquivo de configuração do MySQL
O MySQL mantém um histórico dos seus comandos e suporta edição de cada linha de comando — o que te permite fazer ajustes pontuais, em vez de ter que digitar todos os comandos.

Os comandos e teclas de atalho do editor MySQL

As dicas, de que trato aqui, é voltada para usuários iniciantes no MySQL.
Além das setas direcionais do teclado, há outras teclas com função de edição.
Você seleciona a linha de comando a ser editada, usando a seta para cima/baixo. Você pode inserir, apagar ou substituir caracteres na linha, movendo o cursor para o ponto em que deseja fazer a alteração. Em seguida, mova o cursor até o fim da linha e tecle Enter, para aplicar o comando novo.
Para ser bem objetivo, segue a tabela com as teclas associadas às suas funções.

Atalho Função
Ctrl + A Move o cursor pro início da linha
Ctrl + E Move o cursor pro fim da linha
Ctrl + D Apaga o caractere anterior ao cursor
Backspace Funciona como o Delete. Apaga o caractere sob o cursor

Como editar uma declaração que ocupa múltiplas linhas

Editar declarações que ocupam mais de uma linha pode ser um pouco mais complicado. Neste caso, você precisa buscar, editar e dar enter em cada uma, na ordem em que foram escritas.

Como autocompletar comandos

Tal como no shell do Linux/UNIX, é possível autocompletar nomes de bancos de dados e de tabelas — isto ocorre por que, normalmente, o MySQL lê estas informações na inicialização e as retém na memória, para prover, entre outras coisas, o recurso de autocompletar, que ajuda você a dar comandos mais rápido.
Para ver o recurso em ação, digite um nome parcial de tabela, banco de dados ou coluna e pressione a tecla Tab, à esquerda no seu teclado.
Caso o nome seja único, o MySQL o completa para você. Caso contrário, você pode pressionar Tab mais uma vez para ver as várias palavras disponíveis.
Você pode ir completando as palavras aos poucos até que seja possível concluir com apenas um Tab.
Faça a experiência.
Se o autocompletar não estiver ativado, dê o comando REHASH no prompt do MySQL.
Quem tem uma quantidade de bancos de dados e tabelas muito grande, pode querer diminuir a lentidão com que o cliente MySQL carrega.
Para isto, abra o arquivo de opções e inclua o parâmetro no-auto-rehash, logo abaixo do grupo [mysql].

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *