desinstalar remover programas aplicativos ubuntu Linux

Como desinstalar programas no Linux

É um fato: instalo muita coisa por impulso. Os métodos são o mais variados possível — os de remoção também. Mas, nem sempre, o caminho é exatamente o inverso.
Ao instalar um software através da Central de Programas do Ubuntu, a desinstalação deve ser feita através deste mesmo aplicativo.

Central de programas do ubuntu - como instalar ou desinstalar programas no Ubuntu
Clique para ampliar.

Se você usou o apt-get para instalar, use-o para desinstalar. Isto vale para qualquer um dos outros métodos: aptitude, dpkg, rpm, yum, tarballs etc.
Pra quem usa Debian ou Ubuntu, a documentação oficial do Debian dá conta de que o apt-get e o aptitude gerenciam as dependências de forma diferente. Portanto, evitar usar os dois para gerenciar a instalação/desinstalação de aplicativos, pode evitar dores de cabeça.

Como remover pacotes de softwares instalados no Debian ou Ubuntu

Se você instalou com o apt-get:

sudo apt-get remove nome_do_pacote

Use a opção purge para remover também os arquivos de configuração:

sudo apt-get --purge nome_do_pacote

Se você instalou um pacote .deb, com o dpkg:

sudo dpkg --remove nome_do_pacote

Você pode usar a opção --purge aqui também:

sudo dpkg --purge nome_do_pacote

Se você não tem intenção de reinstalar o aplicativo, deve usar a opção purge, para manter o seu sistema limpo.
O comando aptitude tem a mesma sintaxe do apt-get.

Como remover pacotes de aplicativos com o rpm e yum

O rpm é semelhante ao dpkg, só que é usado no Red Hat, Novell e no IBM AIX.
Este comando remove os arquivos binários, as bibliotecas e os arquivos de configuração:

rpm --erase nome_do_pacote

O yum é um frontend para o rpm e é usado no Fedora, no RedHat, no CentOS, entre outros. Tem a seguinte sintaxe:

yum remove nome_do_pacote

Como remover aplicativos instalados a partir do código fonte — tarballs

Instalar aplicativos a partir do código fonte é uma prática comum e muita gente gosta de poder compilar a partir do código fonte os seus programas — por que este método dá todo o poder que você precisa para otimizar seu software em relação ao seu hardware.

Use o comando make para desinstalar

Este é o método mais fácil, mas nem sempre é suportado pelos pacotes de aplicativos que vêm em tarballs.
Há casos em que tudo o que precisa ser feito, é remover o diretório em que você instalou os arquivos.
Normalmente, os arquivos INSTALL e README, presentes no próprio diretório em que você descompactou e compilou o(s) aplicativo(s) que deseja desinstalar agora, contém instruções de desinstalação.
Para desinstalar com o make, entre neste mesmo diretório e rode o comando make:

make uninstall

Conclusão

Use o manual man do seu sistema para obter mais informações de uso do seu software de gerenciamento de pacotes.
Se eu puder reforçar um conselho, para quem usa Debian, Ubuntu etc. é que use apenas um ou outro, no que tange o aptitude e o apt-get, para evitar bagunçar o seu sistema na gestão das dependências.
No mais, divirta-se experimentando novos programas.

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia.
Fã de séries, como “Rick and Morty” e “BoJack Horseman”.
Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

4 thoughts on “Como desinstalar programas no Linux”

  1. seu tópico só não me ajudou por um motivo, eu instalei o Google Chrome no Ubuntu 14, instalei pelo terminal, mas quando eu digito Google Chrome no nome do pacote, não encontra nada, nem no Gerenciador de Aplicativos ele aparece. A questão é como saber o nome do pacote?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *