feat fsck linux

Como verificar e consertar seu sistema de arquivos no Ubuntu

O sistema de arquivos do seu HD pode ter problemas, pelas mais variadas razões. Este artigo é sobre como checar e, se houver erros, corrigi-los, com o comando fsck.
Uma situação típica, em que podem ocorrer, não somente perda de dados, mas danos ao seu sistema de arquivos é a situação de falta de energia.
Você reinicia o sistema e ele pára, pedindo para que você faça o reparo manualmente do seu sistema de arquivos.

Como usar o fsck para reparar o sistema de arquivos

O fsck (file system consistency check — verificação da consistência do sistema de arquivos) é um programa usada para encontrar erros no sistema de arquivos e corrigi-los.
Enquanto ferramenta de manutenção da integridade dos seus dados, é bom usá-la com frequência – especialmente em caso de o seu sistema ser desligado de forma irregular.
Para usar o fsck, em um ambiente seguro, tal como vou descrever aqui, você precisará ter privilégios administrativos.
O comando pode ser executado, como root, sozinho:

fsck

Nestas condições, ele irá perscrutar todas as partições descritas em /etc/fstab.
O modo certo de usar o fsck, contudo, é no Runlevel 1, o modo monousuário. Neste runlevel, o seu PC pode se tornar indisponível para o ambiente gráfico – é o equivalente ao modo de segurança no Windows.
Para reiniciar o sistema no runlevel 1, execute o seguinte comando:

init 1

em, seguida, desmonte a partição em que o fsck será executado.
Se quiser obter uma lista das partições que se encontram montadas e onde estão montadas no seu sistema, use o comando:

cat /etc/mtab

ou para saber exatamente onde está montada a sua partição /home:

cat /etc/mtab | grep home
/dev/sda3 /home ext3 rw 0 0

(vou usar a partição /dev/sda3, neste exemplo):

umount /dev/sda3

ou pelo seu nome:

umount /home

Agora execute o fsck:

fsck /dev/sda3

Se preferir não ter que responder a todas as perguntas feitas pelo fsck, use o modo -y. Assim, o fsck executará a verificação e aplicará as correções necessárias, sem te importunar com questões técnicas:

fsck -y /dev/sda3

Se houver arquivos danificados e estes forem recuperados pelo fsck, ele os guardará no diretório /home/lost+found
Ao terminar o processo, você pode reiniciar o computador ou apenas montar de volta a partição desmontada:

mount /home

E volte ao runlevel multiusuário:

init 2

Simples, assim.

LEIA TAMBÉM

Publicado por

Elias Praciano

Autor de tecnologia (livre, de preferência), apaixonado por programação e astronomia. Fã de séries, como "Rick and Morty" e "BoJack Horseman". Me siga no Twitter e vamos trocar ideias!

5 comentários sobre “Como verificar e consertar seu sistema de arquivos no Ubuntu”

  1. Ola, fiz o q vc indicou, mas o resultado foi esse:

    fsck from util-linux 2.27.1
    e2fsck 1.42.13 (17-May-2015)
    ext2fs_open2: Bad magic number in super-block
    fsck.ext2: Superblock invalid, trying backup blocks…
    fsck.ext2: Bad magic number in super-block while trying to open /dev/sdc

    The superblock could not be read or does not describe a valid ext2/ext3/ext4
    filesystem. If the device is valid and it really contains an ext2/ext3/ext4
    filesystem (and not swap or ufs or something else), then the superblock
    is corrupt, and you might try running e2fsck with an alternate superblock:
    e2fsck -b 8193
    or
    e2fsck -b 32768

    Meu hd é um da sunsung externo de 1tb, formatado em ext4, eu acho, ou ext3, n tenho certeza. Acho q ele ficou corrompido após uso com um cabo com mal contato.
    obrigado pela ajuda desde já
    forte abraço
    rafael

  2. cara o seu tutorial é o unico que me salvou, nenhum demonstrou como desmontar uma partiçao, e para iniciantes como eu, faz toda diferença, valeu!!! abç

  3. Rodei o fsck no meu HD e mesmo assim fica dando erro de i/o quando tento acessar as pastas, adicionei a opção -c para verificar bad blocks só que está rodando a mais de 24horas e nada ainda isso e em uma partição de 400gb ext4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *