altofalante com um relógio.

Saytime, o relógio falante no Linux

Saiba como ouvir a hora, no Linux, com um relógio que sintetiza a voz humana.
O saytime informa a hora atual, no seu sistema, oralmente, usando arquivos de áudio pré-gravados e tem flexibilidade para ser configurado.
ícone de alto falante.

Como instalar e usar o saytime

No Ubuntu, no Debian ou em qualquer outra distro derivada, use o apt-get:

sudo apt-get install saytime

Após a instalação, execute o programa:

saytime

Se o seu áudio estiver ativo, vai ouvir uma voz natural masculina, informando a hora.
Se você estiver insatisfeito com o volume, pode dobrar seu valor com -v:

saytime -v 2

O valor 3, triplica; 4, quadruplica etc.
O relógio, por padrão, informa a hora no formato 12h — acrescentando AM ao horário da manhã e PM ao horário da tarde.
Quando a hora e os minutos são “redondos”, o locutor acrescenta “exactly” (exatamente) ao final da frase.
No tópico seguinte, vou mostrar como formatar a saída da hora.

Como formatar a saída do saytime

Os caracteres de formatação são os seguintes:

  • %k — informa a hora no padrão 24 horas.
  • %l — usa o padrão 12 horas.
  • %M — informa os minutos.
  • %S — informa os segundos.
  • %P — frase introdutória. Se você não quiser que o “locutor” comece a dar informação sobre a hora, com um “The time is“, suprima estes caracteres.

O padrão do programa é %P%l%M%S.
Veja um exemplo de formatação para dizer a hora, sem informar minutos e segundos, no formato 24 horas:

saytime -f %k

Acrescente a informação de horas e minutos à saída do saytime:

saytime -f %k%M%S

Como automatizar a informação de hora no sistema

A opção -r envia o programa pros bastidores (background) e passa a informar a cada intervalo de tempo a hora certa pra você.
No exemplo que segue, o saytime irá informar a hora, a cada 6 segundos, com o volume de áudio triplicado (3x), no formato HH:MM (hora e minuto):

saytime -r 6 -v 3 -f %k%M

Se quiser interromper o processo, use o comando pkill:

pkill -9 saytime

Como alterar a voz do saytime

Os arquivos de áudio do saytime ficam armazenados em /usr/share/saytime:

ls /usr/share/saytime
0.au   14.au  19.au  3.au   6.au   and.au      minutes.au  seconds.au
10.au  15.au  1.au   40.au  7.au   exactly.au  oclock.au   the_time_is.au
11.au  16.au  20.au  4.au   8.au   hour.au     oh.au
12.au  17.au  2.au   50.au  9.au   hours.au    pm.au
13.au  18.au  30.au  5.au   am.au  minute.au   second.au

Estes arquivos podem ser substituídos por outros, com os mesmos nomes e os mesmos formatos de áudio (.au).
Recomendo, fazer um backup dos arquivos originais antes —, após o quê, é possível, por exemplo, regravá-los com a sua voz, falando em português.
Supondo que você grave novos arquivos e os armazene no diretório ~/audio/, execute o saytime com a opção -d ~/audio/, para informar ao programa onde buscar seus arquivos de áudio. Veja como fica:

saytime -d ~/audio/

Espero que você se divirta e não perca mais a hora 😉

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), desenvolvedor web e geek, nos mais diversos assuntos. Entusiasta de software livre e hacker de LEGO, acredito em repassar meu conhecimento e ajudar as pessoas sempre que for possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *